Frete Grátis
  • Google Plus
  • 13405
  • 123553829

Jornal de Timon (Cód: 344961)

Lisboa,Joao Francisco

Companhia Das Letras

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 57,90
Cartão Saraiva R$ 55,01 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 28,95 sem juros

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Jornal de Timon

R$57,90

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

O jornalista maranhense João Francisco Lisboa viveu num tempo de efervescência política (a Regência e o início do Primeiro Reinado), tempo em que o Brasil aprendia a se governar, tempo de ataques aos portugueses, de conflitos entre oligarquias, de rebeliões populares. Tempo também de grande influência da imprensa. Os jornais, muitos deles simples pasquins, eram a principal arma de luta política: os jornalistas punham sua pena a serviço dos partidos e facções em conflito.
Depois de militar durante vários anos na facção liberal dos bem-te-vis, Lisboa desencantou-se com a política e dedicou-se a estudar e escrever. Sua obra principal foi o Jornal de Timon. O pseudônimo (Timon) ele foi buscar no filósofo grego conhecido pela misantropia, pelo ódio à humanidade. Ao mesmo tempo lúcido e mal-humorado, Lisboa evitou, assim, ter uma visão complacente de seus conterrâneos e contemporâneos.
A parte do Jornal aqui publicada (segundo e terceiro folhetins) constitui a mais rica descrição e a mais devastadora crítica dos costumes políticos da época, sobretudo das eleições, dos partidos e da imprensa. Fraude, violência, traição, corrupção, subserviência, arrogância, mediocridade - nisso se resumia o comportamento dos políticos do Maranhão. Segundo Timon, embora o Maranhão fosse o pior que havia, as críticas valiam também, em boa parte, para o resto do Brasil.
A maior e também mais deprimente lição que se tira de leitura do Jornal, no entanto, é que muitas das críticas ainda são válidas para os dias de hoje, passado um século e meio.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Companhia Das Letras
Cód. Barras 9788571644465
Altura 0.00 cm
I.S.B.N. 8571644462
Profundidade 0.00 cm
Peso 0.24 Kg
Largura 0.00 cm
AutorLisboa,Joao Francisco

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Jornal de Timon