Frete Grátis
  • Google Plus

Desequilíbrio de Poder e Conciliação (Cód: 9370181)

Takahashi , Bruno

Gazeta Jurídica

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 105,00 R$ 62,90 (-40%) em até 2x de R$ 31,45 sem juros
Cartão Saraiva R$ 59,76 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 3x de R$ 20,97 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Introdução; 1. Premissas conceituais; 1.1 breve históricos normativos; 1.2 a conciliação como veneno-remédio ;1.3 o conflito previdenciário sob a ótica da instrumentalidade metodológica;1.4 a conciliação entre os meios adequados de solução de controvérsias;1.5 a conciliação judicial de conflitos previdenciários;1.6 síntese;2. Os limites na conciliação de conflitos; previdenciários; 2.1 o mito da indisponibilidade do interesse público revisitado; 2.2 a disponibilidade condicionada e a vinculação ao interesse público; 2.3 para além da transação de direito indubitável; 2.4 o espaço a ser explorado; 2.5 a legalidade construída; 2.6 sínteses; 3. O terceiro facilitador: panorama geral; 3.1 o terceiro facilitador em sentido amplo e suas espécies; 3.2 poder e o desequilíbrio de poder; 3.3 bases adequada de poder e devido processo legal mínimo; 3.4 entre a imparcialidade e o cuidado; 3.5 a decisão informada como limite da proximidade; 3.6 parâmetros gerais de atuação do conciliador de conflitos previdenciários; 3.7 síntese; 4. O conciliador leigo; 4.1 antes da sessão de conciliação: a capacitação prévia, a preparação do ambiente e a análise prévia do conflito; 4.2 durante a sessão de conciliação: a possibilidade de apresentar sugestões; 4.3 após a sessão de conciliação: as vedações de atuação em casos futuros; 4.4 síntese; 5. O juiz conciliador; 5.1 antes da sessão de conciliação: gerenciamento de casos e desenhos de procedimentos conciliatórios; 5.2 durante a sessão de conciliação: o juiz na tentativa de conciliação; 5.3 após a sessão de conciliação: a homologação dos acordos e a avaliação do desenho procedimental; 5.3.1 homologação de acordos; 5.4 síntese; 6. O judiciário como conciliador interinstitucional; 6.1 antes da sessão de conciliação: o diálogo interinstitucional prévio; 6.2 durante a sessão de conciliação: o monitoramento dos programas; 6.3 após a sessão de conciliação: a consolidação e a avaliação dos resultados; 6.4 sínteses; anexo ia conduta do conciliador fase a fase; a. abertura; b. investigação do conflito: testando a análise prévia; c. desenvolvimento: inventar, escolher e avaliar opções; d. redação do termo e encerramento; anexo ii;algumas técnicas; a. escuta ativa; b. questionamentos; c. teste de realidade; d. inversão de papéis; e. Reuniões individuais (caucus);

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Gazeta Jurídica
Cód. Barras 9788567426433
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 9788567426433
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2016
Idioma Português
Número de Páginas 280
Peso 0.44 Kg
Largura 16.00 cm
AutorTakahashi , Bruno

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Desequilíbrio de Poder e Conciliação