Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

Melhores Poemas Bocage (Cód: 4734504)

Berardinelli, Cleonice; Bocage, Manuel Maria Barbosa Du; Bocage

Global Editora (Edição Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 22,40
Cartão Saraiva R$ 22,40

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Melhores Poemas Bocage

R$22,40

Descrição

Manuel Maria Barbosa du Bocage (1765-1805), o grande nome da poesia portuguesa no século XVIII, desde cedo sentiu-se predestinado à missão de poeta, com os seus componentes habituais de tragédia e sentimentalismo, segundo o modelo camoniano. Aos 16 anos foge de casa, ingressando na Academia de Marinha. Durante o curso leva uma vida de dissipação e boemia, canta os seus amores com uma certa Gertrudes.
Em 1786, segue para a Índia, passando pelo Rio de Janeiro. Na colônia, entrega-se à devassidão sem limites, envolvido com amores baixos. Acaba desertando e regressando a Portugal, onde encontra Gertrudes casada com seu irmão. Acolhido pelos poetas da Nova Arcádia, adota o nome de Elmano Sadino. Insubmisso e mordaz, logo se desavém com os colegas, que satiriza em versos violentos. Preso como autor de 'papéis sediciosos', logo entregue à inquisição, consegue transferência para o convento dos oratorianos, de onde sai precocemente envelhecido, renegando o seu passado dissoluto.
A poesia de Bocage se caracteriza pela busca de superação de contrastes íntimos e pungentes, amores puros e depravados, a morte como ameaça e libertação, os conflitos entre a fragilidade humana e a bondade natural, baseado nas teorias de Rousseau, mas mesmo em seus momentos de maior sordidez confiante na benevolência divina e na intervenção miraculosa da Virgem Maria.
Por temperamento e pela sua vivência, apesar das alegorias arcádicas e das notas iluministas, Bocage foi um precursor do romantismo. Um pré-romântico, com 'seu gosto pela solidão e pelo silêncio, pelas sombras povoadas de mochos ou fantasmas, pela natureza agreste, às vezes Locus horrendus, pela tristeza e pela morte, pelo amor do amor', sobretudo nos sonetos, como observa Cleonice Berardinelli no prefácio.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Global Editora (Edição Digital)
Idioma Português
Acabamento e-book
Territorialidade Brasil
Formato Livro Digital Epub
Proteção Drm Sim
Início da Venda 15/02/2013
VOLUME 1
Cód. Barras 9788526017986
AutorBerardinelli, Cleonice; Bocage, Manuel Maria Barbosa Du; Bocage