Frete Grátis
  • Google Plus

Gregório de Matos - Poemas Atribuídos - Códice Asensio-Cunha - Vol. 4 (Cód: 7695121)

Hansen, João Adolfo; Guerra, Gregório De Matos E; Moreira, Marcello

Autêntica Editora

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 45,00
Cartão Saraiva R$ 42,75 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 22,50 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

As imagens dos poemas líricos e satíricos atribuídos a Gregório de Matos e Guerra são representativas e avaliativas. Põem em cena lugares-comuns retóricos e poéticos conhecidos, particularizando-os com a paráfrase, a estilização e a paródia de matérias não poéticas das instituições portuguesas e da murmuração informal e de matérias de autoridades poéticas do gênero lírico e cômico; simultaneamente, avaliam a representação para o destinatário, composto ora como discreto, ora como vulgar, na maior ou menor erudição e obscuridade dos estilos. Representativa e avaliativamente, as imagens dão-se à recepção como variações metafóricas das significações correntes no campo semântico geral dos autores e seus públicos empíricos, sendo inventadas segundo o padrão retórico da agudeza, conceito engenhoso ou ornato dialético. No soneto lírico-amoroso “À margem de uma fonte que corria/ lira doce dos pássaros cantores/ a bela ocasião das minhas dores/ dormindo estava ao romper o dia”, por exemplo, as palavras agudas da elocução vêm para o primeiro plano da representação e, fundindo aspectos sonoros, olfativos e visuais, figuram artificiosamente a beleza da dama que, ao abrir os olhos, faz a manhã nascer: “Não dão o parabém à bela Aurora/ Flores canoras, pássaros fragrantes,/ Nem seu âmbar respira a rica Flora./ Porém abrindo Sílvia os dois diamantes,/Tudo à Sílvia festeja, e tudo a adora/ Aves cheirosas, flores ressonantes”.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Autêntica Editora
Cód. Barras 9788582173015
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788582173015
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2014
Idioma Português
Número de Páginas 433
Peso 0.27 Kg
Largura 14.00 cm
AutorHansen, João Adolfo; Guerra, Gregório De Matos E; Moreira, Marcello

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Gregório de Matos - Poemas Atribuídos - Códice Asensio-Cunha - Vol. 4

Gregório de Matos - Poemas Atribuídos - Códice Asensio-Cunha - Vol. 4 (Cód: 7695121) Gregório de Matos - Poemas Atribuídos - Códice ... (Cód: 7695121)
R$ 45,00
Gregório de Matos - Poemas Atribuídos - Códice Asensio-Cunha - Vol. 4 (Cód: 7695121) Gregório de Matos - Poemas Atribuídos - Códice ... (Cód: 7695121)
R$ 45,00