Artboard 33Artboard 16Artboard 18Artboard 13Artboard 42Artboard 21Artboard 4Artboard 5Artboard 45Artboard 22Artboard 7Artboard 42Artboard 23Artboard 17?Artboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32Artboard 6Artboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11Artboard 41Artboard 11Artboard 23Artboard 10Artboard 4Artboard 9Artboard 6Artboard 8Artboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44Artboard 16Artboard 24Artboard 13Artboard 5Artboard 24Artboard 31Artboard 1Artboard 12Artboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44Artboard 9Artboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35Artboard 15Artboard 14Artboard 50Artboard 26Artboard 14Artboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37Artboard 46Artboard 33Artboard 8
e-book

Nos Confins Do Círculo (Cód: 8343112)

Juliano Ramos De Oliveira

Clube de Autores (Edi??o Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

Grátis

em até 1x de R$ 0,00 sem juros

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Nos Confins Do Círculo

R$0,00

Descrição

'(...) Agora o que um autor pode dizer do próprio trabalho? É confuso, é um carretel de fio sem ponta. Não há onde iniciar uma crítica, um comentário. Sei agora a importância de um crítico e do dizer: “Quem vê de fora vê melhor”. Quanto estudante, sou crítico. Mas quanto autor? Se me perguntam qual o tema ou assunto, respondo não sei. Não sei olhar o horizonte fixando-me num ponto só. O meu texto é um todo, pelo menos para mim que sou autor. (...) Achei tratar-se de um elo que não pode ser rompido. Como num circulo. O destino tropeça nas próprias pernas, mas segue seu caminho certeiro como num circulo. Ou este elo precisa na verdade ser restaurado? Acho que falhei. Dar-lhe tema ou assunto não é uma boa idéia. É demais de restrito. Tentei nova tática. (...) Comecei: Trata-se de um romance. Um sobrenatural triângulo amoroso, o de praxe... Não! Não é um bom começo! Chega ser depreciativo. Nova tentativa: Num ambiente pagão, bem aos moldes do “locus amaenus” da Arcádia, Dália desaparece após um encontro com um misterioso jovem que cheira a cedro. Rosa, irmã mais nova de Dália algum tempo mais tarde também se encontra em um devaneio com este mesmo rapaz... Desisti mais uma vez. Seria esfaquear o todo, desperdiçar o encanto. (...) Voltei-me novamente ao ditado do “ver de fora” recorri à opinião alheia e (...) extrai alguns adjetivos (...)Disse então um mestre. Um educador, “é mítico”, veio outro e detalhou: “onírico” o mestre artista exclamou: “cromático!” e por último: “parabólico ”analisou o mestre místico. Quatro palavras que me satisfazem. Quatro visões que me complementam, pois complementam o todo. Nos confins do círculo é o mítico, o onírico, o cromático e o parabólico. Vamos então ao todo!' O autor

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Clube de Autores (Edi??o Digital)
Idioma Português
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Pdf
Gratuito Sim
Proteção Drm Sim
Tamanho do Arquivo 371
Início da Venda 27/11/2014
VOLUME 1
Cód. Barras 9999083431126
Número da edição 1
Ano da edição 2015
Ano da Publicação 2015
Mês da Publicação DEZEMBRO
AutorJuliano Ramos De Oliveira