Frete Grátis
  • Google Plus

Calvin Harris - Motion (Cód: 8196182)

Calvin Harris

Sony Music

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 29,90
Cartão Saraiva R$ 28,41 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

'Motion”, o novo álbum de Calvin Harris consegue reunir os maiores sucessos da música eletrônica, em 15 músicas inéditas, incluindo as músicas mais tocadas como “Summer”, “Blame” com John Newman e “Under Control” com Alesso e Hurts. Além dos hits mais tocados do momento, o álbum conta com a participação de inúmeros artistas da música e até uma nova parceria com a cantora Ellie Goulding. Gwen Stefani, Haim, Tinashe, Big Sean e R3hab e outros completam esse incrível álbum de sucesso!

Características

Produto sob encomenda Não
Marca Sony Music
Cód. Barras 888750089724
Altura 12.50 cm
Profundidade 1.00 cm
Duração Aproximada 55 min.
Ano de Produção 2014
Idioma do Áudio Inglês
País de Produção Inglaterra
Peso 0.10 Kg
Largura 14.00 cm
AutorCalvin Harris

Faixas de música

Faixas

Avaliações

Avaliação geral: 1

Você está revisando: Calvin Harris - Motion

Carlinhos Kunde recomendou este produto.
24/01/2015

Chuva de Milhões: o péssimo novo álbum de Calvin Harris.

Admito: quando conheci Calvin Harris musicalmente, o escocês parecia possuir uma verve debochada na linha "I don't give a fuck", que ia do título do seu debut, I Created Disco (2007) até a tosquice da produção - torta e propositalmente datada. Harris era uma espécie de Mike Myers do pop eletrônico. Simpatizei com a cafonice explícita em sua música. Dei algumas risadas com o funk capenga "Merrymaking at My Place" e com os teclados fuleiros e o vocal desengonçado de "Colors". Me surpreendi com o potencial pop contido em "Girls" e até com o estranho caso em que o título de uma música era mais interessante do que a própria ("Acceptable in the 80s"). Era descompromissado, foi divertido e, bom, o disco vendeu relativamente bem. Harris viu que estava no caminho certo. Só que ele precisava atualizar seu som. A piada de I Created Disco não ia ter fôlego pra um segundo álbum. E assim foi. A partir de Ready for the Weekend (2009), o menino Calvin optou pela solução mais fácil: montou uma linha de produção de electro house genérica, acumulando montanhas de clichês do gênero (ouça "I'm Not Alone"). Depois, ladeira abaixo. Além da música igualmente ordinária do disco seguinte 18 Months (2012), Harris começou a andar com gente suspeita (Florence Welch, Nicky Romero) e compor para artistas como Rihanna (o mega hit "We Found Love"). Aí, 2014 e acaba de sair o novo Motion. Calvin Harris não pode jogar tudo pro alto agora. É um caminho sem volta: é o suicídio artístico em detrimento de uma carreira comercialmente bem sucedida - que o colocou no topo da Forbes, como o DJ/produtor mais bem pago do mundo. E mais uma vez, Motion é uma coleção monótona e burra, que inacreditavelmente repete fórmulas surradas de dance pop, de riffs insuportavelmente chatos de sintetizador, da falta de imaginação ao compor canções exatamente idênticas umas às outras, de afundar no terreno mais improdutivo da eletrônica atual e levar consigo nomes que nos faziam acreditar num sopro saudável de renovação quando apareceram (Hurts, Ellie Goulding), mas que agora provam que eram só mera curiosidade passageira, mesmo. É aquela conversa mole de "verão sem fim", "magia da noite", "todos numa só batida"... eca. Daria pra ligar um "foda-se, é só pop descartável", mas esse nem é o problema. Lance é que é pop descartável e ruim, muito ruim. Pensei que True do Avicii levaria fácil o primeiro lugar como Pior Disco de Dance Music do Ano. Pois ele acaba de ganhar um sério concorrente.
Esse comentário foi útil para você? Sim (1) / Não (0)
Calvin Harris - Motion (Cód: 8196182) Calvin Harris - Motion (Cód: 8196182)
R$ 29,90
Calvin Harris - Motion (Cód: 8196182) Calvin Harris - Motion (Cód: 8196182)
R$ 29,90