Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
  • Google Plus

Amar Trair - Quase Uma Apologia da Traição (Cód: 387975)

Carotenuto,Aldo

PAULUS

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 12,00
Cartão Saraiva R$ 11,40 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Amar Trair - Quase Uma Apologia da Traição

R$12,00

Descrição

Podemos não nos trair e não trair? É essa pergunta a qual esta obra tenta responder. A traição repugna a nossa consciência de 'puros', mas, afirma o autor, ela é uma experiência inelutável. Depois de percorrer os dramas da solidão do amor em Eros e Pathos, também publicada pela PAULUS, Aldo Carotenuto aborda o delicado tema da traição, entendida como ato necessário para que a psique, ainda fechada em uma virgindade inconsciente e irrefletida, seja iniciada no mistério da vida e do amor. Com efeito, trair e ser traído significa 'ser entregue' a um destino de procura, pontilhado de quedas e derrotas; significa reconhecer-se como um daqueles seres separados que, para reconstituir-se como sujeitos, devem libertar-se de ditames e modelos coletivos; devem, portanto, 'trair'. Todo indivíduo está sob o imperativo, inscrito na dinâmica evolutiva da psique, de emancipar-se de tudo o que o mantém fiel a uma imagem de si que não lhe corresponde, mas corresponde às exigências do ambiente social ou ao desejo de seus interlocutores. É por isso que no processo de individuação aparecem frequentemente situações de ruprtura, de fraturas inevitáveis, destinadas a marcar a história humana de cada um.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora PAULUS
Cód. Barras 9788534906586
Altura 20.00 cm
I.S.B.N. 9788534906586
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 2
Ano da edição 1997
Idioma Português
Número de Páginas 256
Peso 0.26 Kg
Largura 13.00 cm
AutorCarotenuto,Aldo

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Amar Trair - Quase Uma Apologia da Traição