Frete Grátis
  • Google Plus

O Nome Que Eu (Não) Sou (Cód: 9376631)

Sousa, Tuany Soeiro

Lumen Juris

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 80,00 R$ 64,00 (-20%) em até 2x de R$ 32,00 sem juros
Cartão Saraiva R$ 57,60 (-10%) em até 1x no cartão ou em até 3x de R$ 21,33 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

O trabalho aborda as respostas dadas pelo Poder Judiciário para as demandas de retificação de nome e sexo jurídico no registro civil de sujeitos transexuais e travestis, uma vez que o ordenamento jurídico brasileiro não prevê exceções quando as expressões de gênero contrastarem com os atributos presentes nos documentos de identidade, experiência pela qual passam esses indivíduos. Ao contrário do que são interpelados a ser, as mulheres e homens transexuais e travestis vivenciam o gênero diferentemente das normas criadas no contexto do heterossexismo que exigem a coerência e continuidade entre sexo, gênero e sexualidade. A problemática consiste em indagar os discursos produzidos, no âmbito do campo jurídico, pelos magistrados responsáveis pelo julgamento desses casos. Abordamos os conceitos de “discurso”, “poder” e “verdade” a partir da Análise do Discurso de linha francesa, de base foucaultiana, dialogando com autores como Michel Miaille e Clémerson Merlin Clève com o objetivo de compreender os aspectos discursivos do Direito. A seguir, tratamos de enunciados como “sexo”, “gênero”, “sexualidade” e “transexualidade”, principalmente através de Judith Butler. Depois, examinamos algumas normativas acerca do direito ao nome, bem como as possibilidades e meios de alteração de dados do registro civil. Ao final, avaliamos, através de análise documental e revisão bibliográfica, algumas sentenças proferidas no estado do Maranhão. Os resultados da pesquisa demonstram que o estado do Maranhão, em parte, tem dado respostas positivas aos processos envolvendo sujeitos trans, principalmente pelo reconhecimento da importância da retificação para as travestis e para sujeitos transexuais não operados, contrastando com o contexto nacional.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Lumen Juris
Cód. Barras 9788584405879
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788584405879
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Sub-Título Tetificação De Nome E Sexo De Pessoas Transexuais E Travestis No Registro Civil
Número da edição 1
Ano da edição 2016
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 211
Peso 0.28 Kg
Largura 14.00 cm
AutorSousa, Tuany Soeiro

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: O Nome Que Eu (Não) Sou