Frete Grátis
  • Google Plus

Dicionário De Artes Decorativas & Decoração De Interiores (Cód: 3686807)

Moutinho,Stella; Bueno Do Prado,Rúbia; Londres,Ruth

Lexikon Editorial

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 110,00 em até 3x de R$ 36,67 sem juros
Cartão Saraiva R$ 104,50 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 5x de R$ 22,00 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Os objetos de uma casa, escritório ou espaço público têm um perfil funcional que é acrescido de um valor ornamental definido por padrões de apreciação específicos do grupo que está a observá-lo. Quando a função de tais artefatos deixa de ser apenas utilitária, e a ela se somam finalidades de natureza simbólica, entre as quais fazer despertar êxtase pela apreciação da graça de sua forma, aí se está a falar de arte decorativa.
Os móveis ocupam uma curiosa posição entre os artefatos criados pelo homem. Pode-se afirmar sem exagero, que mais do que a pintura, a escultura e mesmo a arquitetura eles nos
revelam o espírito de uma época. A inter relação dos diversos elementos que compõe um interior a cada época, dá-nos a visão de um museu vivo da alma daqueles que o habitam. Cada móvel de per si é um molde da forma humana, cheio de significações mágicas ou simbólicas, guardando, vez por outra, vestígios de rituais primitivos.

É gratificante saudar esta nova edição do Dicionário de artes decorativas & decoração de interiores, o primeiro no gênero editado no Brasil. As autoras respondem ao interesse crescente de um público que abrange não apenas curiosos e amadores, mas também estudiosos, técnicos e profissionais que lidam com mobiliário e outros objetos como manifestações da arte em todas as épocas.

Através das informações deste Dicionário, podemos estabelecer uma síntese dos diversos elementos que compõe a história das artes decorativas, a partir dos objetos, tomados quase
como seres, permanentes testemunhos do gesto e do tempo do homem. Este dicionário oferece 1.755 verbetes (74 enciclopédicos) e 716 ilustrações (fotos em cores) dando destaque aos assuntos essenciais, como mobiliário, cerâmica, vidro, tapetes, etc. Este plano lexicográfico deu a aos verbetes feição enciclopédica cabível em diversos ramos de atividade. O leitor encontra também informações sobre algumas personalidades relevantes e, ainda, detalhes das artes decorativas no Brasil e em Portugal, dada a influência deste país no período colonial.

E, por fim, eis a razão pela qual se optou por iniciar quase todos os verbetes com uma definição clara, quase óbvia, quer se trate de objetos, quer de materiais, quer de estilos: um
arquiteto e decorador induziu a tal tratamento argumentando que “na hora de se redigir uma proposta, nunca é demais recorrer a maior precisão dos termos para se alcançar a maior clareza quanto aos objetos”.

A consulta do dicionário será atraente para aqueles que, por curiosidade ou interesse, queiram se sentir à vontade ao ter em mãos um sofisticado catálogo de leilão, ao folhear uma revista como Architectural Digest ou Connaissance des Arts, ao encontrar em viagens inúmeros objetos, antigos ou modernos, referidos em nosso texto ou apresentados em nossas ilustrações. Também aos que se dedicam ao jornalismo, à propaganda, às artes cênicas, às ciências sociais, ali encontrarão esclarecimentos, sugestões ou pistas capazes de enriquecer um trabalho.

E como exemplo de decoração de interiores, aqui apresentamos algumas palavras usadas no tema, entre aquelas cujo significado é mais comumente ignorado.

Arcobotante – pilar terminado em meio arco, que ampara parede ou abóbada.
Capitel – parte superior da coluna, geralmente esculturada.
Cornija – ornato que fica sobre o friso ou moldura saliente na porta superior da
parede, porta, móvel etc.
Fasquia – espécie ripa, tábua estreita e longa.
Minarete – pequena torres com balcões salientes.
Pé-direito – altura do teto ao assoalho.
Rosácea – ornamento em forma de rosa, geralmente de louça.
Sanca – cimalha convexa que liga a parede ao teto.
Zimbório – parte mais alta ou exterior da cúpula ou prédio.

Esse vocabulário, usado quase que só por arquitetos, engenheiros e decoradores, dá àquelas profissões um ar de coisa só acessível aos iniciados. A partir de agora, os leigos terão ao seu dispor uma ferramenta útil e práticas para pessoas de gosto requintado.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Lexikon Editorial
Cód. Barras 9788586368691
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 9788586368691
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2011
Idioma Português
Número de Páginas 544
Peso 0.44 Kg
Largura 15.80 cm
AutorMoutinho,Stella; Bueno Do Prado,Rúbia; Londres,Ruth

Avaliações

Avaliação geral: 4

Você está revisando: Dicionário De Artes Decorativas & Decoração De Interiores

DRIKAVIANA recomendou este produto.
04/04/2014

Apoio indispensável!

Esclarecedor e um apoio indispensável no curso de design de interiores!!! SHOW...MUITO BOM!!! VALE A PENA O INVESTIMENTO!!!
Esse comentário foi útil para você? Sim (0) / Não (0)