Frete Grátis
  • Google Plus

Dorival Caymmi - Col. Gente (Cód: 195976)

Caymmi,Dorival

Universidade Estácio De Sá

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 20,00
Cartão Saraiva R$ 19,00 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Em 1936, com apenas 22 anos, Dorival Caymmi se apresentou num concurso de calouros na Rádio Clube da Bahia. Ganhou o primeiro prêmio: um abajur. Pouca gente poderia adivinhar que ali apenas começava uma carreira que iria conquistar o Brasil, com sucessos que vivem na memória sentimental dos brasileiros, como 'O que é que a baiana tem?' e 'João Valentão'.
Pouco depois Caymmi mudou-se para o Rio: queria fazer Direito, mas o destino tinha outros planos para ele. Em pouco tempo, o jovem baiano conheceu e passou a trabalhar com nomes consagrados da época, como Lamartine Babo e Carmen Miranda, numa época em que o rádio era o primeiro degrau do estrelato. Modesto, afirma não saber por que fez e ainda faz tanto sucesso a partir daí: acha 'um mistério' o fato de logo ter se tornado um compositor tão popular.
'As coisas comigo aqui no Rio aconteceram um pouco ao acaso.'
Na década de 1940, apresentando-se nas principais rádios cariocas, já tinha seu nome conhecido em todo o País: gravou o primeiro disco, fez cinema, turnês e parcerias inesquecíveis. Com temática 'praiana' e poemas associados à sua terra natal, levou a Bahia para suas canções e suas canções levaram a Bahia para todo o Brasil.
A música era sua paixão, mas foi nos estúdios de uma rádio que ele conheceu o amor. Lá ele encontrou pela primeira vez a mulher, Stella, que se apresentava num programa de calouros: 'Fiquei encantado por ela!', lembra. O encanto dura até hoje, mais de 50 anos depois do casamento, que gerou os filhos Nana, Dori e Danilo, também herdeiros tanto do talento quanto do sucesso do pai.
As transformações na MPB sempre tinham a participação de Caymmi. O homem da temática da Bahia e do Brasil 'brejeiro' marcou seu espaço no mercado nacional e internacional da música, a ponto de influenciar até mesmo a urbana bossa-nova.
Os parceiros e amigos de Caymmi vinham de várias e diferentes tendências culturais. Jorge Amado, João Gilberto, Carlos Lyra e até o político Carlos Lacerda, dentre outros, dividiram com o compositor baiano a autoria de importantes obras. Anos depois, ele iria gravar nos Estados Unidos. Sua fama no exterior lhe rendeu até uma homenagem especial do governo francês.
As diferentes tendências e o sucesso internacional, numa época em que poucos brasileiros destacavam-se fora do País podem ter uma explicação: Caymmi já não era mais apenas o 'cantor baiano' de sucesso nas rádios da década de 1940. Havia se tornado ele próprio uma tendência, uma referência, simbolizando importante parte da cultura de todo um país.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Universidade Estácio De Sá
Cód. Barras 9788575790892
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 8575790897
Profundidade 0.50 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2005
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 92
Peso 0.16 Kg
Largura 16.00 cm
AutorCaymmi,Dorival

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Dorival Caymmi - Col. Gente