Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
Frete Grátis
  • Google Plus

Carne do Umbigo (Cód: 8848471)

Rezende,Maria

Ibis Libris Editora

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 30,00
Cartão Saraiva R$ 28,50 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Carne do Umbigo

R$30,00

Descrição

“Carne do Umbigo” é o terceiro livro da poeta carioca Maria Rezende, e revela a maturidade de quem viveu amores e perdas, aprendeu a se reconhecer e redescobrir. Os poemas têm a intensidade característica de sua obra, ganhando agora um novo peso. De olhar misterioso, pensamento plural e vísceras expostas, ela celebra improváveis casamentos: fossa e esperança, lirismo e dureza, tristeza e graça. Longe de levantar qualquer bandeira, Carne do Umbigo capta um inconsciente coletivo pulsante do feminino. 'Pulso Aberto', poema inspirado na obra de Eduardo Galeano, fala diretamente sobre o tema: 'Somos as que sangram sem ferida, somos deusas e escravas há mil gerações'. Em 'De iluminar continentes' ela fala de amor de forma despudorada: 'Seu nome me despenteia, suja minhas unhas, me perverte o rosto'. 'Desnecessária' questiona o amor das músicas de rádio, em que cada um precisa do outro para viver: 'Que você não precise de mim, que você viva bem, casa boa, grana, amigos, e que você me queira, por nada, por tudo, porque sim'. O título do livro vem da ideia de cura que todos carregamos em nós mesmos, que ganhou corpo com as terapias com células tronco, e flerta ainda com o conceito de maternidade e de mergulho interior. Contemporâneo e cotidiano, Carne do Umbigo é o dia-a-dia - talvez mais as noites do que os dias. É a sofisticação literária que vem da simplicidade.'

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Ibis Libris Editora
Cód. Barras 9788590343721
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788590343721
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2013
Idioma Português
Número de Páginas 82
Peso 0.50 Kg
Largura 14.00 cm
AutorRezende,Maria

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Carne do Umbigo