Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 42 Artboard 21 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 42 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 23 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 6 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 43 Artboard 44 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 46 Artboard 8

Deus Quaerens - Introdução A Metafísica da Interioridade de Santo Agostinho (Cód: 9270605)

Pignatari,Roberto Carlos

Edi??es Fons Sapientiae

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 24,00

em até 1x de R$ 24,00 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 22,80 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Deus Quaerens - Introdução A Metafísica da Interioridade de Santo Agostinho

R$24,00

Descrição

Deus Quaerens - Introdução A Metafísica Da Interioridade De Santo Agostinho Nas Leituras De São Boaventura E Heidegger. Santo Agostinho culmina trajetória de duas caminhadas fundantes do mundo intelectual ocidental, na exata medida de se tornar, ele próprio, o mestre do ocidente por excelência. Nele se vislumbra a tradição platônica, via Plotino e Porfírio, a sedimentar e possibilitar se pensar o locus Dei, o 'lugar', a habitação de Deus, na alma que busca o amor que a buscou primeiro, na interioridade que me dá o ser que minha finitude, minha corporeidade, minha carne, teimam em sentir e usufruir na dissolução do efêmero, na fugacidade nela experimentada. Mas o platonismo é por ele assimilado no eixo imperativo do kairos ou temporalidade da graça, que condiciona a humanidade a ser buscada e tomada, perpassada e atravessada (transcendida) pela incondicionalidade. São Boaventura será autor de obra lapidar, refinada pela assimilação da herança agostiniana no espírito da presença divina cósmica que movia São Francisco de Assis, ampliando a matriz agostiniana para incluir o que em seu início declinara (aristotelismo); aprofundando-se nas razões eternas e seminais como que presentes a simultâneo, em superação do paradoxo temporal; e delineando a busca humana como itinerarium que abarca o real a perfazer-se no divino - a filosofia é em e a partir de Deus, e não simplesmente ou unicamente nele finalizada Mais adiante na perfilha histórica, Martin Heidegger, na trilha da corrente fenomenológica, irá proceder nova interpretação da filosofia agostiniana, na redescoberta, via intencionalidade essencial, da interioridade como intuição que acessa o ser no dado das coisas em si mesmas, no mundo vivido e significado (memoriado) no ver interior. Santo Agostinho nas interpretações de São Boaventura e de Heidegger. Eis nosso espectro conceitual, no qual, ampliando ou renovando o ele- mento fundante, as releituras atualizam a atitude espiritual que permeia todo o pensar agostiniano, tratando de mostrá-lo como busca do sentido eterno divino, na vivência da efemeridade humana, a busca sendo o próprio vislumbre da eternidade na temporalidade; a simultaneidade que abarca e imediatiza o dar-se ou mostrar-se do ser (divino) ao (e no) ente (humano). A busca que me busca. O Deus que me busca.

Características

Peso 0.17 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora Edi??es Fons Sapientiae
I.S.B.N. 9788563042248
Altura 21.00 cm
Largura 14.00 cm
Profundidade 0.60 cm
Número de Páginas 128
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788563042248
Número da edição 1
Ano da edição 2015
AutorPignatari,Roberto Carlos