Frete Grátis
  • Google Plus

Esperanças (Cód: 5645507)

Rossi,Paolo

Unesp

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 26,00
Cartão Saraiva R$ 24,70 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Nesta pequena obra Paolo Rossi convida o leitor a refletir sobre esperança, sentimento que parece acompanhar o ser humano desde os primórdios, assumindo diferentes facetas ao longo dos tempos. Após discorrer criticamente sobre os diversos conceitos de esperança, abordando inclusive a desesperança, ele sugere que se cultive apenas esperanças “sensatas”. Para o filósofo, o mundo é por natureza desigual e por isso estaria eternamente sujeito a conflitos, o que torna a “Grande Esperança” uma simples e ingênua quimera. Mas esse mesmo mundo vem promovendo conquistas inquestionáveis e de forma acelerada para um número cada vez maior de pessoas, ambiente que desmonta igualmente as previsões apocalípticas.

No primeiro dos três capítulos da obra, “Sem esperanças”, Rossi faz um rico apanhado da literatura apocalítptica e catastrófica. Questiona os intelectuais “masoquistas” e a autocondenação do Ocidente – que, acredita, embute um sentimento de superioridade, mais do que de remissão. E dedica algumas páginas, inclusive, ao catastrofismo do momento, o aquecimento global, defendendo, de maneira muito bem fundamentada, que, embora seja incontestável, não há provas de que o fenômeno decorre da atividade humana.

No segundo capítulo, “Esperanças desmedidas”, o filósofo fala sobre o apego a um tipo oposto de expectativa quanto ao futuro. Ele questiona os paraísos imaginários, o mito do homem novo, a recente ideologia do transhumanismo, as ideologias – que a seu modo também prometem uma espécie de éden. Enfim, questiona a “Grande Esperança”.

O terceiro capítulo é dedicado à defesa da adesão às “esperanças sensatas”. Esta seria a medida possível de esperança, diante da inevitabilidade das contendas num mundo povoado por diferenças. Em tal ambiente, o filósofo propõe que se busque estabelecer “pazes”, em vez de almejar por uma questionável paz universal e perene. Contrapondo-se aos catastróficos, místicos e “xamãs fantasiados de filósofos”, ele lembra as virtuosas conquistas da época contemporânea que, embora não alcancem “todos” os seres humanos, vêm se expandindo rapidamente, assim como o regime político sob o qual se desenvolvem – a democracia.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Unesp
Cód. Barras 9788539304646
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788539304646
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2013
Idioma Português
Número de Páginas 115
Peso 0.11 Kg
Largura 12.00 cm
AutorRossi,Paolo

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Esperanças

Esperanças (Cód: 5645507) Esperanças (Cód: 5645507)
R$ 26,00
Esperanças (Cód: 5645507) Esperanças (Cód: 5645507)
R$ 26,00