Artboard 33Artboard 16Artboard 18Artboard 13Artboard 42Artboard 21Artboard 4Artboard 5Artboard 45Artboard 22Artboard 7Artboard 42Artboard 23Artboard 12Artboard 28Artboard 17?Artboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32Artboard 6Artboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11Artboard 41Artboard 11Artboard 23Artboard 10Artboard 4Artboard 9Artboard 6Artboard 8Artboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44Artboard 16Artboard 24Artboard 13Artboard 5Artboard 24Artboard 31Artboard 1Artboard 12Artboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44Artboard 9Artboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35Artboard 15Artboard 14Artboard 50Artboard 26Artboard 14Artboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37Artboard 46Artboard 33Artboard 8
Entrevista Exclusiva Titãs

PAPO COM OS TITÃS

Como surgiu a ideia de fazer um DVD do "Nheengatu"? Já era previsto desde o lançamento do álbum, no ano passado?

O que motivou a gravação do DVD Nheengatu ao Vivo foi a imensa e positiva receptividade do show, e o fato de usarmos recursos cênicos interessantes, como as máscaras e o cenário com motivos de pinturas de Brueguel.

O que os fãs podem esperar desse lançamento?

Um novo show, pois preparamos algumas músicas especialmente para o DVD, músicas que não tocávamos há tempos, como Massacre e Jesus Não Tem Dentes No País Dos Banguelas.

Além das músicas do álbum, o que mais faz parte do repertório do DVD?

As duas que citei, mais Desordem, Pela Paz (nunca antes gravada, uma canção que fizemos para uma campanha de paz de uma rádio de SP), várias canções de Nheengatu e alguns de nossos clássicos, como Sonífera Ilha, Diversão, Televisão e outras.

"Nheengatu" traz letras que abordam problemas do país. Quando começaram a surgir essas canções? Como foi esse processo de composição?

Foi um processo longo. Há anos vínhamos trabalhando nesse disco. Nos propusemos fazer um disco pesado de rock brasileiro. Para isso, pesquisamos ritmos brasileiros e os incorporamos às músicas. Além disso, o Brasil atual foi também o tema das letras, com toda a violência e as contradições que conhecemos. Apesar disso, Nheengatu tem uma visão positiva do país, sugerindo que pelo entendimento e a tolerância talvez consigamos sair do buraco.

"A banda tem mais de 30 anos de carreira e é uma das referências do rock no Brasil. Como vocês avaliam a cena do rock nacional atualmente?

O rock está no subterrâneo, afastado da grande mídia. E isso é bom, algum grande terremoto deve surgir a qualquer momento, abalando as estruturas do mercado.