Frete Grátis
  • Google Plus

No Bico da Cegonha - Col. Antropologia da Política (Cód: 108860)

Abreu,Domingos

Nova Fronteira

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 37,90 R$ 9,90 (-74%)
Cartão Saraiva R$ 9,41 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

´Numa viagem que nos leva das crecher e tribunais do Brasil às casas dos pais adotivos da Europa, o autor apresenta questões contundentes sobre o processo de adoção. O que significa a criança brasileira para uma família adotiva na França? Como a imprensa brasileira, ávida por histórias sobre ´comércio´ de bebês e ´tráfico´ de órgãos trata esse tipo de adoção? Que noções de legitimidade motivaram os legisladores a modificar as leis regulando o fluxo de crianças? Qual é o ponto de vista das mães biológicas que procuram, assim, ´salvar´ os seus filhos? Sem sensacionalismo, Abreu produz um texto fascinante, repleto de dados etnográficos que mostram a adoção como disputa entre parceiros desiguais num mercado de bens simbólicos. Quer seja vista como sacrifício da mãe biológica, quer como ajuda humanitária dos pais adotivos ou transação comercial em benefício de ´cegonhas´ gananciosas, a adoção, na análise perspicaz de Abreu, revela dimensões surpreendentes da família e da nacionalidade no conturbado mundo contemporâneo´ - Cláudia Fonseca, na apresentação do livro.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Nova Fronteira
Cód. Barras 9788573162790
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 8573162791
Profundidade 1.10 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2002
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 184
Peso 0.30 Kg
Largura 16.00 cm
AutorAbreu,Domingos

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: No Bico da Cegonha - Col. Antropologia da Política