Frete Grátis
  • Google Plus

Boris Godunov - Col. Clássicos Globo (Cód: 1985675)

Púchkin,Aleksandr Sierguêievitch

Globo Editora

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 21,00
Cartão Saraiva R$ 19,95 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Esta é a primeira tradução direta do russo, a peça Boris Godunov (1831), a mais importante obra teatral de Aleksander Púchkin, o grande poeta da Rússia. O tradutor Irineu Franco Perpétuo – que também assina as notas e o posfácio e traduziu Pequenas tragédias, igualmente de Púchkin – escreveu ainda a cronologia do autor.
A peça de Púchkin é inspirada em tragédias de Shakespeare, como Macbeth, Henrique V e Ricardo III. E, por sua vez, inspirou a mais importante ópera russa de todos os tempos, composta por Modest Mussorgsky. O contexto é um período conturbado da história russa, conhecido como “Tempo das Perturbações”. Trata-se do longo legado trágico do reinado de Ivan, o Terrível (1530-1584), que, ao assassinar o próprio filho e sucessor, abre uma caixa de Pandora verdadeiramente shakespeareana. Tudo começa com as dúvidas sobre o outro filho de Ivan, tido como doente mental. Isso inaugura um longo problema sucessório que desencadeará inúmeros acontecimentos e mobilizará vários personagens ao longo das décadas seguintes, de parentes reais a regentes, passando por impostores que, passando-se por um príncipe desaparecido (assassinado), lograrão subir ao trono para serem mortos em seguida. Boris Godunov (1551-1605) é um dos principais personagens históricos do período, tendo sido um poderoso regente real.
Além de Shakespeare, do romantismo alemão, do teatro tradicional do país e da poesia nacional (a peça tenta aproximar as influências externas da cultura russa), Púchkin baseou-se num clássico da historiografia russa, então recém-publicado, a História do Estado Russo, do historiador Nikolai Karamzin (1766-1826), para sintetizar os principais personagens e episódios desses anos conturbados. Em mais de um sentido: pois além de personagens palacianos, esses também são anos com turbas, ou seja, multidões enfurecidas que, aproveitando-se do caos político e da incerteza, além do desejo eventual de linchar o responsável por esse ou aquele crime palaciano, fazem inúmeras aparições, ensejando mais derramamento de sangue na repressão subseqüente. Na síntese do próprio Puchkin: 'A exemplo de Shakespeare, eu me limitei a desenvolver uma época e personagens históricos, sem buscar os efeitos teatrais, o patético, o romanesco etc.. O estilo é misturado. Ele é trivial e baixo onde eu fui obrigado a fazer intervir personagens vulgares e grosseiros'. Púchkin não precisou procurar efeito algum, pois a história, neste caso, já fornecia a ele mais do que um autor trágico poderia esperar.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Globo Editora
Cód. Barras 9788525043511
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788525043511
Profundidade 1.50 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2007
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 181
Peso 0.27 Kg
Largura 14.00 cm
AutorPúchkin,Aleksandr Sierguêievitch

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Boris Godunov - Col. Clássicos Globo