Frete Grátis
  • Google Plus

Cultura e Barbárie Européias (Cód: 2644214)

Morin, Edgar

Bertrand Brasil

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 39,90
Cartão Saraiva R$ 37,91 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Produto de três conferências realizadas em maio de 2005, a marca humanista desta Antropologia da barbárie humana é mais do que evidente. Assim como para a Europa é fundamental reconhecer todas as barbáries cometidas no transcorrer da história, o mesmo pode ser dito para o restante do mundo. Pensar a barbárie implica começar a resistir a ela com tenacidade e esperança. É assim que a democracia se consolida, que a sociedade-mundo pode estabelecer os caminhos de sua própria regeneração.
Barbárie humana e barbárie européia expõe o conjunto de pulsões de morte que cerca o descomedimento humano, ele mesmo produto e produtor dos processos civilizatórios. Instalada, a barbárie purificou e excluiu étnica e culturalmente povos sem Estado. As ditas sociedades históricas nascem a partir daí. Claro que a independência da Argélia proferiu um rude golpe no colonialismo europeu e que, de agora em diante, a regressão da barbárie e a construção de uma política de civilização tornam-se mais visíveis.
Esse é o foco do segundo ato, intitulado Os antídotos culturais europeus. Aqui nos deparamos com as quatro âncoras da ciência: empirismo, racionalidade, verificação e imaginação. Responsáveis pelo progresso do saber, estimularam a disseminação do humanismo por toda parte. Essa tendência tornou-se clara com a esperança socialista. Com a queda do Muro de Berlim em 1989, um humanismo planetário encontra-se agora em marcha. Esse é o sentido do antídoto diante das ambivalências, contradições e complexidades da globalização.
Pensar a barbárie no século XX encerra o livro. Não se espere de Edgar Morin uma conclusão desse problema de proporções gigantescas. Ao contrário disso, mergulhamos nas vicissitudes da história: emergência dos totalitarismos, contradições do socialismo, descrença das políticas de partido único, repressões, extermínios, exclusões. Torna-se mais que urgente ativar o trabalho da memória para que a consciência planetária se instale de uma vez por todas e as barbáries sejam ultrapassadas, folhas mortas de um passado a ser evocado e nunca mais revivido.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Bertrand Brasil
Cód. Barras 9788528613773
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788528613773
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Tradutor Daniela Cerdeira
Número da edição 1
Ano da edição 2009
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 108
Peso 0.44 Kg
Largura 14.00 cm
AutorMorin, Edgar

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Cultura e Barbárie Européias

Cultura e Barbárie Européias (Cód: 2644214) Cultura e Barbárie Européias (Cód: 2644214)
R$ 39,90
Cultura e Barbárie Européias (Cód: 2644214) Cultura e Barbárie Européias (Cód: 2644214)
R$ 39,90