Frete Grátis
  • Google Plus
Livro Digital

Ditadura à brasileira: 1964-1985: A Democracia Golpeada à Esquerda e à Direita (Cód: 6800403)

Villa, Marco Antonio

Leya Brasil (Edição Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 38,99 R$ 37,04 (-5%)
Cartão Saraiva R$ 37,04

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Ditadura à brasileira: 1964-1985: A Democracia Golpeada à Esquerda e à Direita

R$37,04

Compre junto:

Nome do produto

Descrição

Um livro fundamental para quem quer entender as peculiaridades da ditadura brasileira Com seu estilo coloquial, direto e despojado, e após polemizar em torno do comportamento do Poder Judiciário e do escândalo político no livro Mensalão, Marco Antonio Villa agora desmistifica a ditadura brasileira, tanto em sua duração como em seus efeitos. Narra aqui a história desse período de maneira simples e objetiva, com o intuito de ser claro e transparente.Já afirmou que 'é rotineira a associação do regime militar brasileiro com as ditaduras do Cone Sul (Argentina, Uruguai, Chile e Paraguai). Nada mais falso. [...] Enquanto a ditadura argentina fechou cursos universitários [...] privatizou e desindustrializou a economia [...], no Brasil ocorreu justamente o contrário [...]. Os governos militares industrializaram o país, modernizaram a infraestrutura, romperam os pontos de estrangulamento e criaram as condições para o salto recente do Brasil'. Sem se omitir quanto aos excessos que levaram à perseguição, tortura e morte no período entre o final de 1968 e 1979, para ele, porém, 'o regime militar brasileiro não foi uma ditadura de 21 anos. Não é possível chamar de ditadura o período 1964-1968 (até o AI-5), com toda a movimentação político-cultural. Muito menos os anos 1979-1985, com a aprovação da Lei de Anistia e as eleições para os governos estaduais em 1982'.Mordaz, Villa diz que o panorama intelectual brasileiro é desalentador: 'Com a redemocratização, os intelectuais foram se afastando. Contam-se nos dedos aqueles que têm uma presença ativa'. A seu ver, muitos dos que hoje se dizem justiceiros do regime militar, naquela época, 'estranhamente, omitiram-se quando colegas foram aposentados compulsoriamente pelo AI-5, como Florestan Fernandes, Fernando Henrique Cardoso [...] ou presos e condenados, como Caio Prado Júnior'.

Características

Produto sob encomenda Sim
Marca Leya Brasil (Edição Digital)
Cód. Barras 9788580449594
Início da Venda 21/01/2014
Territorialidade Brasil
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Ano da edição 2014
Idioma 333
Código do Formato Epub
Peso 0.00 Kg
AutorVilla, Marco Antonio

Avaliações

Avaliação geral: 5

Você está revisando: Ditadura à brasileira: 1964-1985: A Democracia Golpeada à Esquerda e à Direita

Carlos recomendou este produto.
04/02/2014

UMA VERSÃO CONTEXTUALIZADA E MAIS IMPARCIAL

É importante levarmos em consideração outras versões e pontos de vista sobre o Regime Militar, este livro cumpre esse papel, nos mostrando um enfoque contextualizado da intervenção civil-militar de 1964, não omitindo dados importantes, como a preparação armada da esquerda radical desde 1962, o envio de militantes para treinar guerrilha em Pequim em Mar de 1964, o grupo dos 11 de Brizola, enfim, a Guerra Fria que ocorria no mundo. Na chamada "Ditabranda", todos os presidentes foram eleitos pelo Congresso, todos os períodos eleitorais foram mantidos, os grupos terroristas e a guerrilha mataram mais de 100 pessoas, incluindo policiais, militares, civis e eles mesmos. Os 21 anos foram de Governos Militares, um regime autoritário, mas "Ditadura" só durante o AI 5, ato este instaurado para conter as ações terroristas dos que pretendiam instaurar aqui um regime totalitário de inspiração Marxista, quem garantiu a democracia no mundo bipolar foram os militares e a sociedade brasileira.
Esse comentário foi útil para você? Sim (10) / Não (5)