Frete Grátis
  • Google Plus

Caixa - Vinicius de Moraes - 4 Volumes (Cód: 5502260)

Moraes, Vinícius De

Companhia Das Letras

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 139,90 R$ 123,10 (-12%) em até 4x de R$ 30,78 sem juros
Cartão Saraiva R$ 116,95 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 6x de R$ 20,52 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Livro De Sonetos - Foi o próprio Vinicius de Moraes quem organizou a primeira edição deste Livro de sonetos, que veio à luz em 1957. Com o volume, o poeta fazia um balanço de sua obra e ratificava, em 35 poemas, sua dedicação a uma das formas mais populares de poesia: o soneto. Dez anos depois, veio a segunda edição do livro, e Vinicius acrescentou a ele nada menos que 25 poemas, vários deles inéditos. A edição que o leitor tem agora em mãos soma àquele conjunto dezesseis sonetos esparsos. O que se pode inferir ao longo desses anos é que os sonetos escritos por Vinicius de Moraes acabaram por formar um acervo em tudo singular no quadro da moderna poesia brasileira. Eles chamam a nossa atenção pela carga emotiva que encerram, mas impressionam igualmente pela austeridade formal. Desse modo, a extraordinária beleza dos versos parece nascer, em grande parte, dessa aliança, em que a densidade reflexiva e o virtuosismo sintático se afirmam como expedientes de controle da efusão sentimental.

Poemas Esparsos - Poemas esparsos é um livro surpreendente. Força, beleza, humanidade e apuro estético - comuns a todas as obras de Vinicius de Moraes - acham-se aqui numa configuração imprevista: uma seleção de poemas inéditos, ou publicados postumamente, a que se juntaram aqueles que não foram incluídos na Nova antologia poética. O volume cobre um vasto período da produção do poeta: do início dos anos 30 a meados dos 70. Ao morrer, em 1980, Vinicius de Moraes deixou alguns livros inconclusos, e grande número de poemas já finalizados, alguns dos quais chegaram a ser publicados na imprensa. Este volume resulta de uma longa e minuciosa pesquisa em livros, jornais, revistas, arquivos e manuscritos. Não se trata, porém, de um levantamento com caráter documental: dispensaram-se esboços, exercícios, textos inacabados ou claramente recusados pelo autor, a fim de que viesse à luz apenas aquilo que está à altura das obras publicadas por Vinicius.

Para Uma Menina Com Uma Flor - Vinicius de Moraes - como outros grandes poetas brasileiros - fez da crônica um exercício privilegiado de observação e reflexão. Antes, portanto, de o autor de 'Soneto de fidelidade' se tornar também um dos maiores letristas da nossa canção popular, voltou-se para a prosa e colaborou enormemente para a popularidade da crônica no país. Os textos de Para uma menina com uma flor foram selecionados pelo próprio Vinicius entre aqueles que publicara em jornais e revistas ao longo de 25 anos, tendo 1941 como data inicial. A variedade de temas e de tons adotados é bem maior do que sugere o título escolhido por Vinicius, e o leitor descobrirá aqui algumas das marcas fundamentais de seus poemas: lirismo, emoção, ironia, apego à paisagem e ao fato cotidiano, bem como uma inequívoca capacidade de compreensão das dores e alegrias humanas. Some-se a isso o sabor singular da crônica, alcançado graças à adoção de uma linguagem clara, de um ritmo fluido e da conversão do acontecimento banal em assunto de interesse maior. Além da rigorosa fixação dos textos, um alentado caderno de imagens - muitas delas inéditas - situa o livro em seu tempo e ilustra a biografia do autor.

Para Viver Um Grande Amor - Pode-se dizer deste livro que ele é um clássico moderno. Publicado pela primeira vez em 1962, seu público leitor só fez crescer desde então. O título - Para viver um grande amor - parece exercer sobre nós um grande fascínio. Vinicius de Moraes não decepciona seu leitor. E talvez devêssemos acrescentar: ele nunca nos decepciona, alçando-nos, ao contrário, além de nossas expectativas. Para viver um grande amor estrutura-se de modo singular: alterna poesia e prosa. As crônicas guardam as marcas típicas do gênero, como a observação aguda do cotidiano e a linguagem despojada. Mas, além disso, conforme o próprio Vinicius, 'há, para o leitor que se der ao trabalho de percorrê-las em sua integridade, uma unidade evidente que as enfeixa: a do grande amor'. Quanto aos poemas, encontram-se, aqui, exemplares de grande força expressiva, como o impactante 'Carta aos 'Puros''. Os poemas não raro tomam para si a tarefa da crônica e, então, surgem experiências como os bem-humorados 'Feijoada à minha moda' e 'Olhe aqui, Mr. Buster' ou o seco e dramático 'Blues para Emmett Louis Till'.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Companhia Das Letras
Cód. Barras 9788535923414
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788535923414
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2013
Idioma Português
Box/Coleção Sim
VOLUME 4 Volumes
Peso 1.25 Kg
Largura 14.00 cm
AutorMoraes, Vinícius De

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Caixa - Vinicius de Moraes - 4 Volumes