Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
Frete Grátis
  • Google Plus

Banco de Dados (Cód: 2605365)

Luciano Frontino de Medeiros

Ibpex

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 35,00
Cartão Saraiva R$ 33,25 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Banco de Dados

R$35,00

Descrição

A obra compromete-se a facilitar as tarefas do administrador, uma vez que o leitor encontrará, no transcorrer do texto, a análise e a exemplificação dos conceitos, sempre acompanhados de imagens ilustrativas, as quais dialogam com o texto. Todas as etapas são complementadas com questões destinadas a promover uma reflexão sobre os assuntos tratados. Assim, de forma clara, são apresentadas as técnicas de automação da produção com uma abordagem gerencial.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Ibpex
Cód. Barras 9788587053893
Altura 0.00 cm
I.S.B.N. 9788587053893
Profundidade 0.00 cm
Número de Páginas 186
Peso 0.27 Kg
Largura 0.00 cm
AutorLuciano Frontino de Medeiros

Leia um trecho

Introdução ao Banco de Dados Os sistemas de informação estão na atualidade profundamente arraigados nas empresas. Estamos na era da informação, portanto não poderia ser diferente. Uma empresa tem seu grau de competitividade proporcional à importância que a mesma – representada pelos seus dirigentes, executivos e colaboradores – dá à informação. As informações são as “molas-mestras” para a tomada de decisão, e uma decisão errônea pode acarretar sérias conseqüências ao desempenho da empresa como um todo. A busca de qualidade de informação deve, então, ser uma constante no dia-a-dia das organizações, e ao armazenamento e processamento adequado de informação é atribuído um papel fundamental no âmbito de um sistema de informação. A evolução da informática permitiu uma grande mudança nos paradigmas organizacionais. Uma grande empresa pode, atualmente, empregar seus esforços de crescimento e desenvolvimento apenas em função da internet relacionando-se com seus clientes e fornecedores apenas por este meio. Hoje, as empresas fazem seus negócios de forma virtual e divulgam os seus produtos a uma massa globalizada de consumidores, portanto os sistemas de informação tornaram-se vitais como suporte para tal situação. Isso fez com que a necessidade de processos de bancos de dados eficientes e eficazes ficasse cada vez mais evidente. Mas o que são efetivamente bancos de dados? Date1 afirma que “um banco de dados é uma coleção de dados persistentes utilizada pelos sistemas de aplicação de uma empresa”, sendo a persistência entendida como os dados que são diferentes daqueles que têm características efêmeras, e que apenas podem ser removidos por alguma solicitação explícita externa. Grassmann e Tremblay2 dizem que os atributos ou itens que descrevem entidades do mundo real, tal como uma pessoa, coisa ou evento, são estruturados em registros que, por sua vez, compõem os arquivos. Se o conjunto destes é utilizado por programas ou aplicações em certa área de uma empresa, então, a esse conjunto denominamos de banco de dados. Turban, Rainer Júnior e Potter3 conceituam banco de dados como sendo um grupo lógico de arquivos relacionados entre si, armazenando dados e associações entre eles, para evitar uma variedade de problemas associados a um ambiente tradicional de arquivos. Em Laudon e Laudon4, temos caracterizado o aspecto hierárquico envolvido na organização de um banco de dados, indo desde o bit que se agrupa em bytes, os quais, por sua vez, compõem os campos. Os campos constituem um registro. Vários registros produzem finalmente um arquivo – o conjunto destes arquivos forma o banco de dados. É, ainda, O’Brien5 que se refere ao banco de dados como “um conjunto integrado de elementos de dados relacionados logicamente”. Baseando-nos nisso, podemos conceituar banco de dados (ou, abreviadamente, BD) como sendo um conjunto de dados com certa organização característica, com o objetivo de armazenamento persistente dos dados e dotado de mecanismos de manipulação para obtenção de informações e recuperação posterior, dentro de um sistema de informação. O banco de dados vem a ser uma representação dinâmica, visto que os dados podem sofrer alterações temporais. Podemos dizer que o BD procura ter em sua representação uma “imagem” de uma situação do mundo real constituída de objetos, das relações entre esses objetos e de eventos. A partir dessa imagem, o BD, então, tem condições de fornecer informações, evidenciando situações que podem ter importância para um processo de tomada de decisão, pois os dados podem ter representações diversas para uma mesma situação. É necessário que um BD tenha uma representação eficiente que possibilite acesso a informações corretas, em tempo hábil. Além disso, certos princípios devem ser levados em conta para se obter um BD eficiente. São eles: redundância, inconsistência e integração. 1. Redundância: o armazenamento dos dados de determinada empresa, ao longo de suas atividades, pode tender à redundância, ou seja, setores que dependem de informações comuns podem fazer a guarda dos mesmos dados simultaneamente. A falta de cuidado na análise do sistema de informações pode acarretar em redundância, incorrendo em custos de armazenamento. 2. Inconsistência: os dados armazenados referentes à determinada situ ação que apresente a possibilidade de sofrer alterações ao longo do tempo necessitam de atualização, uma vez que dados desatualizados podem gerar inconsistência de representação. Outro fator que também pode acarretar inconsistência é a redundância, pois dados armazenados em locais diferentes podem sofrer alterações diferenciadas no transcorrer do tempo. A inconsistência, por sua vez, pode gerar tomada de decisões defasadas ou errôneas. 3. Integração: os dados existentes em um BD geralmente são compartilhados por várias pessoas ou setores em uma empresa. Assim surge a necessidade de integração, estabelecendo-se procedimentos para o acesso em vários níveis com a contínua atualização dos dados, de forma a manter a “imagem” do mundo real única e evitar ruídos na comunicação entre setores.

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Banco de Dados