Frete Grátis
  • Google Plus

Fases do Coração (Cód: 2647409)

Moyses Marques

Microservice ( Áudio e Multimídia )

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 26,90 R$ 6,90 (-74%)
Cartão Saraiva R$ 6,56 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Moyseis Marques tem apenas trinta anos, mas sambistas como ele não devem ser medidos por suas idades cronológicas. Como continuadores de uma tradição, têm a idade dessa tradição. Parecem trazer dentro deles a herança, o eco, a lembrança de rodas de samba ancestrais, em remotas biroscas do Estácio ou da Cidade Nova, do tempo em que as coisas estavam realmente começando e seus praticantes se chamavam Newton, Ismael, Brancura, Bide ou Marçal.
Desde seu primeiro CD, lançado há dois anos, Moyseis firmou seu lugar no território mais concorrido e disputado do panorama musical brasileiro: a noite da Lapa. Todas as quartas-feiras, ele está no Carioca da Gema – e quem passa pela rua, ouve o som que vaza pelas janelas e é informado de que não pode entrar porque lá dentro não cabe mais ninguém, sente-se roubado de alguma experiência vital. Ao mesmo tempo, a Lapa é ciumenta de seus expoentes e não gosta que eles se esbaldem fora de suas fronteiras. Foi assim com Teresa Cristina, que lutou para se ouvir no resto do mundo, e tem sido assim também com Moyseis. Mas isso pode mudar, agora que sua irresistível “Pretinha, jóia rara” – “Pretinha, jóia rara/ Treme as cordas vocais/ A paz estampa a cara/ Acalentando os casais/ E geme o peito aflito/ Do perito rapaz/ Meu canto é mais um grito/ A preta tá com cartaz...” – acaba de ser incluída na trilha da novela Caminho das Índias, cuja autora, Gloria Perez, é dos que vão ouvi-lo com frequência na Lapa.
Das treze faixas de “Fases do coração”, oito, entre as quais a faixa-título, têm o violão ou caneta de Moyseis, em parceria com craques como Edu Krieger, Zé Paulo Becker ou Luiz Carlos Máximo, e todas parecem feitas para o seu estilo, jeito ou voz. Nesse sentido, é um disco mais autoral que o de estréia, embora Moyseis não abra mão de cantar os sambas que admira e de autores com quem se identifica – como Dona Ivone Lara e Delcio Carvalho, em “Sonho e saudade”, Evandro Lima e Marquinho China, em “Lá se foi meu verão”, e Toninho Geraes e Roque Ferreira, em “Mágoa”.
Mas nada supera seu amor por Luiz Carlos da Vila, cujo “Oitava cor” [com Sombra e Sombrinha] é uma das obras-primas da música brasileira dos últimos anos [“Pois é, assim é o nosso amor/ Do arco-íris a oitava cor”] e talvez a faixa mais emocionante do disco. A morte de Luiz Carlos, em 2008, abalou todos que o conheceram, de show, de disco ou de amizade, mas seu impacto sobre Moyseis foi enorme porque havia uma coisa ali de mestre e discípulo. Há também algo de Luiz Carlos da Vila no som de Moyseis e, se ninguém está a salvo de influências, que pelo menos sejam as mais nobres. Moyseis não podia ter escolhido melhor modelo.

Características

Produto sob encomenda Não
Marca Microservice ( Áudio e Multimídia )
Cód. Barras 7898324303746
Altura 12.50 cm
Profundidade 1.00 cm
Referência 12043-2
Peso 0.15 Kg
Largura 14.00 cm
AutorMoyses Marques

Faixas de música

Faixas

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Fases do Coração