Artboard 33Artboard 16Artboard 18Artboard 13Artboard 42Artboard 21Artboard 4Artboard 5Artboard 45Artboard 22Artboard 7Artboard 42Artboard 23Artboard 12Artboard 28Artboard 17?Artboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32Artboard 6Artboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11Artboard 41Artboard 11Artboard 23Artboard 10Artboard 4Artboard 9Artboard 6Artboard 8Artboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44Artboard 16Artboard 24Artboard 13Artboard 5Artboard 24Artboard 31Artboard 1Artboard 12Artboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44Artboard 9Artboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35Artboard 15Artboard 14Artboard 50Artboard 26Artboard 14Artboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37Artboard 46Artboard 33Artboard 8
e-book

Estado de despejo (Cód: 8175757)

Rizzo,Ricardo

e-galáxia (Edição Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 9,90

em até 1x de R$ 9,90 sem juros

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Estado de despejo

R$9,90

Descrição

“Estado de despejo” é o terceiro livro de poemas de Ricardo Rizzo. Lançado exclusivamente em formato digital pelo selo Geleia Real, que tem coordenação de Ronald Polito.

Para Eduardo Sterzi, que assina o posfácio, “não há (…) como ser poeta, hoje, sem se defrontar com o que Ruy Belo, ainda em diálogo com os resíduos teológicos de sua formação juvenil, designou, no título de um de seus livros, «o problema da habitação». Nesse mundo, apenas a transformação do objeto em mercadoria – «rito odiado» pelo qual o «velho coração de objeto / gasto de existir / desde a pedra lascada» é exposto «a uma plateia calada» – faz-se interpretar como conquista de «uma vida / maior [...] e mais livre». Compreende-se que seja, por contraposição, precisamente a «mínima vida» que interesse ao poeta: «vida mínima» ou «vida menor», diria ainda Drummond; «um pouco de vida, uma semi-vida», dirá agora Ricardo Rizzo. Trata-se, aqui, de dar atenção àquela «parcela mínima de vida», comum a homens e vírus (biologicamente, o gene; filosoficamente, diríamos com Benjamin e Agamben, a «vida nua»), que, como bem viu Oswald de Andrade, concentra numa «duplicidade antagônica» – ao mesmo tempo «benéfica» e «maléfica» – «o seu caráter conflitual com o mundo». Em ninguém essa «mínima vida» é mais aparente do que nos miseráveis: naqueles que foram reduzidos a ela. No entanto, é precisamente esse «pouco de vida» – e não a participação em qualquer plenitude mais ou menos ilusória – que constitui a região ontológica comum a elefantes e filhas inventadas, sem-teto e brinquedos quebrados, Macabéa e o corpo despedaçado de Cristo, o «bicho» que procura comida no lixo do pátio e os «velhos espíritos» que são «formas de poeira» resistentes à história e sua destruição, «o baço / que não usaram no transplante» e «alguma víscera / inicialmente não prevista».

Ricardo Rizzo (Juiz de Fora, MG, 3/8/1981) é autor de “Cavalo marinho e outros poemas” (Funalfa Edições, Juiz de Fora/Nankin Editorial, São Paulo, 2002), “Conforme a música” (poemas, plaquete, Espectro Editorial, 2005), “País em branco” (poemas, Ateliê Editorial, São Paulo, 2007) e “Sobre rochedos movediços: deliberação e hierarquia no pensamento político de José de Alencar” (Hucitec/Fapesp, São Paulo, 2012). Colaborou com poemas, ensaio e tradução nas revistas Cacto (n. 203, São Paulo, 2003), “Rodapé” (n. 3, Editora Nankin, São Paulo, 2004), “Rattapallax” (n. 10, Nova York/São Paulo, 2004) e “Poesia Sempre” (n. 22, Fundação Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, 2006). Recebeu o prêmio “Cidade Belo Horizonte” de literatura, na categoria poesia, em 2004. Foi editor da revista de literatura “Jandira” (Funalfa Edições, Juiz de Fora, 2004-2005, números 1 e 2). Diplomata, é bacharel em direito pela Universidade Federal de Juiz de Fora e mestre em ciência política pela Universidade de São Paulo, onde cursa atualmente o doutorado em história social.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Não
Marca e-galáxia (Edição Digital)
Idioma 333
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Coleção / Série Geleia Rea
Início da Venda 13/10/2014
Código do Formato Epub
Cód. Barras 9788567080802
Número da edição 1
Ano da edição 2014
AutorRizzo,Ricardo