Frete Grátis
  • Google Plus

A Vida É Bela com Nossos Filhos (Cód: 2610491)

Glocheux,Dominique

Sextante / Gmt

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 9,90
Cartão Saraiva R$ 9,41 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Não há nada mais emocionante do que dividir momentos de alegria, diversão e intimidade com nossos filhos. Na correria do dia-a-dia, muitas vezes não damos a devida atenção para essas ocasiões especiais.

Com sabedoria e bom humor, Dominique Glocheux nos inspira a buscar uma conexão mais profunda com as crianças, transformando nossa convivência numa inesgotável fonte de prazer e aprendizado.

Com este livro, temos a chance de transmitir os valores em que acreditamos e de resgatar a criança que existe dentro de nós.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Sextante / Gmt
Cód. Barras 9788575424353
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788575424353
Profundidade 0.00 cm
Acabamento Brochura
Tradutor André Telles
Número da edição 1
Ano da edição 2008
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 96
Peso 0.06 Kg
Largura 14.00 cm
AutorGlocheux,Dominique

Leia um trecho

Introdução Frágeis? As crianças têm poderes dos quais nos esquecemos: só elas são capazes de alcançar as estrelas, encontrar o Pequeno Polegar e conversar com Deus de igual para igual. E, para elas, a vida compreende muitos “eus”, muitas vidas. Se olharmos de perto, mesmo na explosão de riso de uma criança transparece um fragmento de eternidade, uma brecha na realidade, um “buraco branco” onde o tempo se detém, onde a energia invade o espaço. Como se fosse preciso ser uma criança, com boa dose de inocência e espontaneidade, para poder se aproximar do indizível, do invisível, do “tudo é possível ”. Vamos fazer de conta que somos crianças novamente. Podemos começar nos abaixando para ficar bem na altura dos olhos delas. Precisamos redescobrir no fundo de nós mesmos a criança que sempre fomos, recuperar a curiosidade e contrariar o ditado: “Se o velho pudesse e o moço soubesse, não haveria nada que não se fizesse.” Apenas por um instante, só a tempo de perceber a trilha a percorrer, o novo caminho a seguir. A tempo de inaugurar idéias e rumos ao mesmo tempo inesperados, alegres e audaciosos a fim de embelezar, maravilhar e trazer o encanto de volta à nossa vida. A tempo de ter coragem de utilizar as chaves à nossa disposição desde a infância do mundo. Finalmente, a solução talvez seja uma brincadeira de criança. Temos que devolver o poder à infância, especialmente à criança adormecida dentro de nós. Vamos deixar de lado as idéias prontas, concebidas para todos e boas para ninguém. Vamos reaprender a silenciar nossos pensamentos, a ouvir o sussurro de nossa consciência, a escutar nosso coração. Vamos descobrir nossa sabedoria profunda, a sabedoria da infância. Para nós. Para nossos filhos. Para evitar o caos, amenizar as feridas do mundo, reinventar um amanhã mais belo. Depois podemos voltar a fechar rapidamente, trancando à chave, a caixa de Pandora. É apenas um sonho? Mas sonhar já é o primeiro passo... E somos cada vez mais pessoas a partilhar esse mesmo sonho. Aqui e do outro lado do planeta. Que os ventos sejam favoráveis e os levem à realização de seus desejos. E, sobretudo, vivam bem... “Tudo o que não é dado é perdido.” (Provérbio indiano) “A felicidade vai ao encontro dos que sabem rir.” (Provérbio japonês) “Eu me contentarei com o melhor.” (Oscar Wilde) “Eu me contentarei com a felicidade.” “Eu amo vocês...” 1. Sempre cumpra suas promessas. 2. Exponha os melhores desenhos de seu filho na porta da geladeira. 3. Seja um modelo, não um molde. 4. Esforce-se 24 horas por dia para não criticar nada nem ninguém. 5. Vá com seu filho a uma pequena ilha. 6. Conte a ele três histórias sobre seus ancestrais. 7. Dê o exemplo: goste de você mesmo. 8. Prepare duas sobremesas caseiras para seu filho. 9. Ensine as crianças a emprestar e encoraje-as a partilhar. 10. Durmam juntos sob as estrelas. 11. Invente uma cantiga de ninar exclusiva para seu filho. 12. Encontre três maneiras de ficar mais tempo junto com ele. 13. Não dê lição nem sermão. Explique. Pratique. 14. Se quiser que ele fale com você, escute-o. 15. Deixe os avós o mimarem. É bom demais! 16. Conte ao seu filho uma história em que ele é o herói. 17. Aja com os outros como você gostaria que ele agisse. 18. Não termine as frases dele. 19. Ajude-o a dominar uma atividade qualquer – violão, quadrinhos ou caratê. 20. Diga “Eu te amo” mais vezes. Não apenas quando ele vai para a escola. 21. Prepare uma boa resposta para “De onde vêm os bebês?”. 22. As feridas na alma das crianças levam mais tempo para fechar do que na dos adultos. Providencie rápido o curativo. 23. Seja grato por cada momento em que seu filho se abre com você e lhe conta o que pensa da vida. 24. Na frente de outras pessoas, não diga que ele é tímido. Diga apenas que ele não quer falar naquele momento. 25. Ele copiará o que você faz, não o que você diz. Dê o exemplo. 26. Esteja sempre à altura das esperanças dele. 27. Acostume-o a terminar o que começou. 28. Não minta para ele. Sobretudo por um motivo banal. 29. Brinquem com ioiô. 30. Esconda uma pequena surpresa no bolso da roupa do seu filho. Quando ele a encontrar, você descobrirá uma boa razão para ter feito isso. 31. Ensine-o a ser pontual. 32. Transmita-lhe o amor pela leitura, pelas livrarias e pelos livros. 33. Se ele questionar o porquê de alguma coisa, não diga “Porque sim”. É inútil. 34. Quando você fizer uma pergunta, espere a resposta. 35. Seja um adulto feliz. É a melhor maneira de fazer os filhos felizes. 36. Seja como a pequena centelha que brilha ao sol, a gota de orvalho que faz os projetos dele germinarem – discreto, mas essencial. 37. Bata na porta do quarto dele antes de entrar. 38. Ouçam CDs de histórias. Além de um prazer, é uma ótima forma de melhorar a dicção. 39. Prefira informar a ensinar.

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: A Vida É Bela com Nossos Filhos