Frete Grátis
  • Google Plus

A Revolução Quilombola - Guerra Racial, Confisco Agrário e Urbano Coletivismo (Cód: 1990955)

Barreto,Nelson Ramos

ARTPRESS

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 15,00
Cartão Saraiva R$ 14,25 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Passados 120 anos da libertação dos escravos - consubstanciada que foi na memorável Lei Aurea assinada pela Princesa Isabel em 13 de maio de 1888 -, um fantasma parece ressurgir das cinzas daqueles tempos. Um decreto presidencial começa a agitar muitas regiões do Brasil, provocando divisão e conflito racial, ao mesmo tempo em que desfecha mais um golpe contra o direito de propriedade de terras devidamente escrituradas e em plena produção.
Com efeito, com o decreto n°. 4887, de novembro de 2003, que muda o conceito de quilombos, o presidente Lula desenterrava mais um espectro para assombrar nossos campos, ao permitir que escrituras de terras devidamente registradas em cartórios se tomem obsoletas. Golpeia ele assim o já tão combalido direito de propriedade, tão açoitado pelas contínuas invasões promovidas pelo Movimento dos Sem Terra - MST.
Toda a questão gira em tomo de uma palavra até hoje pouco conhecida - quilombola -, cuja carga simbólica parece indicar uma orquestração partida de mentes alienadas a contra-valores, e manipulada com a sinistra intenção de romper a paz em nosso campo.
Conheça mais sobre toda essa Revolução Quilombola nessa sensacional obra.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora ARTPRESS
Cód. Barras 9788572061889
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788572061889
Profundidade 0.00 cm
Número da edição 1
Ano da edição 2007
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 120
Peso 0.44 Kg
Largura 14.00 cm
AutorBarreto,Nelson Ramos

Avaliações

Avaliação geral: 5

Você está revisando: A Revolução Quilombola - Guerra Racial, Confisco Agrário e Urbano Coletivismo

BMA recomendou este produto.
02/08/2015

Instigante e provocador, questiona uma medida polêmica que causou divisão social

A revolução quilombola esmiúça o maior atentado a isonomia constitucional, praticado por um governo brasileiro: a demarcação de terras produtivas para pessoas que se dizem descendentes de antepassados quilombolas, com atestados bastante suspeitos de antropólogos militantes, afetando de tal maneira a produção agrícola do país, que causou déficit de produção e despejos em massa

O livro mostra a contradição dos projetos revanchistas e divisórios do governo: propriedades de famílias afrodescendentes sendo tomadas pelo governo para serem entregues a outros alinhados ideologicamente com o socialismo. Minorias de famílias negras trabalhadoras sendo obrigadas a aceitar uma terra produtiva roubada de pequenos agricultores e o completo absurdo que é o racismo de reabrir uma estrutura arcaica provinda do odioso período da escravidão brasileira.
Esse comentário foi útil para você? Sim (0) / Não (0)