Artboard 33Artboard 16Artboard 18Artboard 13Artboard 42Artboard 21Artboard 4Artboard 5Artboard 45Artboard 22Artboard 7Artboard 42Artboard 23Artboard 17?Artboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32Artboard 6Artboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11Artboard 41Artboard 11Artboard 23Artboard 10Artboard 4Artboard 9Artboard 6Artboard 8Artboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44Artboard 16Artboard 24Artboard 13Artboard 5Artboard 24Artboard 31Artboard 1Artboard 12Artboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44Artboard 9Artboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35Artboard 15Artboard 14Artboard 50Artboard 26Artboard 14Artboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37Artboard 46Artboard 33Artboard 8
e-book

A cor da pele (Cód: 9234361)

Ventura,Adão; Ad?o Ventura; Johann Moritz Rugendas; Jean-Baptiste Debret

Dubolso (Edi??o Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 14,90

em até 1x de R$ 14,90 sem juros

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


A cor da pele

R$14,90

Descrição

Acima de tudo, um grande poetaA poesia de Adão Ventura, pelo menos em sua fase 'negra', é relativamente simples. São raras as palavras difíceis, os versos complicados, as piruetas verbais. Quase sempre, Adão é direto e claro, e sua poesia nos atinge como um soco.Sua dor - a do negro de hoje e a do escravo dos séculos passados - não precisa de palavras complicadas. Para dizer o que sente e o que sentiram seus pais e avós, avós que foram escravos, bastam-lhe os recursos da linguagem comum.Por isso mesmo, por sua simplicidade, a poesia de Adão pode ser entendida por qualquer um.Mas é uma poesia de choque, que vai direto na veia, ataca no ponto certo, expondo as feridas abertas por séculos de humilhação nas senzalas e nas casas-grandes, nas vilas e nas cidades, nos salões e nas ruas, no passado e no presente.Alguém poderia dizer que as palavras são duras, que o poeta é amargo. De fato, as palavras são duras, pois é preciso ser duro para retratar a escravidão e o preconceito. De fato é amargo, pois não há como ser alegre quando o poeta percebe, em todas as ocasiões, a cor da pele como uma cerca de arame farpado dividindo os seres humanos.A poesia de Adão não é só negra. É também a poesia de um dos maiores criadores brasileiros do século XX.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Dubolso (Edi??o Digital)
Número de Páginas 48 (aproximado)
Idioma 333
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Início da Venda 21/05/2015
Código do Formato Epub
Cód. Barras 9788586222139
Número da edição 1
Ano da Publicação 115
AutorVentura,Adão; Ad?o Ventura; Johann Moritz Rugendas; Jean-Baptiste Debret