Frete Grátis
  • Google Plus

Ditadura À Brasileira - 1964-1985 A Democracia Golpeada À Esquerda e À Direita (Cód: 6794852)

Villa, Marco Antonio

Casa Da Palavra

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 54,90 R$ 41,20 (-25%)
Cartão Saraiva R$ 39,14 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 20,60 sem juros

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Ditadura À Brasileira - 1964-1985 A Democracia Golpeada À Esquerda e À Direita

R$41,20

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Um livro fundamental para quem quer entender as peculiaridades da ditadura brasileira.
Com seu estilo coloquial, direto e despojado, e após polemizar em torno do comportamento do Poder Judiciário e do escândalo político no livro Mensalão, Marco Antonio Villa agora desmistifica a ditadura brasileira, tanto em sua duração como em seus efeitos. Narra aqui a história desse período de maneira simples e objetiva, com o intuito de ser claro e transparente.
Já afirmou que “é rotineira a associação do regime militar brasileiro com as ditaduras do Cone Sul (Argentina, Uruguai, Chile e Paraguai). Nada mais falso. [...] Enquanto a ditadura argentina fechou cursos universitários [...] privatizou e desindustrializou a economia [...], no Brasil ocorreu justamente o contrário [...]. Os governos militares industrializaram o país, modernizaram a infraestrutura, romperam os pontos de estrangulamento e criaram as condições para o salto recente do Brasil”.
Sem se omitir quanto aos excessos que levaram à perseguição, tortura e morte no período entre o final de 1968 e 1979, para ele, porém, “o regime militar brasileiro não foi uma ditadura de 21 anos. Não é possível chamar de ditadura o período 1964-1968 (até o AI-5), com toda a movimentação político-cultural. Muito menos os anos 1979-1985, com a aprovação da Lei de Anistia e as eleições para os governos estaduais em 1982”.
Mordaz, Villa diz que o panorama intelectual brasileiro é desalentador: “Com a redemocratização, os intelectuais foram se afastando. Contam-se nos dedos aqueles que têm uma presença ativa”. A seu ver, muitos dos que hoje se dizem justiceiros do regime militar, naquela época, “estranhamente, omitiram-se quando colegas foram aposentados compulsoriamente pelo AI-5, como Florestan Fernandes, Fernando Henrique Cardoso [...] ou presos e condenados, como Caio Prado Júnior”.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Casa Da Palavra
Cód. Barras 9788580449587
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 9788580449587
Profundidade 0.30 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2014
Idioma da Legenda Português
Número de Páginas 432
Peso 0.56 Kg
Largura 16.00 cm
AutorVilla, Marco Antonio

Avaliações

Avaliação geral: 5

Você está revisando: Ditadura À Brasileira - 1964-1985 A Democracia Golpeada À Esquerda e À Direita

Rafael Balbo recomendou este produto.
15/03/2016

A Verdadeira história, sem choro.

Livro pra quem procura analise imparcial do período. Se você é uns dos zé droginhas e papagaios de pirata que ficam repetindo mentiras que seu partido te contou, por favor não compre. Ecelente, recomendo á todos curiosos, professores, alunos...
Esse comentário foi útil para você? Sim (2) / Não (0)
Carlos recomendou este produto.
04/02/2014

Livro excelente para uma abordagem mais plural

O autor esclarece o contexto histórico em que ocorreu a intervenção civil-militar de 1964: preparação armada de militantes desde 1962, envio de pessoas para treinamento de guerrilha em Pequim em março de 1964, grupo dos 11 de Brizola, greves, gestão caótica de Jango, enfim a Guerra Fria acontecendo no mundo. Na "Ditabranda", os presidentes foram eleitos pelo Congresso Nacional, todos os períodos eleitorais foram mantidos, o Brasil passou de 48º maior PIB para 8º, a infraestrutura energética, viária e tecnológica deu um salto nunca antes visto, nem depois. Foi um regime autoritário, considerar Ditadura, só se for durante o AI 5, que foi instaurado para conter o terrorismo dos que queriam implantar aqui um Regime Totalitário de inspiração Marxista. VALE A PENA CONHECER OUTRAS VERSÕES, e não só a dos perdedores de 64.
Esse comentário foi útil para você? Sim (30) / Não (4)
Esther recomendou este produto.
04/02/2014

Um dos poucos que realmente contam nossa história.

O revisionismo histórico da esquerda que tenta apagar sua origem terrorista invadiu as universidades e muitos de nossos livros de "história". No início dos anos 60 nosso país estava apinhado de guerrilheiros comunistas, agentes da KGB (conforme comprovam os arquivos do partido comunista de Moscou, recentemente abertos), células de treinamento militar para extremistas que visavam tomar o Estado ou via eleições para depois implementar a ditadura socialista ou mediante a força prévia. Os socialistas perderam o poder político de então, mas tomaram as universidades e destruíram a alta cultura brasileira e nossos livros de história, implementando toda uma cultura de culto ao pensamento esquerdista, destruindo gerações inteiras de brasileiros. Marco Villa é um dos poucos historiadores com coragem para enfrentar o stablishment acadêmico de esquerda brasileiro e contar nossa real história. Mais do que nunca, precisamo saber o que aconteceu verdadeiramente nos anos 60, pois ali está a chave para entendermos nossa situação atual, o apoio do nosso governo à ditaduras (Os Castro de Cuba, Maduro na Venezuela, a deterioração da Argentina, Irã, Mugabe no Zimbabue, para citar os exemplos mais proeminentes e expressivos).  O mundo inteiro já sabe que uma nova tentativa de ditadura socialista está em operação no Brasil, apenas os brasileiros é que são mantidos na ignorância.
Esse comentário foi útil para você? Sim (32) / Não (7)
Alexandre recomendou este produto.
04/02/2014

Muito bom

Comprei sem muitas expectativas, mas me surpreendi.
Esse comentário foi útil para você? Sim (23) / Não (7)