A Evolução do Crédito da Antigüidade aos Dias Atuais

(Cód: 452818)

Ventura, Eloy Camara

Juruá

Sobre o produto

A Evolução do Crédito da Antigüidade aos Dias Atuais

> Mais detalhes
Carregando...
Carregando...

R$ R$

Cartão Saraiva
Cartão Saraiva

Panorama Rápido

A Evolução do Crédito da Antigüidade aos Dias Atuais
CARTÃO SARAIVA

Parcelamento exclusivo,
anuidade grátis e mais.
Peça o seu

RECEBA NA LOJA

E o que é melhor:
sem pagar nada pelo frete
Saiba mais

Entregas internacionais:

Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada

Sobre o produto A Evolução do Crédito da Antigüidade aos Dias Atuais

O autor apresenta a original tese e defende a idéia de que o Brasil já nasceu sob a égide da 'intermediação financeira'. Através de profundo estudo científico, traça um paralelo em torno do crédito, abordado de forma bastante ampla: suas repercussões na área de Direito comercial, bancário e constitucional, desde a origem histórica no Direito internacional até um paralelo com o Direito pátrio, inclusive no campo do Direito civil e penal. Enfim, obra única e moderna, que pela primeira vez consegue dar aos interessados uma visão global e atual do tema, não se limitando apenas ao campo doutrinário do Direito bancário mas também com uma visão técnica da questão, a qual certamente servirá de instrumento de orientação a todos que militam ou estão interessados em ter uma visão macroeconômica do sistema financeiro nacional com todos os seus envolvimentos com as demais áreas do Direito.
Peso 0.32 Kg
Editora Juruá
I.S.B.N. 8573946695
Altura 21.00 cm
Largura 14.50 cm
Profundidade 1.30 cm
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788573946697
ANO 2000
MÊS DEZEMBRO
País Brasil
ANO 2000
AutorVentura, Eloy Camara
Avaliação geral: 0

Have you used this product?

Rate it now.

Você está revisando: A Evolução do Crédito da Antigüidade aos Dias Atuais