Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

A Catástrofe De Caraguatatuba Sp (Cód: 8990354)

Vitória Barreto Da Silva

Clube de Autores (Edição Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 12,92
Cartão Saraiva R$ 12,92

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


A Catástrofe De Caraguatatuba Sp

R$12,92

Descrição

Análise comparativa do discurso oficial e o discurso oral da catástrofe de Caraguatatuba, com base na cobertura jornalística dos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo, feita em 1967. O objetivo é verificar se as principais temáticas abordadas pela imprensa impressa naquela catástrofe são as mesmas temáticas que mais marcaram os sobreviventes. Para isso foram analisadas cinquenta e cinco matérias entre os dias 20 e 31 de março daquele ano e comparado o discurso com o de 24 sobreviventes entrevistados. A metodologia principal aplicada é a Análise de Conteúdo, baseada na teoria de Krippendorff (1993). A base teórica sobre o fato foi o livro Santo Antônio de Caraguatatuba, de Jurandir Campos (2001) e da metodologia, o livro Comunicação e Loucura, de Eliana Marcolino (2005). A hipótese levantada é de que as informações veiculadas possam ter sofrido algum tipo de ruído, pois a maioria usou como fonte os órgãos oficiais e poucos jornalistas ouviram as testemunhas. Dentre as conclusões, confirmou-se que a hipótese de que a imprensa e os sobreviventes contam histórias distintas sobre o fato. Palavras-chave: Cobertura da imprensa e oralidade; Análise de Conteúdo; Jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo. Catástrofe de Caraguatatuba. Litoral Norte de São Paulo.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Clube de Autores (Edição Digital)
Número de Páginas 268 (aproximado)
Idioma Português
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Pdf
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Tamanho do Arquivo 3842
Início da Venda 05/08/2015
VOLUME 1
Cód. Barras 2999990191167
Número da edição 1
Ano da edição 2015
Ano da Publicação 2015
Mês da Publicação JULHO
AutorVitória Barreto Da Silva