Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

Além da Anistia, Aquém da Verdade - o Percurso da Comissão Nacional da Verdade (Cód: 9246239)

Oliveira,Eliézer Rizzo de

Editora Prismas

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 56,00

em até 1x de R$ 56,00 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 53,20 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Além da Anistia, Aquém da Verdade - o Percurso da Comissão Nacional da Verdade

R$56,00

Descrição

Eliézer Rizzo de Oliveira analisa a Comissão Nacional da Verdade. Criada por lei para investigar delitos contra os direitos humanos em nosso passado recente, ela investiu contra a anistia e, com base numa deliberação interna, não realizou a investigação ampla (a violência de todos os lados), mas apenas a dos agentes policiais e militares. Tal golpe da CNV precisa ser esclarecido. Em seu Relatório de grandes méritos e destacadas dificuldades - a CNV esmiúça as estruturas governamentais, vínculos sociais e políticos e conexões internacionais da violência. Desconheceu a violência revolucionária de orientação marxista (que produziu mais de cem vítimas fatais), acabando por diminuir a importância da resistência pacífica de parte da sociedade civil que, esta sim, derrotou o regime militar. Segundo Eliézer, o DNA da CNV é o Direito Penal à luz da Justiça de Transição. Ele propõe, ao contrário, a preservação da anistia e a investigação de toda a verdade, pois este é um direito dos brasileiros. Sugere que a autoridade máxima do Estado peça desculpas ao País pela ocorrência de violência política do Estado e da sociedade. A propósito, escreve Manuel Domingos Neto na Apresentação: Este livro foi escrito por um homem desassombrado e preparado. Com estilo todo seu, diz ao militar: quebrastes a hierarquia, rasgastes a Constituição, implantastes uma ditadura, praticastes terrorismo de Estado, manchastes a farda, deves desculpas à sociedade através de teu chefe. No mesmo tom, diz ao opositor armado da ditadura: atingistes inocentes, desrespeitastes os direitos humanos, pretendias um sistema antidemocrático, a luta política por meios pacíficos foi mais eficaz que a tua, deves desculpas à história.

Características

Peso 0.53 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora Editora Prismas
I.S.B.N. 9788555071614
Altura 21.00 cm
Largura 14.80 cm
Profundidade 2.50 cm
Número de Páginas 348
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788555071614
Número da edição 1
Ano da edição 2015
AutorOliveira,Eliézer Rizzo de