Frete Grátis
  • Google Plus

Brutalidade Jardim: A Tropicália e o Surgimento da Contracultura Brasileira (Cód: 2881940)

Dunn,Christopher

Unesp

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 48,00
Cartão Saraiva R$ 45,60 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 24,00 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

O movimento tropicalista encantou e impactou todo o Brasil na década de 60, mas uma expressão que tenta romper barreiras não pode se limitar a fronteiras geográficas. Christopher Dunn, pesquisador norte-americano, busca entender as especificidades da cultura brasileira em Brutalidade jardim: a Tropicália e o surgimento da contracultura brasileira, que a Editora Unesp lança agora em português. Trata-se de uma análise diferenciada, não só das obras produzidas pelos tropicalistas, mas do momento histórico em que o movimento tomou corpo. Foi em 1985, cerca de quinze anos após o encerramento formal do movimento tropicalista, que Dunn escutou pela primeira vez os sons e ambiguidades do disco 'Tropicália'. Foi o suficiente para despertar seu fascínio pela diversidade dessa nova cultura, reconhecendo sua importância por ampliar as possibilidades de expressão artística, numa mistura de releitura da tradição e de experimentação de vanguarda ou, como o autor classifica o movimento, um caso exemplar
de hibridismo cultural.Dunn faz questão de trazer, quase didaticamente, uma abordagem completa da Tropicália, buscando já nas expressões artísticas modernistas de 1920 traços que o movimento retomaria quase 40 anos depois, passando pelo nacionalismo da Era Vargas com a bossa-nova até, finalmente, os conturbados anos da ditadura militar, quando o movimento se inicia. Ao focar nos artistas e suas obras, analisa trechos de músicas como a própria Tropicália, de Caetano Veloso, e Geléia Geral, de
Gilberto Gil, da qual empresta um trecho para dar título ao livro. O autor estende sua análise até a anistia concedida aos tropicalistas em 1979.
A obra é um forte exemplo da força da Tropicália dentro e fora do Brasil, força que buscava quebrar paradigmas e dualidades da cultura brasileira, mesclando elite e povo,
tradição e modernidade, nacional e internacional. Força suficiente para atrair a atenção de pesquisadores estrangeiros para a diversidade de tipos, sons, cores e possibilidades que só o Brasil consegue reunir.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Unesp
Cód. Barras 9788571399341
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788571399341
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Ano da edição 2009
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 276
Peso 0.44 Kg
Largura 14.00 cm
AutorDunn,Christopher

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Brutalidade Jardim: A Tropicália e o Surgimento da Contracultura Brasileira