Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

Comida & Filosofia - Coma, Pense e Seja Feliz (Cód: 4344177)

Allhoff, Fritz; Monroe,Dave

Tinta Negra

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 39,90

em até 1x de R$ 39,90 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 37,91 (-5%)

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Origem

R$ 49,90

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Comida & Filosofia - Coma, Pense e Seja Feliz

R$39,90

Descrição

Desde a Antiguidade Clássica, a comida e o ato de comer rondam a filosofia. Seja nos famosos banquetes de pensadores, seja à guisa de metáfora para reflexões de temas diversos (quantas vezes a palavra “alimento” escorou algum tratado filosófico?), fato é que seu papel sempre foi, de algum modo, coadjuvante. O que é uma tremenda injustiça.

Comida e Filosofia tenta redimir esse desdém histórico ao tratar a comida, enfim, como um objeto de reflexão filosófica por si só. Para tal, os americanos Fritz Allhoff e Dave Monroe reuniram um vasto time que inclui não só filósofos, mas chefs, gourmets, críticos de gastronomia, artistas – o cineasta Woody Allen entre eles - e acadêmicos de diferentes áreas, para provar que o ato de comer vai muito além da simples sobrevivência ou do mero prazer. Nessa empreitada, assinam ensaios sobre temas tão diversos quanto vegetarianismo, ética na cozinha, pornogastronomia, fetiches e transtornos alimentares, a memória do paladar, o consumo da carne de caça, o valor estético da culinária e o papel das refeições na diplomacia – só para citar alguns exemplos.

Características

Peso 0.53 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora Tinta Negra
I.S.B.N. 9788563114044
Altura 23.00 cm
Largura 16.00 cm
Profundidade 0.19 cm
Número de Páginas 364
Idioma Português
Acabamento Brochura
Tradutor Marina Hermann
Cód. Barras 9788563114044
Número da edição 1
Ano da edição 2012
AutorAllhoff, Fritz; Monroe,Dave

Leia um trecho

COLOCANDO A MESA
Fritz Allhoff e Dave Monroe

Sócrates— Tens razão. Estava me esquecendo de que eles, obviamente, preci-sarão de sal, azeitonas, queijo, cebolas e esses legumes cozidos que se costumam preparar no campo. Como sobremesa, terão figos, ervilhas e favas; assarão na brasa bagas de murta e bolotas, enquanto bebem moderadamente. Assim, pas-sando a vida em paz e com saúde, morrerão velhos, como é natural, e legarão aos filhos uma vida semelhante à deles. Glauco— Se fundasses uma cidade de suínos, Sócrates, engordá-los-ias de maneira diferente?
Platão, A república 372c3-372d5
Em Comida & filosofia, o leitor vai achar uma porção bem servida de en-saios sobre uma variedade de tópicos conectando o que nós comemos a importantes questões filosóficas. Distribuímos as contribuições dos autores tematicamente, na esperança de que os leitores possam, como em menus à la carte, selecionar ensaios que apeteçam seus paladares filosóficos. Como acon-tece com todas as refeições fartas, encorajamos os leitores a experimentar cada prato oferecido, já que cada capítulo é delicioso e intelectualmente merecedor de forma única. Esperamos que, como resultado, os leitores encontrem seus apetites estimulados para novas discussões. Nossos objetivos ao produzir este livro foram dois. Primeiro, os editores e autores — que apreciam o valor do questionamento filosófico — esperam mos-trar aos gourmets, gourmands, chefs, entre outros que valorizam a comida, que a reflexão crítica sobre o que e como nós comemos pode contribuir para uma apreciação saudável dos prazeres gastronômicos. O segundo objetivo do nosso esforço combinado é atrair a atenção da filosofia para a comida em si. Historicamente, discussões filosóficas sobre comida têm sido subordinadas a percepções adquiridas dentro de outros assuntos filosóficos. Às vezes, falar sobre comida serve como uma metáfora “nutritiva” para outras empreitadas, como a aquisição de conhecimento. Em outros momentos, conceitos gastronômicos (como “paladar”, por exemplo) foram adotados para especificar certas classes de juízos de valor, mais notavelmente em estética e filosofia da arte. Alternada- mente, encontramos conversas filosóficas sobre o quê e como comemos embutidas em argumentos com a intenção de elucidar pontos mais profundos, mas apenas levemente relacionados à comida em si. Assim acontece, por exemplo, no caso da epígrafe citada no início desta apresentação. Sócrates e Glauco não discutiam dietas com os olhos voltados para o estabelecimento de condições de hábitos alimentares ideais. Em vez disso, o contexto em que a discussão ocorre é a investigação da justiça; um caso em que a comida é importante apenas como um aspecto de uma questão mais ampla. Apesar de não valer para todos os debates filosóficos orientados para a comida (pode-se pensar na notável exceção de Brillat-Savarin), isso parece ser uma atitude histórica dominante. Recentemente, no entanto, tem havido um número crescente de tentativas de esclarecer esse aspecto da vida humana ao mesmo tempo subestimado e onipresente. Comida & filosofiaé uma continuação deste movimento — nós apoiamos a tese de que a comida é, ou deve ser, um objeto de reflexão filosófica por si só. Pode-se dizer, então, que este livro — e o movimento no qual está situado — começa com uma sugestão que continua a partir do protesto de Glauco para Sócrates. Seres humanos comem mais do que para mera sobrevivência. Também somos criaturas pensantes com uma capacidade para o paladar aparentemente única. Dar à comida um tratamento filosófico justo e com as devidas nuances requer uma investigação prolongada: somos, como Glauco indiretamente observou, mais do que meros porcos. Por isso, a discussão de nossas dietas pede mais sofisticação — somos seres reflexivos, temos que pensar sobre quais consequências nossas dietas podem trazer para outras pessoas, animais ou o mundo de forma geral. Talvez devêssemos investigar nossa capacidade de deleite gustatório e tentar definir que qualidades tornam a comida boa, além de nutritiva. A faculdade do paladar e os assuntos associados a ela podem levantar questões interessantes para teorias de percepção e certos pontos de vista. Pode-se também indagar-se sobre até que pon-to as culturas determinam preferências alimentares, e assim por diante. Existe uma profusão de questões filosóficas interessantes relacionadas à comida; essas são só um aperitivo dos tópicos aqui explorados. Estranhamente, em contraste com a ri-queza de assuntos a serem discutidos, existe uma relativa escassez de literatura filo-sófica, salvo talvez nos campos da ética ambiental e da estética. Dessa forma, Comida & filosofiaserve uma nova fornada de reflexões atuais voltadas para a comida — uma que tenta ampliar o discurso. Incluímos autores de origens diversas, porém relevantes; todos com uma posição reflexiva sobre a comida. Muitos dos autores são filósofos, mas o leitor também vai aproveitar (e ser inspirado por) ensaios escritos por chefs, escritores e críticos de gastronomia, sociólogos e antropólogos. É um prazer reunir essa variedade de perspectivas, especialmente no caso dos profissionais da gastro-nomia. Os pensamentos daqueles que trabalham diariamente com o objeto de estudo não deveriam ser deixados de lado, tomamos sua inclusão como ques-tão de honra. Afinal, quem melhor para falar de comida do que aqueles a quem ela fornece uma arte e um estilo de vida? Agradecemos ao leitor por se juntar a nós nessa mesa que colocamos. Estamos contentes que você tenha decidido compartilhar nossos objetivos e ingerir nosso projeto cooperativo. Mesmo que os trabalhos neste livro não consigam saciá-lo, temos certeza de que seu gosto por filosofia e comida será enriquecido. Desejamos que você encontre prazer em pensar filosoficamente sobre o conteúdo de Comida & filosofia. Nesta parte, oferecemos um tourpelo que você vai encontrar. Como você provavelmente viu em nosso cardápio, este livro será “servido” como uma refeição completa. Esperamos que você fique satisfeito, mas não iríamos nos opor, diferentemente do que ocorre em um restaurante chique, se você ainda tiver apeti-te depois de ter acabado.