Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
  • 1003350952
  • 1003351352

A Malinche Dos Cronistas (Cód: 9343504)

José,Maria Emília Granduque

Editora Prismas

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 52,00

em até 1x de R$ 52,00 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 49,40 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


A Malinche Dos Cronistas

R$52,00

Descrição

Em “A Malinche Dos Cronistas”, Maria Emília discute e apresenta, a partir da criteriosa análise das crônicas quinhentistas que tratam da conquista espanhola do México, a imagem que seus autores produziram sobre esta indígena de origem nobre, que se tornou escrava e, posteriormente, intérprete , cuja trajetória está associada à de Hernán Cortés e, consequentemente, à derrubada do governo asteca. Para a autora que não se propôs a encontrar a imagem mais verdadeira desta mulher, tanto as narrativas produzidas por cronistas espanhóis, quanto as que mestiços como Alvarado Tezozomoc e Diego Munhoz Camargo escreveram, se caracterizam por apresentar uma imagem muito similar de Malinche, Malintzin ou Marina, descrita como a boa língua que Cortés trazia sempre consigo e como uma das figuras mais importantes da conquista do México. Maria Emília nos mostra, ainda, que, se, por um lado, os cronistas quinhentistas coincidem em suas narrativas acerca do papel desempenhado por Malinche, por outro, a historiografia e a literatura do século XIX e, mesmo do século XX, produziram, sob a influência de um discurso nacionalista, tanto a imagem de vilã e traidora da pátria, quanto de intermediária cultural, símbolo da identidade mestiça e madre de la pátria. O maior investimento da jovem historiadora foi, no entanto e como sugere o título dado ao livro , o de nos apresentar a Malinche dos cronistas do século XVI, uma personagem que, aos olhos destes homens, era digna de ser imortalizada nas páginas das Historias que escreveram.

Características

Peso 0.22 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora Editora Prismas
I.S.B.N. 9788555072062
Altura 21.00 cm
Largura 14.80 cm
Profundidade 0.90 cm
Número de Páginas 158
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788555072062
Número da edição 1
Ano da edição 2016
AutorJosé,Maria Emília Granduque