Frete Grátis
  • Google Plus

Métodos e Técnicas de Pesquisa - 2ª Edição (Cód: 195367)

Silva,Mary Aparecida Ferreira da

Ibpex

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 55,00 R$ 9,90 (-82%)
Cartão Saraiva R$ 9,41 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Este é um livro elaborado com o propósito de agilizar e facilitar o trabalho de graduandos e pós-graduandos no momento de desenvolverem as pesquisas científicas e de elaborarem seus trabalhos acadêmicos. E, assim, de maneira clara e objetiva a autora nos introduz no universo da terminologia acadêmica e esclarece de forma prática a conceitualização da metodologia científica, exemplificando os diferentes métodos e técnicas de pesquisa, além da estruturação de monografias, dissertações e teses.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Ibpex
Cód. Barras 9788587053770
Altura 27.00 cm
I.S.B.N. 8587053779
Profundidade 2.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 2
Ano da edição 2005
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 263
Peso 0.71 Kg
Largura 20.50 cm
AutorSilva,Mary Aparecida Ferreira da

Leia um trecho

Capítulo 1 A Ciência e o pensamento científico O objetivo deste capítulo é discorrer sobre ciência, com o fim de proporcionar noções básicas e definições a respeito do conhecimento científico. Apresentamos diversas definições, do ponto de vista de alguns autores de metodologia científica, bem como a compreensão das mesmas. E abordamos algumas formas de conhecimento, cada qual com suas peculiaridades, e a importância das ciências sociais aplicadas para a compreensão das sociedades e das relações humanas em geral. O capítulo trata também das características do espírito científico. 1.1- A Ciência Ciência é um termo muito abrangente que não possui definição específica. Vários autores a conceituam conforme seu ponto de vista, dentre eles, citamos, na seqüência, alguns com suas respectivas definições. Gil considera que, “etimologicamente, ciência significa conhecimento”. Para Teixeira ciência é “um conjunto de conhecimentos que se obtém por meio da utilização adequada de métodos sistematizados ou científicos capazes de apreender, controlar, interpretar e relacionar fenômenos, fatos ou situações, envolvendo a realidade empírica ou investigada”. Kerlinger cita que “a ciência é um empreendimento preocupado exclusivamente com o conhecimento e a compreensão de fenômenos naturais”. E de acordo com a definição do Dicionário Houaiss, ciência significa “conhecimento atento e aprofundado de alguma coisa [...] corpo de conhecimentos sistematizados que, adquiridos via observação, identificação, pesquisa e explicação de determinadas categorias de fenômenos e fatos, são formulados metódica e racionalmente”. Percebemos, então, que ciência é um conjunto de conhecimentos adquiridos de modo estruturado e sistemático. A ciência pode ser caracterizada como uma forma de conhecimento objetivo, racional, sistemático, geral, verificável e falível. De acordo com Koche5, o conhecimento científico é objetivo, porque descreve a realidade independentemente dos desejos do pesquisador; é racional, porque se vale da razão e nunca de sensações ou impressões para chegar a seus resultados; é sistemático, porque se preocupa em construir sistemas de idéias organizadas racionalmente e em incluir os conhecimentos parciais em totalidades cada vez mais amplas; é geral, porque interessa fundamentalmente à elaboração de leis ou normas gerais, que explicam todos os fenômenos de certo tipo; é verificável, porque sempre possibilita demonstrar a veracidade das informações; é falível, porque reconhece sua própria capacidade de errar. Ao observarmos essas características, podemos distinguir entre o que é ciência e o que não é. A ciência pode ser classificada, de acordo com Gil6, em duas categorias: ciências formais e ciências empíricas. As ciências formais tratam de entidades ideais e suas relações, como, por exemplo, matemática e lógica formal. As ciências empíricas tratam de fatos e de processos, por exemplo, a física, a química e a biologia. As ciências empíricas podem ser classificadas em naturais e sociais, como mostra a figura 1. CIÊNCIAS EMPÍRICAS CIÊNCIAS NATURAIS Física Química Astronomia Biologia Etc. CIÊNCIAS SOCIAIS Sociologia Antropologia Economia Administração Etc. Conhecimento é a relação entre o sujeito cognoscente (aquele que conhece) e o objeto conhecido, em outras palavras, para que haja conhecimento é preciso que exista um sujeito que quer conhecer e um objeto a ser conhecido. Conhecimento também se refere ao saber acumulado pelos seres humanos durante toda a sua história. A respeito de sujeito cognoscente e objeto conhecido, Cervo e Bervian argumentam o seguinte: O conhecimento sempre implica uma dualidade de realidades: de um lado, o sujeito cognoscente e, de outro, o objeto conhecido, que está possuído, de certa maneira, pelo cognoscente. O objeto conhecido pode, às vezes fazer parte do sujeito que conhece. Pode-se conhecer a si mesmo, pode-se conhecer e pensar os seus pensamentos. Mas nem todo conhecimento é pensamento. O pensamento é conhecimento intelectual. O homem pode viajar em seus pensamentos e penetrar diversas áreas da realidade. No entanto, até mesmo a realidade é constituída por níveis e estruturas diferentes. Pois é essa complexidade da realidade do objeto de conhecimento que determina formas diferentes de se tomar posse de tal objeto. Essas formas diferentes conduzem aos diferentes modos de conhecimento, que são expressos por Cervo e Bervian8 como: » conhecimento empírico; » conhecimento científico; » conhecimento filosófico; » conhecimento teológico.

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Métodos e Técnicas de Pesquisa - 2ª Edição

Métodos e Técnicas de Pesquisa - 2ª Edição (Cód: 195367) Métodos e Técnicas de Pesquisa - 2ª Edição (Cód: 195367)
R$ 9,90
Métodos e Técnicas de Pesquisa - 2ª Edição (Cód: 195367) Métodos e Técnicas de Pesquisa - 2ª Edição (Cód: 195367)
R$ 9,90