Frete Grátis
  • Google Plus

Cinderela Centopeia (Cód: 5020388)

Castro,Malu de

Livre Expressão - Disal

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 40,00
Cartão Saraiva R$ 38,00 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 20,00 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Está assentado que jamais decifraremos o mistério estético: a emoção criada pela arte. A ficção é uma fraude – nada é real, embora aspire ser. Literatura é uma narrativa inventada, no entanto, capaz de convencer e envolver o leitor pela magia usada pelo autor – magia que requer criatividade, tempo e suor. Milton ou Mallarmé buscavam a justificação de sua vida na redação de um poema ou de uma página. Ao dedicar o escasso tempo de sua existência à criação de vidas irreais, o autor revela inconsciente rejeição à vida real e ao mundo que o cerca, e o desejo oculto de substituí-las por outras imaginadas, num mundo distinto daquele em que vive. Nesse mundo criado, ele poderá realizar seu ideal de justiça, a satisfação de apetites sádicos ou masoquistas, o humano anseio de viver uma grande aventura, ou um amor impossível. Uma pessoa conformada e satisfeita com a vida e o mundo não cria ficções. No seu prólogo, Malu de Castro lembra os fantasmas de mendigo, bêbado e doida, que agitavam sua noite, perturbavam o sonho, espantavam o sono e lhe ocupavam a mente. Os temas escolhem o autor, não ele aos temas. O processo, além de autofágico, inclui a angústia da criação. O autor nutre-se de si mesmo, da própria existência, da acumulação existencial, do saber intelectual, do próprio suor e tempo. Escreve-se para sobreviver, não para se imortalizar. E num país onde a literatura nada significa para a maioria e subsiste à margem da sociedade, escrever é atividade quase clandestina. A inclinação, da infância ou adolescência, para fantasiar pessoas, situações e histórias alheias ao mundo real, tem sido interpretada como prenúncio do que, vindo ela mais tarde a escrever, se identificará como pendor literário. Conta a autora que, ao escrever sobre os seus espectros noturnos, eles se alforriaram, assumiram vida própria e deram a essa vida um rumo, ironicamente, alheio à vontade da própria autora. Sua escrita foi fruto de necessidade, mais que de decisão. Para todo autor, o ato de escrever é o melhor que lhe pode acontecer, é a melhor maneira de viver, independente dos resultados dos seus escritos. Dando o melhor de si, sente-se de bem consigo mesmo, sem a dolorosa sensação de estar desperdiçando a vida. Creio que foi o que aconteceu com Malu de Castro.

Alcione Araújo

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Livre Expressão - Disal
Cód. Barras 9788579844904
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788579844904
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2013
Idioma Português
Número de Páginas 166
Peso 0.24 Kg
Largura 14.00 cm
AutorCastro,Malu de

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Cinderela Centopeia

Cinderela Centopeia (Cód: 5020388) Cinderela Centopeia (Cód: 5020388)
R$ 40,00
Cinderela Centopeia (Cód: 5020388) Cinderela Centopeia (Cód: 5020388)
R$ 40,00