Frete Grátis
  • Google Plus

A Fome - Um Romance do Naturalismo ? (Cód: 4262787)

Moura,Gildênia

Luiza Beatriz Moreira da Paixão Editora Delicatta

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 40,00
Cartão Saraiva R$ 38,00 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 20,00 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

No presente trabalho, analisamos a estrutura do romance 'A Fome' de Rodolfo Teófilo. Obra publicada em 1890, introdutora do Naturalismo cearense, retrata a história da família de Manuel de Freitas, fugindo da seca nordestina, ocorrida entre 1877 a 1879. Com o título 'A Fome - um romance do Naturalismo?' , questionamos se o romance é totalmente da escola naturalista, pois seu enredo é todo romântico. O que caracteriza o Naturalismo são termos científicos que Rodolfo Teófilo expõe na obra, como também o exagero que o autor utiliza em algumas descrições realistas. Para a análise do romance utilizamos a fundamentação teórica de Forster, Propp e Reuter. O estudo foi dividido em dois capítulos: o primeiro com seis subdivisões, que retrata o Naturalismo da França até chegar ao Ceará, focalizando Rodolfo Teófilo e suas obras; o segundo é a análise da obra com seis subdivisões, que estuda 'A Fome' com uma análise literária em: Ação, Tempo, Espaço, Personagens, importância dos Nomes, Ponto de Vista, Recursos Narrativos, Imagens, Símbolos, Mitos, Superstições, Costumes e Referências Literárias como indícios de leituras realizadas pelo narrador. No estudo dos personagens há um destaque para Inácio da Paixão, pois sua ação de dependência ao jogo de azar faz com que os personagens da família de Manuel de Freitas sejam prejudicados, além dele e de sua própria família. Foi adotado o método investigativo de pesquisa bibliográfica e de pesquisa de campo. O presente trabalho permitiu-nos concluir que apesar de 'A Fome' ser um romance do Naturalismo, seu enredo é todo do Romantismo, como é posto nesta pesquisa fazendo comparação entre essas duas escolas literárias. Observamos que se retirarmos os termos científicos e descrições de mazelas da obra, o que nos resta é um produto do movimento romântico. Pois as passagens e algumas as ações dos personagens nos remetem a um período literário mais característico do Romantismo.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Luiza Beatriz Moreira da Paixão Editora Delicatta
Cód. Barras 9788564167537
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788564167537
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2012
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 228
Peso 0.34 Kg
Largura 14.00 cm
AutorMoura,Gildênia

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: A Fome - Um Romance do Naturalismo ?