Frete Grátis
  • Google Plus

Depressões (Cód: 2882569)

Müller, Herta; Muller, Herta; MULLER ,HERTA

Globo Editora

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 29,90
Cartão Saraiva R$ 28,41 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Há uma grande e amarga ironia histórico-literária que emana de autores como a romena naturalizada alemã Herta Müller, a consagrada autora dos contos de Depressões. Se, de início, em obras como Robison Crusoe, de Daniel Defoe, a então nova prosa de ficção ainda podia louvar o herói capitalista, empreendedor e individualista, pouco depois, já a partir da Revolução Francesa e das jornadas revolucionárias do século XIX, a prosa de ficção se torna, como nos grandes autores russos e, principalmente, no naturalismo e no realismo, em Flaubert como em Zola, a forma por excelência de “desconstrução” crítica da sociedade burguesa. Sociedade burguesa que o socialismo da Romênia natal de Herta Müller deveria sepultar, sepultando assim, de roldão, a arte crítica, que passaria então a ser arte “revolucionária” ou “popular”. Mas, como se sabe, as coisas não saíram conforme planejado. Daí as obras de autores como Pasternak, Soljenítsin, Kertész – e Herta Müller. Se há em Müller ecos de Brecht, de Kafka, de Beckett, a sociedade que ela “desconstrói” – ainda que não explícita ou diretamente – é, porém, socialista. Por um lado, isso serve para reforçar, através da arte, o que a história e a política já decretaram: a falência do chamado “socialismo real”, apesar dos não-eventuais saudosistas. Por outro lado, demonstra que a literatura, em que pese o reinado da cultura de massa, ainda tem muito a dizer sobre a dimensão política da condição humana. Por exemplo, que a velha e persistente questão entre pão e liberdade (capaz de levar defensores do regime cubano a ainda o apoiarem em nome da oferta de “pão”, apesar da desoferta de liberdade), é uma falsa questão: pois nem só de pão vive o homem. E se a miséria no sistema liberal capitalista torna a liberdade uma falácia, a opressão nas ditaduras de todas as cores torna o pão insuficiente. A realidade, enfim, é mais complexa do que pretende a vã ideologia. Daí ainda precisarmos de escritores como Herta Müller.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Globo Editora
Cód. Barras 9788525048349
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788525048349
Profundidade 1.00 cm
Número da edição 1
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 162
Peso 0.25 Kg
Largura 14.00 cm
AutorMüller, Herta; Muller, Herta; MULLER ,HERTA

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Depressões

Depressões (Cód: 2882569) Depressões (Cód: 2882569)
R$ 29,90
Depressões (Cód: 2882569) Depressões (Cód: 2882569)
R$ 29,90