Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
  • Google Plus
Livro Digital

A cor da pele (Cód: 9234361)

Ventura, Adão; Ad?o Ventura; Johann Moritz Rugendas; Jean-Baptiste Debret

Dubolso (Livros Digitais)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 14,90
Cartão Saraiva R$ 14,90

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


A cor da pele

R$14,90

Descrição

Acima de tudo, um grande poetaA poesia de Adão Ventura, pelo menos em sua fase 'negra', é relativamente simples. São raras as palavras difíceis, os versos complicados, as piruetas verbais. Quase sempre, Adão é direto e claro, e sua poesia nos atinge como um soco.Sua dor - a do negro de hoje e a do escravo dos séculos passados - não precisa de palavras complicadas. Para dizer o que sente e o que sentiram seus pais e avós, avós que foram escravos, bastam-lhe os recursos da linguagem comum.Por isso mesmo, por sua simplicidade, a poesia de Adão pode ser entendida por qualquer um.Mas é uma poesia de choque, que vai direto na veia, ataca no ponto certo, expondo as feridas abertas por séculos de humilhação nas senzalas e nas casas-grandes, nas vilas e nas cidades, nos salões e nas ruas, no passado e no presente.Alguém poderia dizer que as palavras são duras, que o poeta é amargo. De fato, as palavras são duras, pois é preciso ser duro para retratar a escravidão e o preconceito. De fato é amargo, pois não há como ser alegre quando o poeta percebe, em todas as ocasiões, a cor da pele como uma cerca de arame farpado dividindo os seres humanos.A poesia de Adão não é só negra. É também a poesia de um dos maiores criadores brasileiros do século XX.

Características

Produto sob encomenda Sim
Marca Dubolso (Livros Digitais)
Cód. Barras 9788586222139
Início da Venda 21/05/2015
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Número da edição 1
Idioma 333
Código do Formato Epub
Número de Páginas 48 (aproximado)
Ano da Publicação 115
Peso 0.00 Kg
AutorVentura, Adão; Ad?o Ventura; Johann Moritz Rugendas; Jean-Baptiste Debret

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: A cor da pele