Artboard 33atençãoArtboard 18atualizarconectividadeArtboard 42boletocarrinhocartãoArtboard 45cartão SaraivacelularArtboard 42Artboard 23checkArtboard 28Artboard 17?compararcompartilharcompartilhar ativoArtboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32ebookArtboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11fecharfilmesArtboard 23gamesArtboard 4Artboard 9Artboard 6hqimportadosinformáticaArtboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44curtirArtboard 24Artboard 13livrosArtboard 24Artboard 31menumúsicaArtboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44outrospapelariaArtboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35estrelaestrela ativorelógiobuscaArtboard 50Artboard 26toda saraivaArtboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37usuárioArtboard 46Artboard 33Artboard 8seta

Tomas Tranströmer

País de origem: Suécia
Nascimento: 19 de outubro de 2018
Site: https://tomastranstromer.net/
Gêneros Poesia
Tomas Tranströmer nasceu em Estocolmo no dia 15 de abril de 1931, e foi um poeta, tradutor e psicólogosueco.

A poesia de Tranströmer tem uma grande influência na Suécia e em todo o mundo, sendo ele o poeta sueco mais traduzido: os seus poemas estão traduzidos em mais de trinta línguas. Recebeu numerosos prémios literários, como por exemplo o Prémio Literário do Conselho Nórdico em 1990 e o Prêmio Nobel da Literatura em 2011.

Ele começou a escrever poemas ainda na escola e teve seu primeiro livro de poesias publicado aos 23 anos. Transtörmer se formou em psicologia na Universidade de Estocolmo e ao longo de sua carreira, se dividiu entre a profissão de terapeuta e a de escritor. Trabalhou como psicólogo em prisões, centros de detenção juvenil e com viciados.

O seu primeiro livro intitulava-se “17 dikter” (“17 Poemas”) e a maior parte da sua obra é escrita em verso livre, embora também tenha feito experiências com linguagem métrica. Na sua escrita nota-se uma certa disciplina horaciana.

Viveu os últimos anos numa ilha, longe dos olhares do mundo e dos meios de comunicação. Foi psicólogo de profissão até 1990. Redigiu cerca de uma quinzena de obras numa longa carreira dedicada à escrita.

Em 1990 foi vítima de um acidente vascular cerebral que o deixou em parte afásico e hemiplégico, vivendo de forma limitada comunicando-se através de sinais e tocando piano com a mão esquerda. Abandonou a profissão de psicólogo, mas continuou a escrever e publicar obras de sucesso, como “O Grande Enigma: 45 Haikus".

Sua poesia tem uma grande influência na Suécia e em todo o mundo, sendo ele o poeta sueco mais traduzido.

Faleceu em 26 de março de 2015 em Estocolmo na Suécia, aos 83 anos.
Leia mais