Frete Grátis
  • Google Plus

Ameaça Mortal - Para Os Inimigos, Só Há Um Jeito de Deter Alex Cross: Matá-lo (Cód: 4258026)

Patterson, James

Arqueiro

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 29,90
Cartão Saraiva R$ 28,41 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Um sequestro inacreditável. Embora contem com a proteção do Serviço Secreto 24 horas por dia, Ethan e Zoe Coyle, filhos do presidente dos Estados Unidos, são sequestrados dentro de um dos melhores colégios de Washington. O detetive Alex Cross é um dos primeiros a chegar à cena do crime. Uma ameaça terrorista. Dias depois, uma sabotagem da rede de abastecimento contamina toda a água da cidade, deixando a população em pânico. Alex teme que os dois eventos estejam relacionados e representem o mais devastador atentado terrorista que o país já enfrentou. Só a morte pode deter Alex Cross. A cada hora que passa, as chances de solucionar os crimes e encontrar as crianças com vida diminuem. Diante deste que pode ser o caso mais importante de sua carreira, o detetive toma uma decisão desesperada, que vai contra tudo aquilo em que ele acredita e pode até lhe custar a vida.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Arqueiro
Cód. Barras 9788580411041
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 9788580411041
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Tradutor Luciano Vieira Machado
Número da edição 1
Ano da edição 2012
Idioma Português
Número de Páginas 192
Peso 0.24 Kg
Largura 16.00 cm
AutorPatterson, James

Leia um trecho

Parte Um – Desaparecidos Capitulo 1 Começou com os filhos do presidente Coyle, Ethan e Zoe, figuras notórias desde sua chegada a Washington e provavelmente antes disso. Aos 12 anos, Ethan Coyle achava que estava acostumado a viver sob os olhos do público. Ele mal percebia as equipes de TV acampadas diante do Colégio Branaff e não ligava se algum garoto da escola tentasse tirar uma foto dele no corredor, na quadra de esportes ou até no banheiro. Às vezes Ethan fingia ser invisível. Era uma brincadeira de criança. Um dos sujeitos mais simpáticos do Serviço Secreto havia lhe ensinado esse truque. Contou a ele que Chelsea Clinton também fazia isso. Quem ia saber se era mentira? Naquela manhã, porém, quando Ethan percebeu Ryan Townsend vindo em sua direção, teve vontade de sumir. Não era invencionice de sua cabeça, Ryan jamais gostou dele: os hematomas em sua pele eram prova disso. – Qual é o problema, Coyle bunda-mole? – gritou Ryan indo para cima do colega, o olhar ameaçador no rosto. – O fracote já está se borrando? Ethan sabia que era melhor não responder. Preferiu dobrar à esquerda e seguir pelo corredor dos armários, o que acabou sendo seu primeiro erro. Não havia para onde fugir e ele logo sentiu um forte golpe na perna: tinha levado uma rasteira! Ryan mal diminuiu a velocidade ao passar por ele. O garoto chamava aquelas agressões de “acidentes de percurso”. Ethan jamais gritava ou demonstrava sentir dor. Prometera a si mesmo que nunca deixaria ninguém perceber o que estivesse sentindo. Os livros caíram de suas mãos e ele se ajoelhou para pegá-los. Era uma atitude covarde, mas pelo menos podia aliviar o incômodo da perna sem que os outros colegas notassem que ele não passava de saco de pancadas de Ryan. Só que, dessa vez, outra pessoa assistia à cena: e não era ninguém do Serviço Secreto. Ethan guardava uma folha na pasta de matemática quando ouviu uma voz conhecida: – Ei, Ryan! Qual é o problema? O menino levantou o rosto e viu Zoe, sua irmã de 14 anos, indo na direção de Ryan. – Eu vi! – gritou ela. – Achou que eu não ia ver? O garoto inclinou a cabeça de cachos louros e disse: – Não sei do que está falando! Por que não vai cuidar... De repente um pesado livro amarelo surgiu nas mãos de Zoe e acertou em cheio o rosto de Ryan. O nariz dele começou a esguichar sangue, fazendo-o cambalear para trás. A confusão estava formada quando os homens do Serviço Secreto se aproximaram. O agente Findlay segurou Zoe enquanto o oficial Musgrove se posicionou entre Ethan e o outro garoto. Vários alunos se aglomeravam ao redor do grupo como se estivessem diante de um reality show: Os filhos do presidente. – Vocês são uns fracotes! – gritou Ryan para Ethan e Zoe, o sangue escorrendo pela gravata e pela camisa do uniforme. – Dois filhinhos de papai que precisam da proteção de guarda-costas! – Ah, é? Diga isso a meu livro de álgebra! – retrucou a menina aos berros. – E fique longe do meu irmão! Você é maior e mais velho que ele, seu imbecil! Ethan ainda estava perto dos armários, com seu material espalhado pelo chão. Por alguns segundos o garoto se viu fazendo parte da multidão de alunos, como se fosse um menino qualquer observando aquela loucura acontecendo com outra pessoa. Sim, pensou Ethan. Talvez numa próxima encarnação. O Agente Findlay rapidamente conduziu Ethan e Zoe para longe dos curiosos e do pior dos perigos: estudantes ávidos por gravar um vídeo em seus iPhones e depois publicá-lo no YouTube. Em questão de segundos ele desapareceu com as duas crianças no auditório anexo ao saguão principal, que até então estava vazio. O Colégio Branaff ficava no terreno de uma antiga fazenda, cuja propriedade havia sido transferida para uma associação educacional-religiosa. Os alunos diziam que o lugar era mal-assombrado não pelas boas pessoas que haviam morrido ali, mas pelos descendentes da família Branaff, revoltados por terem sido desalojados para dar lugar a uma escola particular. Ethan não acreditava em nenhuma daquelas bobagens, mas sempre achara o auditório assustador por causa de seus antigos retratos a óleo que pareciam lançar um olhar de censura a todos os que por lá passavam. – O presidente vai ficar sabendo de tudo o que aconteceu, Zoe. A briga, o seu linguajar – disse Findlay. – Sem falar do diretor Skillings... – Claro você está apenas fazendo seu trabalho! – retrucou a menina, dando de ombros e franzindo a testa. Em seguida levou a mão ao rosto de Ethan. – Tudo bem? – Estou ótimo – disse ele, recusando o carinho da irmã. – Ao menos fisicamente – acrescentou. Havia ainda a questão de sua dignidade, mas aquele não era o melhor momento para pensar no assunto. – Nesse caso, vamos seguir com a programação original – determinou o agente. – Vocês têm que assistir a uma palestra daqui a cinco minutos. – Saquei – disse Zoe com um gesto de desprezo. – Até parece que iríamos nos esquecer da palestra. A convidada daquela manhã era Isabelle Morris, pesquisadora do Instituto de Política Internacional e ex-aluna do Colégio Branaff. Ao contrário da maioria de seus colegas, Ethan estava ansioso para assistir à palestra sobre o Oriente Médio. Sonhava um dia trabalhar nas Nações Unidas. Não era algo impossível. Afinal, ele tinha ótimos contatos. – Você pode nos dar um segundinho? – pediu Zoe ao agente. – Quero conversar com meu irmão em particular. – Eu já disse que está tudo bem – insistiu Ethan, mas logo percebeu que sua irmã o encarava. – Ele me diz coisas que não diria a vocês – continuou Zoe em resposta ao olhar desconfiado de Findlay. – E não é fácil ter conversas particulares, se é queme entende. Sem querer ofender... – Não me senti ofendido – rebateu o agente, consultando o relógio. – Tudo bem. Vocês têm dois minutos. – Ótimo, prometo que não levaremos mais do que isso – disse Zoe, fechando a pesada porta de madeira assim que Findlay saiu. Sem dizer uma palavra ao irmão, ela avançou por entre as filas de cadeiras em direção aos fundos do auditório e subiu no aparelho de ar condicionado que ficava sob as janelas. Enfiou a mão sob a jaqueta do uniforme azul e cinza e tirou um pequeno estojo preto. Ethan reconheceu o objeto. Sua irmã o comprara em Pequim no ano anterior, durante uma viagem à China com seus pais. – Estou a fim de fumar um cigarro – sussurrou Zoe, dando um risinho malicioso. – Vamos nessa? – Não quero perder a palestra – disse ele, olhando para a porta do auditório. – Ah, por favor! É sempre o mesmo blá-blá-blá sobre o Oriente Médio. Você pode ver isso na CNN a qualquer momento, mas quantas vezes temos a chance de driblar o Serviço Secreto? Ora, vamos lá! Ethan não tinha escapatória. Ou agiria de novo como um covarde, ou perderia a palestra que tanto desejava ver. – Você não devia fumar – disse o menino sem muita convicção. – E você não devia ser tão medroso! – rebateu a irmã. – Assim, panacas comoRyan Townsend talvez o deixassem em paz. – Você diz isso porque papai é o presidente, não é? – Não. Digo isso porque você é um banana! Por acaso já viu algum valentão se meter comigo? – Ela abriu a janela e pulou para fora sem dificuldade. Zoe se considerava uma nova Angelina Jolie. – Se não quiser vir comigo, pelo menos me dê um minuto para me mandar. Está bem, vovô? Numa fração de segundo Zoe desapareceu. Ethan olhou por cima do ombro novamente e fez a única coisa que podia para salvar sua dignidade. Pulou a janela do auditório e se meteu numa encrenca que ele jamais poderia imaginar. Ninguém poderia.

Avaliações

Avaliação geral: 5

Você está revisando: Ameaça Mortal - Para Os Inimigos, Só Há Um Jeito de Deter Alex Cross: Matá-lo

Gustavo recomendou este produto.
24/10/2016

Excelente História muito bem detalhada

Recomendo este livro para quem gosta de ação com todos os detalhes, não da vontade de parar de ler, a história deste livro é espetacular, parece um filme.
Esse comentário foi útil para você? Sim (0) / Não (0)
Ameaça Mortal - Para Os Inimigos, Só Há Um Jeito de Deter Alex Cross: Ma... (Cód: 4258026) Ameaça Mortal - Para Os Inimigos, Só Há Um Jeit... (Cód: 4258026)
R$ 29,90
Ameaça Mortal - Para Os Inimigos, Só Há Um Jeito de Deter Alex Cross: Ma... (Cód: 4258026) Ameaça Mortal - Para Os Inimigos, Só Há Um Jeit... (Cód: 4258026)
R$ 29,90