Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

Chuva De Pedra (Cód: 8721772)

Leon Cardoso Da Silva

Clube de Autores (Edi??o Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 15,07

em até 1x de R$ 15,07 sem juros

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Origem

R$ 49,90

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Chuva De Pedra

R$15,07

Descrição

Nota do autor Estes poemas que agora apresento ao leitor, devo advertir, são objetos de sondagem poética que por sua vez podem deixar este leitor inquieto e revoltado diante da vida. Por um lado estes versos se rebelam contra a capacidade de sentir como condição da existência humana que, por sua vez, é um sentir questionador na medida em que pergunta às vezes dialogando com o próprio poeta sobre sua capacidade de sentir ora perturbada pelos desencontros, ora pela sua contradição diante das coisas. É um sentir contraditório por estar em confluência com certos elementos da razão. Neste sentido, razão e emoção dão a tônica de muitas produções presentes neste livro. Por outro lado, quando este olhar introspectivo não toma a direção do fazer poético surgem poemas diretamente ligados ao fato de o homem ser um ser que pensa, questiona e busca interferir nos acontecimentos de sua existência marcada pela ligação pertinente entre ele e os outros num tempo que parece infindável, mas apenas aparente. O eu, neste sentido, não se volta para sondar a si próprio num movimento confluente e pautado na reflexão introspectiva, mas na ligação entre ele e os outros inseridos numa fugacidade da qual o homem não pode fugir. Os poemas seguiram a ordem que foram escritos sem nenhuma interrupção. Nas três partes do livro busquei unir diferentes temáticas para forma um conjunto de objetividade e introspecção. Por isso o teor contraditório que é proposital. Por isso a ironia em muitos poemas segue a tônica da construção poética. Não digo, e até seria ingênuo da minha parte, que criei minha própria estética, mas busquei unir certos elementos do passado com algumas novidades que percebi nas leituras de escritores contemporâneos. Obviamente é muito difícil para o escritor falar de sua própria escrita, mas acho que com estas palavras, mesmo não sendo totalmente fiéis aos poemas até porque o texto poético é passível de várias interpretações, espero ter tocado em algum ponto relevante para que o leitor compreenda previamente um pouco das minhas intenções. Espero que eu esteja errado nestas minhas considerações e o leitor perceba por si próprio estes equívocos conceitualizados nesta breve nota introdutória. Que bom que a poesia nos garante esta autonomia. É por essas e outras que eu compreendo o texto poético como uma das formas ou criações mais sublimes já realizadas pelo ser humano. Por isso ofereço ao leitor estes versos despretensiosos. Se eles os auxiliarem em algo ficarei contente, se não só tenho a desejar que a poesia continue lhe instigando por força dela própria, pois o poeta que escreveu estas linhas é muito pequeno diante dela, como todos nós somos e seremos.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Clube de Autores (Edi??o Digital)
Número de Páginas 106 (aproximado)
Idioma Português
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Pdf
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Tamanho do Arquivo 111
Início da Venda 25/02/2015
VOLUME 1
Cód. Barras 2999990126466
Número da edição 1
Ano da edição 2012
Ano da Publicação 2012
Mês da Publicação ABRIL
AutorLeon Cardoso Da Silva