Nossa história
  • loja
    crianças
    Sobre o Grupo Saraiva

    O Grupo Saraiva, companhia nacional de capital aberto com cerca de seis mil funcionários e que em 2014 celebra seu centenário, cria e distribui conteúdo, tecnologia e serviços por meio de seus Negócios Editoriais e Varejo. O Grupo é referência na produção de conteúdo para educação básica, ensino técnico e superior, em especial Direito, onde é líder de mercado. Suas soluções educacionais incorporam tecnologias inovadoras, tais como, aprendizagem adaptativa, biblioteca digital por assinatura, plataformas de jogos, fornecendo também conteúdo diferenciado para o ensino à distância. Com 114 lojas em 17 Estados brasileiros e Distrito Federal, possui a maior rede varejista de conteúdo, cultura e entretenimento do País. Desde que lançou sua plataforma de e-commerce em 1998, opera com uma abordagem integrada e multicanal, que oferece ao cliente produtos e serviços no www.saraiva.com.br ou nas lojas físicas. Possui um rico acervo em literatura, papelaria, música, filmes, games e softwares, telefonia, eletrônicos, tecnologia, periódicos, além de serviços de recarga de celular, venda de ingressos, cartão presente, cartões pré-pagos, seguros, assistência técnica, entrega garantida e entrega em domicílio.
  • 2013
    Publique-se

    Em maio, a Saraiva anunciou o lançamento de sua plataforma de autopublicação Publique-se!, na qual é possível transformar textos em livros digitais em apenas um clique. Com essa iniciativa, autores independentes podem formatar, publicar e comercializar suas obras por meio da estrutura de vendas da Saraiva.com.
  • Inauguração da 105ª loja
    Inauguração da 105ª loja, e um conceito diferenciado

    A Saraiva Village Mall é a 105ª loja da rede, com quatro andares distribuídos em mais de 2 mil m², no sofisticado centro comercial Village Mall, no Rio de Janeiro. O novo espaço tem assinatura do Studio Casas, do arquiteto Arthur Casas.
  • 2011
    Saraiva é referência de qualidade no atendimento

    Em pesquisa sobre atendimento ao cliente realizada pelo Instituto Brasileiro de Relacionamento com o Cliente (IBRC), a Livraria Saraiva obteve a oitava colocação no ranking das 100 empresas que melhor prestam atendimento aos seus consumidores, estando entre as que mais avançaram posições neste ranking.

    Expansão da rede de lojas

    A rede Saraiva chega à marca de 98 lojas, incluindo cinco lojas iTown, presentes em 15 estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Amazonas e Pará.
  • Inauguração das primeiras lojas iTown
    Inauguração das primeiras lojas iTown
    Em abril de 2010 foi inaugurada a primeira loja iTown, no Shopping Iguatemi de Salvador, uma operação da Livraria totalmente dedicada à venda de produtos Apple (Apple Premium Reseller). Em junho, uma nova unidade iTown foi aberta no Barra Shopping, no Rio de Janeiro. Em dezembro, ocorre a inauguração da iTown de Vitória, no Espírito Santo. As lojas oferecem toda a linha de computadores Mac, iPods, iPhones e acessórios, além de assistência técnica, cursos e workshops para usuários.

    Lançamento do Saraiva Digital Reader
    O site Saraiva.com.br lança o Saraiva Digital Reader, plataforma para leitura de e-books, livros digitais comercializados no site.

    Lançamento do sistema de ensino agora
    Voltado para a rede pública de educação básica, a Saraiva lança o Sistema de Ensino Agora.

    Criação do selo Benvirá
    A Editora Saraiva inaugura o selo editorial Benvirá, para publicação de obras de ficção e não ficção. Foram lançados 32 títulos logo em seu primeiro ano de existência.
  • 2009
    Lançamento do Saraiva Conteúdo

    Entra no ar em junho o Saraiva Conteúdo, site que tem como proposta apresentar conteúdo exclusivo sobre música, literatura, poesia, cinema e produção artística contemporânea.

    Lançamento do Saraiva Digital

    Em maio, o site Saraiva.com.br lança o Saraiva Digital, primeiro serviço do país a oferecer aluguel e compra de filmes digitais pela internet.
  • 2008
    Inauguração de loja Saraiva na Faculdade de Direito no Largo de São Francisco

    Com 90 m² de área de vendas, foi inaugurada uma loja Saraiva na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em São Paulo.

    Aquisição da Siciliano

    A Saraiva adquire na totalidade o Grupo Siciliano e os selos Arx e Caramelo foram incorporados ao catálogo da Editora Saraiva. As 56 lojas Siciliano foram incorporadas à Livraria Saraiva, que passou a operar mais de 90 lojas, processo que se concluiu em 2010. Ao reformar as cinco primeiras lojas Siciliano e transferi-las para a marca Saraiva, os resultados foram de aumento de aproximadamente 150% nas vendas. As menores lojas Siciliano foram sendo fechadas. As mais rentáveis, localizadas em pontos especiais, passaram a se especializar em livros sob encomenda.
  • 2007
    Crescimento e consolidação do Grupo Saraiva
    A Saraiva registrou crescimento de 24,7% nos nove primeiros meses de 2007 em relação ao mesmo período de 2006, com receita de R$ 495,5 milhões de janeiro a setembro. Com 36 lojas no país, as Livrarias Saraiva corresponderam a 69% do faturamento do Grupo. A Editora Saraiva foi responsável por uma fatia de 31% da receita, registrando 40% de market share em livros jurídicos e a quarta colocação em livros didáticos. O Comércio eletrônico teve incremento de 57,4% no mesmo ano.

    Criação da Editora Saraiva Educação e multimídia
    Foi o início do desenvolvimento de conteúdo digital em formato multimídia, voltado para a Educação Básica.

    Aquisição da Pigmento Editorial
    Com 90 m² de área de vendas, foi inaugurada uma loja Saraiva na Faculdade de Saraiva ingressou no segmento de Sistemas de Ensino com a aquisição da Pigmento Editorial, passando a comercializar materiais didáticos da marca Ético.

    Lançamento do cartão Saraiva Plus
    O lançamento do cartão Saraiva Plus proporcionou benefícios aos cliente, como descontos e bônus de 10%.
  • 2005
    Editora Saraiva participa do Programa Livro-Texto

    Como maneira de evitar a fotocópia dos livros nas universidades, a Saraiva participou de uma parceria com a Anhnanguera Educacional: o Programa Livro-Texto que possibilitou que a editora produzisse tiragens customizadas para as disciplinas da instituição. A iniciativa incorporou ao mercado quem antes simplesmente não comprava livros.
  • Instituto Jorge Saraiva
    Instituto Jorge Saraiva

    O Instituto Jorge Saraiva iniciou suas atividades com uma creche para 50 crianças de dois a seis anos, com o objetivo de desenvolver capacidade lúdica delas. Ao completar cinco anos iniciava-se o processo de alfabetização. A fundação passou a funcionar com recursos advindos da Saraiva, tornando-se seu braço de responsabilidade social. Em 2008, mudou-se para um local maior e dobrou o número de crianças atendidas.
  • 2003
    Aquisição da Editora Formato

    A Editora Saraiva adquiriu a Editora Formato, fortalecendo ainda mais sua posição no mercado de livros didáticos e de apoio didático com a incorporação de 450 novos títulos ao catálogo.
  • 2001
    Lançamento dos portais SaraivaJur, SaraivaUni e SaraivaEduca

    A Editora também ampliou sua atuação no setor digital com o lançamento do portal SaraivaJur, voltado para a área jurídica, que, nos anos seguintes, foi seguido pela estreia dos portais Saraivauni, voltado para professores e alunos universitários, e SaraivaEduca, para professores dos ensinos fundamental e médio.
  • Centro de distribuição
    Novo centro de distribuição para o e-commerce

    Com o bom desempenho de vendas pelo site, a Livraria Saraiva inaugura, em São Paulo, um centro de distribuição exclusivo para produtos adquiridos via Internet.

    Aquisição do acervo editorial da Editora Renascer

    A Editora Saraiva implementou seu catálogo de livros didáticos e de apoio didático com a aquisição do acervo editorial da Editora Renascer.

    Construção do Centro de Distribuição em Guarulhos

    A Editora Saraiva construiu em Guarulhos um novo e moderno centro para a distribuição de seus livros.

  • 1998
    Lançamento do site Saraiva.com.br

    O site www.saraiva.com.br foi um dos primeiros e-commerces do Brasil. Oferecendo serviços diferenciados, variado mix de produtos e constante inovação de facilidades aos clientes. Com o passar do tempo, o site alcança significativo crescimento de vendas e sucesso no segmento.
  • 1997
    Saraiva implanta o projeto de site de vendas

    Entre fevereiro e abril de 1997, a Saraiva operou de forma pioneira um site de vendas, que acabou fechando por falta de estrutura, mas serviu de base para a sua implantação definitiva um ano depois. O mercado ainda era limitado pelo número de computadores conectados à rede no Brasil, e incerto em relação à capacidade das operadoras, que recém se instalavam no Brasil.

    Editora cria área específica para livros de economia e administração

    A área de livros de economia e administração faz parte do plano estratégico de diversificação de produtos editoriais, e lança no final do ano os primeiros títulos das áreas.

    Aprovado plano de expanção das Megastores

    A Saraiva recebeu a aprovação do financiamento, junto ao BNDES, para o projeto de implantação das Megastores no biênio 1997/1998, no valor de R$ 15,2 milhões.

  • Inauguração das primeiras Megastore da Saraiva
    Inauguração das primeiras Megastore da Saraiva

    Em maio, a Saraiva inaugura sua primeira Megastore, no Shopping Eldorado, em São Paulo, com amplo espaço (1.305 m²) e 80.000 itens nas prateleiras. Voltada, em princípio, para a venda de livros e CDs, já nos primeiros cinco meses, registrou vendas três vezes superiores a uma livraria normal.
  • Jurisprudência Informatizada Saraiva
    Lançamento da Jurisprudência Informatizada Saraiva

    A Saraiva Data lança seu segundo produto em CD-ROM, o JUIS – Jurisprudência lnformatizada Saraiva, resultado de convênio entre a Saraiva Data e diversos Tribunais de Justiça e o 1º e 2º Tribunais de Alçada Civil de São Paulo. O produto, que continha as ementas dos tribunais, permitia que os advogados tivessem acesso, de forma rápida, a um amplo material de consulta sobre jurisprudência.
  • 1994
    Conselho de Administração aprova instalação das Megastores

    Somado à liberação da importação de produtos de informática, o Plano Real permitiu o cenário ideal para a abertura das Megastores, uma vez que estabeleceu a redução da inflação e o ganho de poder aquisitivo das classes menos favorecidas. Foi neste ano, então, que o Conselho de Administração da Saraiva aprovou o projeto que seguia o conceito de grandes lojas com ampla variedade de produtos, à época, já usual na Europa e nos EUA.
  • Criação da Saraiva Data
    Criação da Saraiva Data

    A Saraiva Data Ltda. Foi fundada para atuar de maneira pioneira na comercialização de produtos editoriais informatizados para a área jurídica. Em pouco mais de um ano, assumiu posição de liderança no mercado editorial eletrônico para o meio jurídico através de seu primeiro produto: LIS – Legislação Informatizada Saraiva.
  • 1989
    Editora Saraiva passa a publicar livros de Interesse Geral

    O início da publicação de livros da área denominada Interesse Geral permitiu atingir um público consumidor mais amplo. Passou-se a editar livros denominados de autoajuda, negócios, biografias e depoimentos sobre os mais diversos gêneros da experiência humana.
  • 1979
    Implementação de sistema de venda porta a porta

    As vendas da Enciclopédia Saraiva do Direito teve suas vendas impulsionadas com a implantação de um sistema de vendas porta a porta, que contemplava a comercialização de coleções.
  • 1978
    Diversificação de atuação no mercado editorial

    A Editora Saraiva ampliou sua atuação no segmento universitário, passando a publicar, além de obras jurídicas, títulos sobre economia, administração e educação.
  • Enciclopédia Saraiva do Direito
    Lançamento da Enciclopédia Saraiva do Direito

    A Enciclopédia Saraiva do Direito, composta por 78 volumes, foi considerada por intelectuais uma das mais completas enciclopédias do mundo no setor. Coordenada pelo Professor Rubens Limongi França, teve seu último volume publicado em 1982.
  • 1975
    Implantação de novo modelo de distribuição da Editora

    A Editora Saraiva inicia uma nova estrutura de distribuição de livros, por meio de distribuidores exclusivos e da abertura de filiais em diversos estados do país.
  • Inauguração da segunda Livraria Saraiva
    Inauguração da segunda Livraria Saraiva

    A segunda Livraria Saraiva teve como sede a Praça da Sé, ao lado da catedral, também em São Paulo. Ao longo dos anos 1970 mais quatro lojas foram inauguradas em pontos centrais e estratégicos da cidade: Augusta, São Bento, Maria Antonia e Sete de Abril.

    Criação da Livraria e Papelaria Saraiva S.A.

    Neste ano foi feita a fusão da Livraria Saraiva Ltda. e da Papelaria Saraiva Ltda. sob a denominação de Livraria e Papelaria Saraiva S.A.

    Editora Saraiva realiza abertura de capital

    A transformação da Editora em uma Sociedade Anônima de capital aberto teve o objetivo de capitalizar a empresa para os investimentos no mercado de livros didáticos e ampliação dos pontos de venda da livraria.

  • livros didáticos
    Retomada da produção de livros didáticos

    Frente a grande perspectiva de investimento do Governo Federal para o incentivo da publicação e distribuição de livros didáticos, a Saraiva volta a publicar livros deste segmento, obtendo sucesso logo nos primeiros meses. O retorno aos didáticos se deu com a publicação da coleção Matemática na Escola Renovada, de Scipione di Pierro Neto, com quatro volumes, destinado a alunos das quatro séries do Ensino Ginasial.
  • 1967
    Constituição da Livraria Saraiva Ltda. e Papelaria Saraiva Ltda.

    Devido ao crescimento das atividades ligadas ao varejo na Saraiva, a companhia decide pela separação jurídica das duas atividades.
  • Fechamento da Livraria Acadêmica
    Fechamento da Livraria Acadêmica

    O local da tradicional Livraria Acadêmica é desapropriado pelo Poder Público, que visava a ampliação do Largo do Ouvidor em uma ampla reforma urbana. A loja se transfere para poucos metros de distância, à Rua José Bonifácio, 203.
  • 1950
    Crescimento nacional das vendas

    A Saraiva passa a implantar um sistema de representantes para vender em todo o Brasil com mais facilidade.
  • 1947
    Transformação da empresa em Sociedade Anônima

    A Saraiva realiza uma das primeiras colocações de ações privadas no mercado brasileiro. O lançamento particular de ações foi realizado para viabilizar o investimento no setor gráfico e na diversificação de produtos da Livraria e de obras editoriais. Um grande número de ex-estudantes encaminha-se à livraria para subscrever ações da empresa em homenagem ao seu fundador.
  • 1946
    Lançamento da Coleção Saraiva

    A Saraiva passa a atuar de forma pioneira na produção de livros populares, as Coleções, vendidas por meio de assinaturas e envios postais dos livros para os clientes, atingindo assim maior número de leitores. Até 1972, foram publicados 287 títulos, de romances da literatura nacional a traduções de obras clássicas da literatura europeia. O primeiro título da Coleção Saraiva foi O Rei Cavaleiro de Pedro Calmon. Autores como Machado de Assis, Alexandre Dumas, e ilustradores como Tarsila do Amaral, figuraram na série de livros. Em 1949, a obra O Amanuense Belmiro, de Cyro dos Anjos, registrou o sucesso da coleção, com uma tiragem de 40 mil exemplares, números pouco comuns para livros de ficção.
  • Instalação de gráfica própria
    Diversificação de produtos: Livraria e Papelaria Saraiva

    A Livraria Saraiva, na José Bonifácio, passa também a ofertar produtos de papelaria. A loja operava com excelente margem de lucro, e tornou-se muito popular, sobretudo no período de início do ano escolar, quando era comum formarem-se filas em sua calçada.

    Prêmio Livreiro Saraiva

    Em 1945 foi instituído o Prêmio Livreiro Saraiva. O objetivo da família Saraiva era perpetuar a memória do fundador da Saraiva. D. Henriqueta, sua viúva, entregou o primeiro prêmio para Esther de Figueiredo Ferraz, no recinto das Arcadas.

    Instalação de gráfica própria

    Dentro da estratégia de diversificação das atividades da Saraiva, foi fundada a empresa Indústrias Gráficas Saraiva. Foi montada uma gráfica própria no bairro do Brás, na Rua Sampson, para atuar em conjunto com os outros negócios da companhia. A gráfica também produzia livros encomendados por outras editoras.

  • 1944
    Diversificação de produtos: Livraria e Papelaria Saraiva

    A Saraiva expande mais uma vez sua temática editorial lançando livros de Língua Portuguesa, como a Gramática Normativa da Língua Portuguesa, de Francisco da Silveira Bueno.

    Morte do Conselheiro Saraiva

    Morte do Conselheiro Saraiva No dia 24 de setembro, aos 73 anos faleceu Joaquim Fonseca Saraiva. A partir de então, os filhos Paulino, Jorge e Joaquim passaram a tocar o negócio, iniciando um processo de diversificação das atividades da Saraiva.
    O Conselheiro Saraiva acumulou tamanho prestígio ao longo de sua vida que, 27 anos depois, na comemoração do centenário de seu nascimento, a Faculdade de Direito inaugurou uma placa de bronze no pátio, em reconhecimento às colaborações do Conselheiro para o segmento jurídico no Brasil. Essa foi a única placa colocada até hoje na Faculdade que homenageia alguém que não seja um ex-aluno.

  • Concurso de sonetos em homenagem ao Conselheiro Saraiva
    Concurso de sonetos em homenagem ao Conselheiro Saraiva

    Antigos alunos do Direito da São Francisco organizam o concurso de sonetos que homenageou o Conselheiro Saraiva. Vinte e dois acadêmicos participaram do evento. Alguns dos adjetivos usados para descrever o homenageado foram:

    • “famoso cavalheiro tornado legendário, e por su’arte e nobre engenho feito Conselheiro”;
    • “artífice modesto da cultura”;
    • “título mais grato de honraria está no haver sempre ajudado a Mocidade, no sempre haver servido à Academia”;
    • “uniu seu destino à Mocidade, servindo-a, com paciência, ano por ano";
    • “a simpatia da mocidade das Arcadas... pelo sistema crediário oferto, que não requer alguma garantia”;
    • “a todos dá o exemplo edificante do que venceu embora sendo pobre”.
  • A primeira noite de autógrafos no Brasil
    A primeira noite de autógrafos no Brasil

    O autor gaúcho Érico Veríssimo publica a obra Saga, e concede a primeira “tarde de autógrafos” no Brasil, realizada na Livraria Saraiva, na Rua José Bonifácio.
  • 1939
    Início da publicação de livros didáticos pela Editora Saraiva

    Bem sedimentada no ramo editorial jurídico, a Editora Saraiva passa a editar também livros didáticos, além de literatura geral e ciências. Em poucos anos torna-se uma das principais editoras de livros didáticos do país.
  • O reconhecimento dos alunos da Faculdade de Direito
    O reconhecimento dos alunos da Faculdade de Direito

    Quando voltou de um passeio a Portugal, Joaquim Saraiva foi recebido no porto de Santos por uma enorme caravana de estudantes, que lotou um trem. A viagem para São Paulo foi repleta de músicas, discursos e poesias recitadas pelos estudantes. Com o passar do tempo, o livreiro tornou-se figura de respeito e muito querida no meio acadêmico jurídico. Passou a ser chamado de “Conselheiro” devido às suas indicações de leitura, não apenas para alunos como também para catedráticos.
  • Início das atividades Editoriais
    Início das atividades Editoriais

    Lançamento do primeiro livro da Editora Saraiva: Casamento Civil, de Aniceto Corrêa, que inaugura as atividades editoriais da empresa e dá início à tradicional atuação da Saraiva no segmento de livros jurídicos.
  • Inauguração da Livraria Acadêmica
    Inauguração da Livraria Acadêmica

    Com 43 anos, em 13 de dezembro de 1914, o imigrante português Joaquim Fonseca Saraiva fundou uma pequena livraria de livros jurídicos no antigo Largo do Ouvidor (atual Rua José Bonifácio), a poucos metros da Faculdade de Direito do Largo São Francisco. Na Livraria Acadêmica havia apenas dois funcionários, ele e seu filho menor, Paulino. Nos anos seguintes os filhos Jorge e Joaquim também passam a trabalhar junto ao pai. Desde sua fundação, a Livraria vendia à prazo, sobretudo para os alunos da Faculdade, tornando-se uma das precursoras do sistema de crediário no Brasil.