Frete Grátis
  • Google Plus

Nietzsche, um “francês” Entre os Franceses (Cód: 2846526)

Marton,Scarlett

Barcarolla

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 36,00
Cartão Saraiva R$ 34,20 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Nietzsche, um “francês” Entre os Franceses

R$36,00

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

A respeito da recepção de sua obra, Nietzsche (1844-1900) afirmou certa vez: “Com exceção da Alemanha, em toda outra parte tenho leitores”. E se houve um lugar em que teve uma pródiga acolhida, este lugar foi a França, pela qual o filósofo não escondia sua simpatia --chegou a dizer, em um fragmento póstumo, que gostaria de ter escrito em francês. Já na passagem do século 19 para o 20, André Gide afirmava: “Esperávamos Nietzsche bem antes de conhecê-lo”. Na mesma época, dizia Jules Gaultier, que “o pensamento de Nietzsche é de inspiração nitidamente francesa”. O título “Um ‘francês’ entre os franceses”, organizado pela professora da USP Scarlett Marton, uma das mais importantes especialistas em Nietzsche, se justifica, portanto, pela influência, que foi recíproca, exercida pelo filósofo alemão em várias gerações de pensadores franceses de vários matizes. É a própria Marton quem reconstitui tal recepção de Nietzsche na França, dos primeiros tempos até a atualidade, no primeiro texto, “Voltas e reviravoltas”. “É sobretudo na França que Nietzsche quer ser lido. Se ele reivindica proximidade com os franceses, não é apenas por pretender diferenciar-se de seus conterrâneos. Sua predileção por esse país se deve, entre outras razões, ao fato de considerar que ele possui ‘superioridade cultural sobre a Europa’, pois seus habitantes chegaram a uma ‘síntese bem sucedida do norte e do sul’”, explica a organizadora.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Barcarolla
Cód. Barras 9788598233444
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788598233444
Profundidade 1.00 cm
Número da edição 1
Ano da edição 2009
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 200
Peso 0.44 Kg
Largura 14.00 cm
AutorMarton,Scarlett

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Nietzsche, um “francês” Entre os Franceses