Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

A Nova Obscuridade (Cód: 8890347)

Jürgen Habermas

Unesp

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

Economize até R$ 7,00

R$ 63,00 (-10%) em até 1x no crédito R$ 63,00 (-10%) no boleto
R$ 70,00 em até 2x de R$ 35,00 sem juros
Cartão Saraiva R$ 63,00 (-10%) em até 1x no cartão ou em até 3x de R$ 23,33 sem juros

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 2x sem juros de R$ 0,00


A Nova Obscuridade

R$70,00

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Um dos principais eixos temáticos desta coletânea diz respeito ao neoconservadorismo. O assunto abre e perpassa todos os textos aqui reunidos, que remetem ainda a diferentes aspectos da defesa de Habermas da continuidade do projeto de modernidade. Sem abandonar a dimensão teórica, o filósofo, conhecido por seu engajamento político, coloca-se como “contemporâneo político” e assume posições acerca de questões públicas candentes ainda hoje – escrita em 1985, a obra reflete sobre problemas e tensões de uma década crucial para a sobrevivência e maturação do projeto democrático não apenas na Alemanha.

No campo teórico, Habermas procura distinguir o velho e o novo conservadorismo – o primeiro marcado por uma rejeição integral à modernidade e um apego fiel às formas de vida tradicionais, e o último por uma reconciliação seletiva e negociada com os processos inacabados de modernização. Para ele, o neoconservadorismo, assim como o velho conservadorismo, combate a modernização cultural, mas o faz em nome do aprofundamento dos processos de modernização social. E são esses dois conceitos que o filósofo considera fundamental distinguir em uma teoria da modernização.

Enquanto a modernização cultural, descrita como a racionalização comunicativa do mundo da vida, torna as tradições vulneráveis à “força explosiva” do questionamento e da crítica intramundana, a modernização social transforma as formas de vida tradicionais segundo o movimento de monetarização e burocratização das estruturas sociais, pautando-se pelos meios empobrecidos do poder e do dinheiro.

A teoria é o pano de fundo das posturas propositivas defendidas pelo filósofo, que busca interferir no debate público, identificando e combatendo os principais adversários de suas posições. No artigo “Desobediência civil: a pedra de toque do Estado Democrático de Direito”, publicado pela primeira vez na revista Merkur, ele propõe o debate sobre o tema, mas recorre à herança teórica para defender a modificação de padrões de interpretação e aplicação do direito, combatendo a tipificação penal de protestos públicos não violentos sustentada por membros da Corte Constitucional alemã e juristas de renome.

O livro compõe-se de 13 ensaios divididos em sete temas, incluindo uma longa entrevista à revista New Left Review. Ali, Habermas fala sobre a evolução de seu pensamento, desde quando frequentava universidades fechadas às influências do exterior da Alemanha do pós-guerra. Uma das perguntas aborda a emergência da bandeira ecológica. Habermas responde: “[...] até onde posso ver, as investigações ecologicamente inspiradas se movem por inteiro, em termos metodológicos, dentro de um quadro convencional. Por ora, nada parece depor a favor da ideia de que em uma atitude não objetivante, por exemplo, na atitude performativa de um participante da comunicação, possam se desenvolver ciências naturais alternativas – teorias que estivessem, por exemplo, na sucessão das filosofias danatureza românticas ou alquimistas”.

Na apresentação, Antonio Ianni Segatto e Felipe Gonçalves Silva pontuam, sobre o livro: “Leitura obrigatória não apenas aos estudiosos da filosofia habermasiana, mas a todos aqueles interessados nos tortuosos meandros de um processode modernização inacabado”.

Características

Peso 0.52 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora Unesp
I.S.B.N. 9788539305520
Altura 21.00 cm
Largura 14.00 cm
Profundidade 1.00 cm
Número de Páginas 388
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788539305520
Número da edição 1
Ano da edição 2015
AutorJürgen Habermas