Frete Grátis
  • Google Plus

A Bíblia Inglesa e as Revoluções do Século Xvii (Cód: 141829)

Hill, Christopher

Civilização Brasileira

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 87,90 em até 2x de R$ 43,95 sem juros
Cartão Saraiva R$ 83,51 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 4x de R$ 21,98 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Christopher Hill foi o mais importante historiador inglês do século XX. Em 'A Bíblia Inglesa e as Revoluções do Século XVII', defende a tese que a tradução da Bíblia reformista do século XVI para o inglês foi o estopim para as revoluções do século XVII. Durante as décadas de 1640 e 1650, os ingleses enfrentaram situações revolucionárias inesperadas - principalmente a intensa disputa entre o rei e o parlamento -, sem nenhuma orientação teórica, como a que Rosseau e Marx deram a seus sucessores franceses e russos, e sem a experiência de acontecimentos anteriores que pudessem ser chamados de revoluções.
A improvisação foi necessária e a Bíblia foi o livro escolhido para orientação, sua tradução para o inglês estava disponível desde o século anterior. Era a Palavra de Deus, cuja autoridade ninguém podia rejeitar. Além disso, era o maior patrimônio da nação inglesa protestante. Sua edição impressa encontrava-se disponível graças aos conflitos e martírios da reforma inglesa, uma fase essencial da pré-história revolucionária. Hill parte da tese de que todas as idéias que dividiram os partidos da guerra civil e que separaram, entre os parlamentaristas, os conservadores dos radicais podem ser encontradas nas escrituras sagradas. Mostra como a história de Israel foi utilizada para justificar, em nome de Deus, tanto a defesa quanto o ataque ao rei, e como as citações bíblicas se tornaram uma espécie de código para a divulgação de novas idéias em vez de censura, sendo utilizadas por grupos tão diferentes quanto os reformistas, quacres, caçadores de heréticos, antipapistas e médicos.
Mas, neste livro, o autor não se restringe às finalidades religiosas e políticas para as quais a Bíblia foi usada. Ele também leva em consideração os efeitos sobre a economia, a agricultura, a colonização, a literatura e a vida social em geral.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Civilização Brasileira
Cód. Barras 9788520005804
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 8520005802
Profundidade 3.50 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2003
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 641
Peso 0.96 Kg
Largura 15.70 cm
AutorHill, Christopher

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: A Bíblia Inglesa e as Revoluções do Século Xvii