Frete Grátis
  • Google Plus

Lacan - o Inconsciente Reinventado (Cód: 4089630)

Soler, Colette

Loyola

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 60,00 em até 2x de R$ 30,00 sem juros
Cartão Saraiva R$ 57,00 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 3x de R$ 20,00 sem juros

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 2x sem juros de R$ 0,00


Lacan - o Inconsciente Reinventado

R$60,00

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Freud inventou o dispositivo analítico e descobriu o inconsciente. Lacan, em seu retorno a Freud, se propôs a repensar a experiência inventada por Freud para, ao longo de seus trinta anos de ensino, reformular sem cessar seus conceitos até “reinventar o Inconsciente”. Neste livro, Colette Soler interroga “a trajetória de Lacan analisante da psicanálise e todas as consequências na direção da análise”, colocando a ênfase na parte final dessa longa travessia. Trata-se não mais do Inconsciente estruturado como uma linguagem e, portanto, simbólico, e sim do Inconsciente real como “elucubração de lalangue”. Esta lalíngua (conforme tradução de Haroldo de Campos), ou alíngua, é um termo novo de Lacan que evoca a lalação, aquela língua que a criança fala antes mesmo da linguagem, composta pelo que ela recebe como aluvião das equivocidades da língua materna.

A lalíngua de que o Inconsciente real é feito é da ordem do gozo e está para além do sentido. É ela que traumatiza por suas ambiguidades e pela maneira como foi ouvida e se condensa na letra como sintoma. Colette Soler nos faz acompanhar a transformação radical que provoca esse conceito na constelação das referências já habituais para o psicanalista lacaniano. Assim, acompanhamos os desenvolvimentos teóricos e as repercussões clínicas do sintoma “analfabeto” aramatical, o Nome-do-Pai em sua função de enodamento dos três registros (R, S e I), a questão da identidade e da identificação, a satisfação do final de análise, o passe e a historisterização da análise, a reconsideração do afeto como índice de gozo e a perspectiva da história como verdade mentirosa. Aliando uma linguagem clara e prazerosa ao rigor teórico, este livro permitirá ao leitor de Lacan uma bela travessia pelas letras do Inconsciente real.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Loyola
Cód. Barras 9788577240869
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 9788577240869
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Ano da edição 2012
Idioma Português
Número de Páginas 234
Peso 0.34 Kg
Largura 16.00 cm
AutorSoler, Colette

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Lacan - o Inconsciente Reinventado