Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

De Olho na Equipe - 50 Pequenos Passos para Inspirar as Pessoas a Darem o Melhor de Si (Cód: 2589215)

Freemantle, David

Sextante / Gmt

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 19,90

em até 1x de R$ 19,90 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 18,91 (-5%)

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Origem

R$ 49,90

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


De Olho na Equipe - 50 Pequenos Passos para Inspirar as Pessoas a Darem o Melhor de Si

R$19,90

Descrição

Que o sucesso de qualquer empresa depende basicamente da qualidade de seus profissionais, todo mundo sabe.
O que nem todos sabem – e este livro revela – é que são as pequenas decisões e ações diárias tomadas pelos líderes que motivam sua equipe a ter o melhor desempenho possível e a atingir os objetivos traçados pela empresa.
Como diz o autor, liderar não é apenas criar grandes estratégias e traçar objetivos de longo prazo. Na verdade, cada atitude ou escolha feita pelo líder, até mesmo a hora que chega para trabalhar, têm um forte impacto sobre as pessoas.
A maneira como você atende o telefone, responde os e-mails, bate-papo com a assistente e conversa e cumprimenta as pessoas – todos esses hábitos são observados atentamente pelas pessoas, que se sentem motivadas a reproduzi-los em seu dia-a-dia.
Numa linguagem simples, inteligente e divertida, este livro traz 50 lições valiosas para quem deseja se tornar um líder inspirador e bem-sucedido.

Características

Peso 0.20 Kg
Produto sob encomenda Sim
Editora Sextante / Gmt
I.S.B.N. 9788575424056
Altura 21.00 cm
Largura 14.00 cm
Profundidade 0.00 cm
Número de Páginas 144
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788575424056
Número da edição 1
Ano da edição 2008
MÊS JULHO
País de Origem Brasil
AutorFreemantle, David

Leia um trecho

INTRODUÇÃO “Como piloto, eu me condicionei a lidar com uma coisa de cada vez. Não se pode queimar etapas. Cada vitória é conquistada passo a passo.” Damon Hill, campeão mundial de Fórmula 1 de 1996 Os melhores líderes são decisivos para os negócios. São eles que fazem a diferença. Motivam sua equipe a ter o melhor desempenho possível e a atingir os objetivos traçados pela empresa não só no diaadia, mas também a longo prazo. Esse tipo de chefe sabe o que está fazendo e conhece profundamente as pessoas que comanda. Ele sabe se divertir enquanto trabalha duro para alcançar seus objetivos. É focado (orientado para o negócio) e tem percepção aguçada, além de uma energia inesgotável e a ousadia necessária. Este é o jogo: ser eficiente e fazer as coisas acontecerem – para os clientes, para os funcionários, para a empresa e, é claro, para si mesmo. Liderar não se resume a criar grandes estratégias e traçar objetivos de longo prazo. Tampouco tem a ver com discussões intelectualizadas sobre a missão e os valores a serem aplicados na administração da empresa e na relação com o cliente. O segredo do sucesso está nas ações diárias, nas pequenas coisas que os chefes fazem e pensam a cada minuto e que exercem grande impacto em sua equipe. Os melhores líderes começam a dar o exemplo desde o momento em que chegam para trabalhar, às 8h. Sim, eles chegam às 8h, e não às 9h ou às 10h. Cada escolha, até mesmo a hora em que começa o expediente, é observada atentamente pelas pessoas, que se sentem motivadas a seguir o exemplo. Na verdade, cada hábito de um líder inspirador tem um impacto – seja a maneira que atende o telefone, responde os e-mails, pega um café, bate papo com a secretária ou circula pela empresa dizendo “oi” para cada pessoa e perguntando como foi seu fim de semana. Os piores líderes condenam esses pequenos gestos, mas os melhores fazem questão de repeti-los diariamente. Não há uma teoria que explique esse jeito de chefiar, do mesmo modo que não existe uma teoria que explique como agir no casamento. Por isso, não espere encontrar um conjunto de regras,muito menos estratégias grandiosas. Em vez disso, este livro apresenta as ações que farão enorme diferença na maneira como você motiva sua equipe. Uma premissa básica A idéia fundamental é que um profissional motivado é mais bemsucedido em cumprir suas metas e obter os resultados desejados do que um profissional desmotivado. Isso é óbvio, mas vale ser lembrado porque reforça a tese de que para ter bons resultados um chefe deve saber como motivar as pessoas. É impressionante a quantidade de empresas e gerentes que ignoram essa premissa. As pessoas em primeiro lugar Meu primeiro cargo executivo foi como gerente de produção da Mars, uma fábrica de chocolates. A Mars era, e ainda é, uma empresa excelente. Foi lá que aprendi muito sobre administração e gerenciamento de pessoas, e uma das lições mais valiosas que tive foi a de que para ser bem-sucedido no mundo dos negócios é preciso dedicar tempo e energia para compreender o ser humano. Tenho aplicado esse princípio ao longo de toda a minha carreira, que reúne uma série de experiências boas e más, incluindo um período como diretor de uma companhia aérea, e posso assegurar que, se o supervisor não se dedicar ao seu funcionário, a recíproca será verdadeira – ou seja, o funcionário também não vai se dedicar à empresa. Apesar da proliferação de departamentos de recursos humanos (o que pode ser parte do problema), a filosofia empresarial da Mars é rara. Quando se visita uma empresa, é comum encontrar profissionais desestimulados reclamando de seus chefes. Eles se sentem desvalorizados e se queixam do fato de serem muito cobrados e tratados com desprezo, além de terem poucos benefícios. Embora muitos executivos aceitem a idéia de que é preciso valorizar as pessoas para ser bem-sucedido, isso raramente acontece. Na busca do lucro fácil, a maioria negligencia um fator essencial no mundo dos negócios – o fator humano. Optando por atitudes positivas Um chefe que se comporta de forma positiva estimula as pessoas ao seu redor a fazerem a mesma coisa. Assim, se o seu supervisor reclama aos gritos quando alguma coisa sai errada, você tem duas opções: ficar desmotivado (agir de forma defensiva e negativa) ou encarar a bronca como uma motivação (aprender e aplicar o que aprendeu). Da mesma forma, o chefe também tem a possibilidade de escolher. Ele pode advertir o funcionário por achar que dessa forma vai motivá-lo, sem perceber que pode estar ofendendo ou magoando a pessoa, ou atuar como orientador e, assim, o incentivar a aprender. Todos os chefes sabem que as escolhas (não importam quais) influenciam o estado de espírito das pessoas. Quando o resultado é bom, ou seja, quando os objetivos são alcançados porque a equipe está focada e direcionada para isso, é sinal de que o chefe sabe o que está fazendo. Fazer a escolha certa é parte do trabalho gerencial. Sobre este livro Ele trata justamente dessas escolhas, do fator humano e da mentalidade empresarial, dando ênfase às pequenas ações que um chefe deve realizar. É dirigido a qualquer líder que precise motivar sua equipe diariamente, seja ele um gerente de banco, um chefe de seção numa loja de departamentos, numa repartição pública, numa instituição de caridade, um supervisor de uma empresa de televendas ou mesmo um estagiário aspirando à promoção. Confúcio disse: “Uma longa jornada começa com o primeiro passo.” Este livro é sobre todos os pequenos passos necessários para ser bem-sucedido no mundo dos negócios. Sugiro que você leia um capítulo por dia e aplique os princípios ali apresentados na sua rotina diária como gerente. Se conseguir incorporar cada uma das atitudes e comportamentos sugeridos, vai construir uma reputação de chefe inspirador que não se exime de colocar a mão na massa sempre que necessário. Este livro também pode ser usado como referência nas reuniões de equipe, diárias ou semanais, que muitos executivos gostam de realizar. Uma idéia é incluir os temas dos capítulos na pauta de reunião: “Feedback – o que posso fazer para ser um chefe melhor? Por exemplo, devo fazer mais isso...”. Outra utilidade é usar os temas como base para o desenvolvimento dos treinamentos internos. Como é impossível separar a motivação do funcionário da do cliente (afinal, uma deriva da outra), sugiro também que se leia o livro De olho no cliente: 50 pequenos passos para oferecer um atendimento extraordinário. Garanto que, se você aplicar as dicas aqui apresentadas, em cerca de dois meses sua equipe se sentirá renovada e todos os objetivos traçados por sua empresa serão atingidos. Portanto, mãos à obra. DESCUBRA SEU VERDADEIRO TALENTO Um chefe competente lhe dirá o seguinte: “O que importa são as pessoas.” Um incompetente irá dizer: “O que importa é o lucro.” Como disse Confúcio: “O que você traz no coração vale mais do que o que você traz na bolsa.” Os melhores líderes dedicam sua vida profissional a ajudar as pessoas a descobrirem seus verdadeiros talentos de modo que isso reflita em quem está ao seu redor. A idéia é que todos saiam ganhando. Ao começar qualquer projeto, os melhores chefes colocam em prática 12 princípios básicos de liderança e motivação. São comportamentos fundamentais para quem pretende obter o melhor desempenho possível de sua equipe. 1 Faça das pessoas sua maior prioridade 2 Seja um exemplo 3 Estabeleça objetivos (sonhe) 4 Contrate os melhores 5 Pague o salário mais competitivo 6 Personalize seus relacionamentos 7 Demonstre confiança em sua equipe 8 Comunique-se 9 Incentive o aprendizado 10 Saiba o que deseja ser na vida 11 Aceite sugestões 12 Avalie o que é importante FAÇA DAS PESSOAS SUA MAIOR PRIORIDADE Coloque sempre sua equipe em primeiro lugar quando estiver organizando sua agenda. A coisa mais importante que você pode fazer é estar disponível para as pessoas que trabalham ao seu lado e assim deixar bem claro que elas são a sua prioridade. Aquele tempo a mais, o bate-papo no corredor e a pausa para relaxar são fundamentais, se você quiser deixar sua equipe motivada para o trabalho. Priorizar as pessoas significa apoiá-las integralmente sempre que for necessário. Nada é mais importante para os negócios. Além disso, para manter um profissional estimulado, é importante que ele se sinta valorizado e que tenha consciência da importância de sua contribuição para a empresa. Ele também precisa saber que, se pudesse, o chefe devotaria seu tempo a apoiá-lo, em vez de fazer qualquer outra coisa. 78 minutos importantíssimos Um minuto observando o carro novo do Fernando. Dois minutos provocando o Eduardo porque o time dele perdeu. Três minutos ouvindo o pessoal comentar sobre o casamento da irmã de Jaime. Quatro minutos revisando com o Aílton o relatório do projeto que ele preparou. Cinco minutos ouvindo o feedback de André sobre a reunião de que ele participou. Seis minutos orientando Carlos sobre seu orçamento e seus planos. Sete minutos parabenizando Mercedes pelo sucesso nas vendas. Oito minutos aconselhando Cláudia sobre seus problemas de relacionamento. Nove minutos conversando com Jaqueline sobre a sugestão que ela deu para atualizar o site da empresa. 10 minutos ajudando Ana a preparar sua apresentação para o presidente da empresa. 11 minutos conversando com a Beatriz a respeito de seu pedido de transferência. 12 minutos comunicando à equipe os resultados da última semana. Quando um líder não encontra tempo para se dedicar à sua equipe, as pessoas se sentem negligenciadas e começam a achar que seu chefe não está interessado em seu trabalho e em seus problemas. Como muitas vezes é necessário se ausentar, é essencial reservar um tempo para circular pelo escritório e bater um papo enquanto toma um café. A agenda de um chefe não pode ser tão cheia que não sobre tempo para o convívio com as pessoas. O objetivo de estar disponível para seus funcionários não é apenas para dar instruções, mas para entender o que está acontecendo em sua vida profissional e pessoal. Os melhores líderes sempre demonstram interesse pelas pessoas que comandam. Querem saber as necessidades de cada um e os problemas que ocorrem no dia-a-dia, seja um equipamento com defeito ou um cliente encrenqueiro. Os líderes devem ajudar seus funcionários a resolverem qualquer situação incômoda no ambiente de trabalho. Quando necessário, eles podem até recorrer aos seus superiores para solucionar o problema. Para evitar esse tipo de situação e mostrar que está disposto a resolver qualquer conflito ou dificuldade, converse regularmente com cada integrante da equipe e se mantenha atualizado sobre o andamento dos projetos, assim como dos obstáculos que estão surgindo. Quando algo mais sério acontecer, deixe tudo de lado e junte-se à equipe. Falte àquela reunião importante ou cancele a viagem que estava programada; enfim, não meça esforços para estar ao lado das pessoas e ajudá-las a resolver o problema.