Frete Grátis
  • Google Plus

Era Uma Vez Uma Empresa - A Sabedoria Das Fábulas Para Ter Sucesso Nos Negócios (Cód: 3663832)

De Oro,Gabriel Garcia

Sextante / Gmt

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 29,90
Cartão Saraiva R$ 28,41 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Era Uma Vez Uma Empresa - A Sabedoria Das Fábulas Para Ter Sucesso Nos Negócios

R$29,90

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Como manter o emprego em um mercado tão competitivo? Qual o segredo dos profissionais que ocupam os cargos mais altos? Por que não devemos dar ouvidos a fofocas? Era uma vez uma empresa responde a essas questões de maneira original: por meio de fábulas. Se esses relatos servem de lição para as crianças, no mundo corporativo também podem ser usados como ferramenta de aprendizado. Com um texto agradável e bem-humorado, o autor buscou nas fábulas de Esopo, nos contos orientais e até mesmo em anedotas dos tempos de hoje uma forma descontraída de encarar os desafios empresariais. Ao final de cada capítulo, Gabriel García de Oro apresenta seus comentários e uma conclusão, no melhor estilo dos contos infantis. São mensagens inspiradoras que podem ajudar sua vida pessoal e profissional, como:

• O maior inimigo do sucesso é o conformismo.
• Dar ouvido a tudo o que os outros dizem pode levá-lo a fazer papel de bobo.
• Toda informação deve passar pelos filtros da verdade, da bondade e da utilidade.
• Qualquer ação motivada pela fúria está condenada ao fracasso.
• Diante de problemas, não espere: aja.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Sextante / Gmt
Cód. Barras 9788575427019
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788575427019
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Tradutor Luis Carlos Cabral
Número da edição 1
Ano da edição 2011
Idioma Português
Número de Páginas 128
Peso 0.16 Kg
Largura 14.00 cm
AutorDe Oro,Gabriel Garcia

Leia um trecho

Prólogo Por volta dos anos 1980, Ed Schein, grande estudioso da cultura organizacional, dizia que se alguém quisesse entender o funcionamento de uma empresa precisava observar seus símbolos, os rituais dos funcionários e, mais importante, ouvir as conversas de corredor. Nesses bate-papos, surgem histórias para todos os gostos: sobre “heróis”, como o vendedor que dobrou as vendas em um ano; sobre puxa-sacos, como o sujeito que não desgrudou do gerente na festa de fi m de ano; e sobre chefes autoritários, como o presidente que repreendeu um diretor no meio de uma reunião porque sua gravata não combinava com as cores da empresa. Essas histórias são mais reveladoras do que o balanço da empresa. Elas falam de valores, comportamentos, receitas para o sucesso ou para o fracasso. Falam do ar que se respira na organização e da cultura que se vive ali, ou seja, do que não está escrito nos “lemas” que decoram as paredes nem disponível na intranet. Falam, em resumo, de emoções. Por isso são tão poderosas, capazes de transmitir sensações que chegam com tanta intensidade à mente de quem as ouve. Não é de estranhar que nossos antepassados tenham transmitido seu conhecimento por meio de lendas, ou que livros sagrados de várias religiões apresentem registros de oralidade. Contar histórias é uma das maneiras mais sutis e efetivas de adquirir conhecimentos e valores. E a explicação está em nossa mente. Quando nosso cérebro recebe dados e números, o hemisfério esquerdo é ativado, pois é ele que se encarrega de organizar e analisar as informações. Por outro lado, o hemisfério direito entra em ação para entender as metáforas, os sonhos ou criar associações de ideias. No entanto, o lado direito é negligenciado por colégios e escolas. E é ele que torna o ser humano mais completo, inovador e intuitivo. Quando lemos fábulas e histórias, acionamos nosso potencial mental de um modo mais completo. Por isso, transmitir uma ideia por meio de uma história é bastante eficaz. É um meio rápido de chegar ao cérebro e às emoções de quem a escuta. É comum os grandes líderes contarem histórias sobre a própria vida ou sobre situações que despertam os sentimentos de quem as ouve. Essa prática se tornou uma das ferramentas mais usadas para o desenvolvimento da liderança. A Universidade Harvard estuda há muito tempo o efeito mágico desse costume como forma de difundir valores, gerar confiança e estabelecer cumplicidade emocional. Embora novatos no mundo dos negócios, os bons oradores da Grécia Antiga já sabiam que esse era o melhor método de emocionar uma plateia. Gabriel García de Oro resgatou essa sabedoria neste livro dedicado às fábulas do mundo empresarial. Com doses de humor, o texto é um excelente material para reflexão sobre a vida corporativa, imprescindível para compartilhar com amigos, colegas e clientes. Gabriel gosta de escrever, o que se percebe desde a primeira linha. Vale destacar que esta obra não se limita a belas histórias. Vai além. Um comentário e uma conclusão podem ser encontrados ao fim de cada capítulo. Dessa forma, os hemisférios esquerdo e direito de nosso cérebro são ativados com a leitura. De maneira sábia, Gabriel alterna o moderno e o clássico, recorrendo não apenas a autores consagrados do mundo corporativo, mas também a situações da vida privada e a exemplos que busca no cinema. Era uma vez uma empresa revela uma grande verdade. Se em nossa infância aprendemos grandes lições com os contos, as histórias e as fábulas, por que não podemos fazer o mesmo agora que somos adultos? Pilar Jericó, autora de Não – Medo na empresa e na vida Introdução Um corvo estava pousado no galho de uma árvore sem fazer nada. Um coelhinho apareceu e perguntou: – Posso ficar com você e não fazer nada? O corvo respondeu: – Claro, sem problemas. O bichinho se sentou debaixo da árvore e ficou descansando. De repente, uma raposa apareceu e comeu o coelho. A história aparentemente infantil oferece um importante ensinamento a quem quer sobreviver em uma empresa: para passar o dia sentado sem fazer nada, é preciso estar num lugar bem alto! E para chegar lá você tem que saber escalar e sobreviver na selva corporativa. Mas como se aprende isso? Como se conquista o sucesso? O que é fundamental saber para se sentir seguro e ser valorizado? Como você pode convencer os outros de que merece chegar ao topo? As fábulas podem responder a essas e muitas outras perguntas, pois sempre foram um instrumento valioso para transmitir conceitos importantes, seja para a vida pessoal ou para o trabalho. Elas vão ajudá-lo a refletir sobre as atitudes que o aproximam ou afastam do sucesso. Neste livro estão reunidas as fábulas mais conhecidas e que são usadas pelas melhores escolas de negócios, com comentários e exemplos do mundo corporativo. Use-as. Passe-as adiante. Às vezes, o que uma longa explicação não consegue, uma história bem contada se encarrega de fazer.

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Era Uma Vez Uma Empresa - A Sabedoria Das Fábulas Para Ter Sucesso Nos Negócios