Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
  • Google Plus

Negócios Processuais - Vol. 1 - Col. Grandes Temas do Novo CPC - 2ª Ed. 2016 (Cód: 9260918)

Didier Jr., Fredie; Do Passo Cabral,Antonio; Henrique Pedrosa Nogueira,Pedro

Juspodivm

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 99,90 R$ 84,90 (-15%) em até 2x de R$ 42,45 sem juros
Cartão Saraiva R$ 80,66 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 4x de R$ 21,23 sem juros

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 2x sem juros de R$ 0,00


Negócios Processuais - Vol. 1 - Col. Grandes Temas do Novo CPC - 2ª Ed. 2016

R$84,90

Descrição

Coletânea Internacional.

Coordenação geral da coleção: Fredie Didier Jr.
Coordenação deste volume: Antonio Cabral e Pedro Henrique Nogueira


Quando começamos a idealizar a presente obra, pensávamos apenas em organizar um livro que fosse simples e didático; um livro que, ainda que em linhas superficiais, pudesse apresentar ao grande público de língua portuguesa um tema até certo ponto obscuro, mas que nos últimos anos tem se desenvolvido rapidamente.

De fato, os negócios processuais vêm sendo cada vez mais utilizados como forma de flexibilizar o processo judicial, buscando emprestar-lhe maior eficiência e imprimir adaptabilidade dos mecanismos processuais de tutela dos direitos às necessidades dos jurisdicionados.

Todavia, à medida em que os convites aos autores foram sendo aceitos, nossa empolgação não parou de crescer, até o momento em que, para nossa alegria, vimos a bela coletânea que apresentamos à comunidade jurídica brasileira e mundial.

Ao mesmo tempo em que informa, é também aprofundada; ao lado de noticiar a nova fronteira que se anuncia no Código de Processo Civil de 2015, colocam-se perspectivas do direito estrangeiro. Mas as qualidades que o trabalho oferece ao leitor não param aí. A obra traz diversos artigos que contribuem para o desenvolvimento de uma teoria geral dos negócios processuais, e outros que enfrentam temas específicos por abordar negócios jurídicos processuais setoriais.

Com efeito, na primeira parte, intitulada “Fundamentos dos negócios jurídicos processuais”, agrupamos os ensaios brasileiros e estrangeiros que tocam os aspectos introdutórios e principiológicos dos negócios processuais, textos que procuram lançar as bases para sua correta compreensão, conceituação, qualificação, e que desenvolvem questões polêmicas e relevantes no que tange aos seus limites e efeitos.

Na segunda parte, denominada “Negócios processuais em espécie”, foram reunidos artigos que examinam tipos específicos de negócios unilaterais ou bilaterais referentes ao exercício da ação e do recurso, à tramitação temporal do processo (calendário, suspensão do processo, dilação de prazos), à produção da prova, à arbitragem e outros meios extrajudiciais de solução de controvérsias, ou ainda que discutem as possibilidades de utilização dos negócios processuais pela Fazenda Pública e pelo Ministério Público.

Além disso, ao final, divulgam-se em anexo a Resolução n.118 do CNMP – atualmente (e até a entrada em vigor do novo CPC) a única norma nacional que expressamente admite e incentiva o uso das convenções processuais – bem assim os enunciados do Fórum Permanente de Processualistas Civis a respeito do tema dos negócios processuais.

Ver a obra agora, depois de pronta, arrebatou-nos ainda com especial felicidade ao constatarmos que aqui existe um encontro de vários mundos e gerações. Europa, América do Norte e América do Sul, países com grande tradição no trato dos negócios processuais (como França e Alemanha), ao lado da neófita mas pujante produção brasileira sobre o tema. Autores consagrados, grandes corifeus dos negócios processuais no exterior, unem-se a outros colegas brasileiros, conhecidos professores de uma geração intermediária, lado a lado com uma nova e prodigiosa safra de jovens talentos da processualística brasileira, muitos dos quais autores das principais teses e monografias sobre os negócios processuais no pais. Todos nos enchem da esperança de que estas linhas não só servirão para forjar a primeira jurisprudência sobre os negócios processuais, mas sobretudo a certeza de que muito mais ainda pode ser pesquisado e produzido.

Nosso sentimento é de que alguns temas, ainda que nascidos em outras épocas, precisam despertar em outra dimensão, num diferente contexto no tempo e no espaço, para que possam florescer em sua plenitude. E é isso que parece ter ocorrido com o tema dos negócios processuais, que nos últimos quinze anos saíram da hibernação acadêmica para revigorar-se com toda intensidade.

É gratificante ver que esse brilho tenha sido enxergado pelo legislador nacional, e que a doutrina brasileira seja aquela que assume a tarefa de promover as mais sofisticadas discussões sobre um instituto cuja relevância tem sido reconhecida ao redor do planeta. Trata-se de mais um motivo de orgulho para os processualistas brasileiros, que já ocupam lugar de destaque no cenário mundial e que, em interpretando e aplicando os negócios processuais sob as melhores luzes, terão a oportunidade de liderar a produção científica nessa temática e contribuir para a evolução de um sistema que pode tornar-se parâmetro no direito comparado.

Mãos à obra!

Antonio do Passo Cabral e Pedro Henrique Pedrosa Nogueira
Coordenadores

Autores:

Antonio do Passo Cabral
Bárbara Seccato Ruis Chagas
Beclaute Oliveira Silva
Bruno Garcia Redondo
Bruno Lopes Megna
Christoph A. Kern
Daniela Santos Bomfim
Daniel Gomes de Miranda
Diogo Assumpção Rezende de Almeida
Eduardo José da Fonseca
Flávio Luiz Yarshell
Federico Causse
Fredie Didier Jr.
Germán Hiralde Vega
Helen Hershkoff
Jaldemiro Rodrigues de Ataíde Jr.
José Rogério Cruz e Tucci
Júlia Lipiani
Kevin E. Davis
Leonardo Carneiro da Cunha
Loïc Cadiet
Marcela Kohlbach de Faria
Maria Valeria di Bernardo
Marília Siqueira
Mirna Cianci
Murilo Teixeira Avelino
Paula Costa e Silva
Paulo Mendes de Oliveira
Pedro Henrique Nogueira
Peter Schlosser
Rafael Sirangelo de Abreu
Remo Caponi
Ricardo Villas Bôas Cueva
Robson Renault Godinho
Rodrigo Mazzei
Tatiana Simões dos Santos
Trícia Navarro Xavier Cabral

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Juspodivm
Cód. Barras 9788544206508
Altura 17.00 cm
I.S.B.N. 9788544206508
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 2
Ano da edição 2016
Idioma Português
Número de Páginas 688
Peso 1.20 Kg
Largura 24.00 cm
AutorDidier Jr., Fredie; Do Passo Cabral,Antonio; Henrique Pedrosa Nogueira,Pedro

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Negócios Processuais - Vol. 1 - Col. Grandes Temas do Novo CPC - 2ª Ed. 2016