Frete Grátis
  • Google Plus

1001 Cervejas Para Beber Antes de Morrer (Cód: 3916097)

Adrian Tierney-jones

Sextante / Gmt

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 79,90 em até 2x de R$ 39,95 sem juros
Cartão Saraiva R$ 75,91 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 3x de R$ 26,63 sem juros

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Descrição

Há um mundo novo a ser descoberto a respeito da bebida mais popular do Brasil. Você vai se surpreender com a variedade de sabores, texturas, cores e ingredientes que vão muito além das cervejas que costumamos encontrar nos bares e restaurantes do país. Escrito por uma equipe de 40 especialistas, 1001 cervejas para beber antes de morrer é um guia indispensável para quem quer sair da rotina e experimentar as inimagináveis possibilidades que essa bebida oferece. Em 1001 resenhas curtas, você vai encontrar informações sobre o aroma e o paladar de cada cerveja, explicações sobre o processo de produção, a temperatura ideal em que deve ser servida e notas de degustação que irão ajudá-lo a escolher o estilo mais adequado para cada ocasião. Ilustrado com mais de 800 imagens de garrafas, rótulos, pôsteres e cervejarias, este livro apresenta as cervejas em todo o seu esplendor – das artesanais às mais tradicionais, das gastronômicas às mais populares.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Sextante / Gmt
Cód. Barras 9788575427316
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788575427316
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Tradutor Carolina Alfaro, Livia Almeida e Paulo Polzonoff Jr.
Número da edição 1
Ano da edição 2012
Idioma Português
Número de Páginas 960
Título Original 1001 Beers You Must Try Before You Die
Peso 1.70 Kg
Largura 16.00 cm
AutorAdrian Tierney-jones

Leia um trecho

Há mesmo 1.001 cervejas no mundo dignas de ser em bebidas? Essa é uma pergunta que ouvi várias vezes enquanto organizava este livro. A resposta mais simples seria “sim”, mas é claro que nunca paro por aí, porque para mim cada cerveja é uma obra de arte. Depois de uma hora me ouvindo falar entusiasticamente sobre as glórias dessa bebida, sobre a exuberante variedade de cervejas disponíveis no mundo todo, os estilos, os tipos de lúpulo, os métodos de fermentação, os lugares onde podem ser apreciadas e assim por diante, a maioria das pessoas deseja nunca ter feito a pergunta. Para os entusiastas das cervejas, por outro lado, a polêmica é outra. Que critérios usei para compor minha lista? Será que incluí sua cerveja preferida? E, se não, por quê? Os adoradores da bebida podem ser tão fanáticos por ela quanto qualquer fã de esportes é louco por seu time de futebol. Decidi escrever um manifesto para provocar e ao mesmo tempo explicar por que eu e minha excelente equipe de redatores tomamos nossas decisões. Minha ideia era satisfazer os curiosos e, quem sabe, estimular o debate (e alguma polêmica) sobre o assunto. Os motivos que levaram à escolha da cerveja X e não da Y tinham de ser claros como uma taça de cristal. Não poderia ha ver ambiguidade, hesitações ou arrependimentos. Infelizmente, não experimentei todas as cervejas contidas nestas páginas – elas são uma lista de desejos também para mim. Assim, escrevi o seguinte: “Minha equipe e eu escolhemos estas cervejas porque elas são ótimos exemplos da habilidade na produção de cerveja, são saborosíssimas e lembram repetidamente o porquê de a cerveja ser a melhor bebida do mundo: ela une as pessoas, inspira a sociabilidade e desperta toda uma nova dimensão de contemplação sensorial. As cervejas também foram escolhidas porque representam a devoção, a criatividade, a inspiração e a inegável alegria de viver que os cervejeiros incluem em suas bebidas. Todas as cervejas têm uma história para contar. Algumas, muito mais antigas e admiráveis do que outras, têm um passado que está no mesmo nível das mais nobres famílias: representam uma tradição que passa pela cerveja como um rio que abre caminho até o mar. São exemplos da herança cultural cervejeira dos seus países , têm um histórico que v em de nações como Alemanha, Bélgica, Inglaterra, Escócia e Estados Unidos. Isso sem falar da República Tcheca, onde a cerveja caracteriza um estilo de vida. Muitas das marcas incluídas aqui estão disponíveis em algum lugar per to de você, num bar ou restaurante, numa loja de bebidas ou na internet. Outras estimularão as pessoas a juntarem dinheiro para fazer uma viagem a algum paraíso cervejeiro. Assim, este é um livro tanto sobre cerveja quanto sobre viagens. Algumas cervejas estão aqui por que representam algum tipo de inovação no processo de fabricação . São cervejas que amadurecem em barris de madeira, tão complexas e de sabores tão concentrados quanto os dos melhores uísques. São cervejas envelhecidas e oxidadas que morreram e atravessaram o vale das sombras d a morte, emergindo triunfantes e ressuscitando. São cervejas que brilham como o sol numa taça, alegres e reafirmando a vida, numa conversa animada entre lúpulos e maltes perfeitamente combinados. Há souts escuras e amargas, porters e dunkels. Há cervejas que tocam um carrilhão de sinos com suas notas sensuais de lúpulo – importantíssima peça no quebra-cabeça da produção cervejeira. Há bebidas frutadas, que nascem depois que cerejas e sabugueiros são acrescentados ao processo de maturação. “Há cervejas misturadas com especiarias, café, chocolate e até sal e pimenta.” Esta é a parte poética das minhas escolhas, mas à medida que você virar as páginas deste livro, vai se deparar com textos abrangentes sobre cervejas de sucesso que chegam a praticamente todos os cantos do planeta. Hoje existem cervejas fabricadas numa escala industrial que não podem ser consideradas “inovadoras” nem pela mente mais imaginativa, mas realmente achei que seria errado ignorar uma stout criada em Dublin e hoje produzida no mundo todo ou uma lager norte-americana que fez parte da cultura cervejeira alemã que varreu os Estados Unidos em meados do século XIX.

Avaliações

Avaliação geral: 5

Você está revisando: 1001 Cervejas Para Beber Antes de Morrer

Eduardo recomendou este produto.
26/05/2015

Livro Excelente

Excelente livro.
Esse comentário foi útil para você? Sim (0) / Não (0)
Teste recomendou este produto.
26/05/2015

teste de T.I.

otimo livro!!!
Esse comentário foi útil para você? Sim (0) / Não (0)