Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book
  • 1001385477
  • 1001385476

1993 - Somos Bicampeões do Mundo (Cód: 7190634)

Plihal,Andre; Zetti

Panda Books (edi??o digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 24,90
Cartão Saraiva R$ 24,90

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


1993 - Somos Bicampeões do Mundo

R$24,90

Descrição

Dois Campeonatos Brasileiros, quatro Paulistas, uma Recopa, uma Supercopa, duas Libertadores e um Mundial. Entrei no gramado do Nacional de Tóquio, em 12 de dezembro de 1993, com esses títulos conquistados em oito anos de São Paulo. Perder a final para o Milan não arranharia em nada o meu histórico no clube. Mas ganhar dos italianos representaria muito. Era a chance de levantar a taça na importante figura de capitão do time. Substituía na função o grande Raí. Honra para poucos. Escolhido para viver algo tão especial, tinha na cabeça que precisava ser perfeito. Matar a pau! E nós matamos. Não tem como falar do São Paulo dos anos 1990 sem citar o senso coletivo instaurado naquele grupo. Éramos verdadeiramente amigos, nos gostávamos, corríamos um pelo outro, vencíamos juntos. Zetti foi o meu companheiro de quarto nesse período. Pessoa pacata. Fera de goleiro. A cumplicidade existente entre nós fazia da defesa do São Paulo um muro difícil de transpor. Não impossível, o Milan nos superou por duas vezes. Quando Müller marcou o terceiro gol, gritei para todos do setor: “Agora chega! Não passa mais nada aqui, hein”. Ganhamos o bicampeonato. Foi meu último jogo pelo São Paulo Futebol Clube. Dever cumprido, fechado com chave de ouro, despedida dos sonhos. Lugar-comum é o que não falta para definir a derradeira partida de um total de trezentas. Incomum é construir a prateleira de troféus que ergui em casa. A medalha do Mundial de 1993 está em destaque. Pode apostar que, se tivesse ido para sala do Baresi, em Milão, também estaria.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Panda Books (edi??o digital)
Número de Páginas 136 (aproximado)
Idioma Português
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Proteção Drm Sim
Hyperlink (Texto) https://pandabooks.websiteseguro.com/livro/570/1993-somos-bicampeoes-do-mundo.html
Tamanho do Arquivo 13271
Início da Venda 12/03/2014
Cód. Barras 9999071906346
AutorPlihal,Andre; Zetti