Frete Grátis
  • Google Plus

Brida (Cód: 4912001)

Coelho, Paulo

Sextante / Gmt

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 29,90 R$ 23,90 (-20%)
Cartão Saraiva R$ 22,71 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Cada um precisa cumprir seu próprio destino.

“– E como posso saber quem é a minha Outra Parte? – perguntou Brida.

– Correndo o risco do fracasso, das decepções, das desilusões, mas nunca deixando de buscar o Amor. Quem não desistir da busca, vencerá.”

Brida é uma jovem irlandesa que sempre se interessou por magia. Em determinado momento, ela sente que é chegada a hora de mergulhar mais fundo nesse assunto e resolve procurar os sábios que dominam a arte da feitiçaria.

Nessa busca, duas pessoas são fundamentais: o Mago de Folk, que instrui Brida a confiar na bondade do mundo, e Wicca, que leva sua aprendiz a descobrir o seu Dom e a dançar a música do mundo.

Enquanto Brida tenta aplacar sua sede de conhecimento, também luta para vencer seus medos e encontrar o equilíbrio entre seus relacionamentos atuais e as descobertas de suas vidas passadas.

Esta é uma história de amor, paixão, mistério e espiritualidade, que trata do ancestral anseio humano por encontrar a alma gêmea.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Sextante / Gmt
Cód. Barras 9788575429358
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788575429358
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2013
Idioma Português
Número de Páginas 224
Peso 0.26 Kg
Largura 14.00 cm
AutorCoelho, Paulo

Leia um trecho

– Quero aprender magia – disse a moça. O Mago olhou para ela. Jeans desbotado, camiseta e o ar de desafio que toda pessoa tímida costuma usar quando não devia. “Devo ter o dobro da idade dela”, pensou. E, apesar disso, sabia que estava diante da sua Outra Parte. – Meu nome é Brida – continuou ela. – Desculpe não ter me apresentado. Esperei muito por este momento, e estou mais ansiosa do que pensava. – Para que você quer aprender magia? – perguntou ele. – Para responder a algumas perguntas de minha vida. Para conhecer os poderes ocultos. E, talvez, para viajar ao passado e ao futuro. Não era a primeira vez que alguém ia até o bosque lhe pedir isso. Houve época em que fora um Mestre muito conhecido e respeitado pela Tradição. Aceitara vários discípulos e acreditara que o mundo mudaria na medida em que ele pudesse mudar aqueles que o cercavam. Mas havia cometido um erro. E os Mestres da Tradição não podem cometer erros. – Você não se acha muito jovem? – Tenho 21 anos – disse Brida. – Se quisesse aprender balé agora, já seria considerada velha demais. O Mago fez um sinal para que ela o acompanhasse. Os dois começaram a caminhar juntos pelo bosque, em silêncio. “Ela é bonita”, pensava ele, enquanto as sombras das árvores iam mudando rapidamente de posição – porque o sol já estava perto do horizonte. “Mas tenho o dobro da idade dela.” Isso significava que possivelmente iria sofrer. Brida estava irritada com o silêncio do homem que caminhava ao seu lado; sua última frase não merecera sequer um comentário da parte dele. O chão da floresta estava úmido, coberto de folhas secas; ela também reparou nas sombras mudando e na noite caindo rapidamente. Dali a pouco ia escurecer, e eles não estavam carregando lanterna alguma. “Preciso confiar nele”, encorajava a si mesma. “Se acredito que ele pode me ensinar magia, acredito também que ele pode me guiar por uma floresta.” Continuaram caminhando. Ele parecia andar sem qualquer rumo, de um lado para outro, mudando de direção sem que qualquer obstáculo estivesse interrompendo seu caminho. Mais de uma vez andaram em círculos, passando três ou quatro vezes pelo mesmo lugar. “Quem sabe está me testando.” Estava resolvida a ir até o fim com aquela experiência e procurava demonstrar que tudo que estava ocorrendo – inclusive as caminhadas em círculo – eram coisas perfeitamente normais. Viera de muito longe e havia esperado muito por aquele encontro. Dublin ficava a quase 150 quilômetros de distância, e os ônibus até aquela aldeia eram desconfortáveis e saíam em horários absurdos. Ela teve que acordar cedo, viajar três horas, perguntar por ele na cidadezinha, explicar o que desejava com um homem tão estranho. Finalmente lhe indicaram a área do bosque onde ele costumava ficar durante o dia – mas não sem antes alguém preveni-la de que ele já tentara seduzir uma das moças da aldeia. “Ele é um homem interessante”, pensou consigo mesma. O caminho agora era uma subida, e ela começou a torcer para que o sol demorasse ainda um pouco mais no céu. Tinha medo de escorregar nas folhas úmidas que estavam no chão. – Por que você quer mesmo aprender magia? Brida ficou contente porque o silêncio havia sido quebrado. Repetiu a resposta que dera antes. Mas ele não se deu por satisfeito. – Talvez você queira aprender magia porque ela é misteriosa e oculta. Porque tem respostas que poucos seres humanos conseguem encontrar em sua vida inteira. Mas, sobretudo, porque ela evoca um passado romântico. Brida não disse nada. Não sabia o que dizer. Ficou desejando que ele voltasse ao seu silêncio habitual, porque estava com medo de dar uma resposta de que o Mago não gostasse. Chegaram finalmente ao alto de um monte, depois de atravessarem o bosque inteiro. O terreno ali ficava rochoso e despido de qualquer vegetação; mas era menos escorregadio, e Brida acompanhou o Mago sem qualquer dificuldade. Ele sentou-se na parte mais alta e pediu que Brida fizesse o mesmo. – Outras pessoas já estiveram aqui antes – disse o Mago. – Vieram me pedir que eu lhes ensinasse magia. Mas eu já ensinei tudo que precisava ensinar, já devolvi à humanidade o que ela me deu. Hoje quero ficar sozinho, subir as montanhas, cuidar das plantas e comungar com Deus. – Não é verdade – respondeu a moça. – O que não é verdade? – Ele estava surpreso. – Talvez queira comungar com Deus. Mas não é verdade que queira ficar sozinho. Brida se arrependeu. Disse tudo aquilo num impulso, e agora era tarde demais para consertar seu erro. Talvez existissem pessoas que gostassem de ficar sozinhas. Talvez as mulheres precisassem mais dos homens do que os homens das mulheres. O Mago, entretanto, não parecia irritado quando tornou a falar.

Avaliações

Avaliação geral: 5

Você está revisando: Brida

adriana cortez pereira recomendou este produto.
23/08/2015

eu adriana gostaria de receber o livro senhora das águas

eu adoro ler
Esse comentário foi útil para você? Sim (0) / Não (1)
Brida (Cód: 4912001) Brida (Cód: 4912001)
R$ 23,90
Brida (Cód: 4912001) Brida (Cód: 4912001)
R$ 23,90